A AgriPoint é especializada na formação de comunidades online focadas no agronegócio.

Site oficial:

Piracicaba - São Paulo

(19) 3432-2199

Manejo de ordenha e controle de mastite

Por AgriPoint Consultoria Ltda, FarmPoint - postado em 30/08/2011

1 comentário
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir

 

Para garantir a qualidade do leite de cabra é fundamental o cuidado no manejo da ordenha e o controle e prevenção da mastite.

O manejo correto da ordenha implica na adoção de medidas de higiene do ordenhador e dos materiais e equipamentos utilizados na ordenha, na manutenção de ambientes limpos para os animais e na prática de medidas de prevenção e controle de mastite, como testes antes da ordenha e desinfecção dos tetos ao final.

A mastite é um processo inflamatório da glândula mamária (úbere) e consiste numa reação do tecido secretor do leite a alguma injúria produzida por agentes físicos no interior da glândula, ou mais comumente por bactérias e suas toxinas. A mastite é considerada a principal doença que afeta os rebanhos caprinos leiteiros e que proporciona as maiores perdas econômicas na exploração da atividade. Para o controle da doença, é importante que exista um programa para o diagnóstico e monitoramento constante na propriedade, de forma que o produtor se antecipe não comprometendo sua renda.

Certamente, o manejo correto da ordenha é a principal medida de controle de mastite e a execução de uma sequência adequada de tarefas durante a ordenha proporciona também uma melhor qualidade do leite.

Além da higiene, outra medida que deve ser considerada para se evitar descartes da produção por baixa qualidade do leite (alta CCS e CBT) e para se reduzir a incidência de mastite no rebanho, é a identificação e descarte de cabras com mastite crônica.

Esses cuidados e medidas que devem ser tomados para prevenção da mastite e garantia da qualidade do leite de cabra serão tema do curso online Leite de cabra: produção com qualidade do campo à mesa que será ministrado pelas instrutoras Lea Chapaval e Teresa Cristina Alves.

Lea Chapaval possui graduação em Medicina Veterinária pela UFPR, mestrado em Nutrição Animal e doutorado em Ciências (Energia Nuclear na Agricultura) pela USP. Atualmente é Pesquisadora A da EMBRAPA, em São Carlos-SP. Atua principalmente nos seguintes temas: ecologia microbiana, epidemiologia molecular, análise microbiológica do leite e produtos derivados, mastite e Produção Integrada de Leite.

Teresa Cristina Alves possui graduação em Medicina Veterinária pela UEL, Mestrado e Doutorado em Qualidade e Produtividade Animal pela FZEA-USP. Tem experiência na área de Medicina Veterinária, com ênfase em Nutrição de ruminantes

Se você precisa melhorar a qualidade de sua produção, o curso online Leite de cabra: produção com qualidade do campo à mesa terá início no dia 26/09 e já está com inscrições abertas. Clique aqui e se inscreva!

 

Opinião

O texto deste colunista não reflete necessariamente a opinião do site FarmPoint.

Saiba mais sobre o autor desse conteúdo:

Avalie esse conteúdo: (5 estrelas)

Comentários:

Sergio Melo

Santa Bárbara do Monte Verde - Minas Gerais - Produção de leite
publicado em 01/09/2011

Achei muito interessante o artigo pois [e fundamental a higiene local e com os animais para evitar a proliferacao da mastite , estou tentando mudar de ramo e criar cabras e vouestar sempre em contato.

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes

Enviar comentário

Copyright © 2000 - 2019 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade