Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Você está em: Cadeia Produtiva > Entrevistas

Eldar R. Alves: "Hoje a raça Poll Dorset está presente em todo o mundo"

postado em 04/05/2010

7 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Confira a entrevista exclusiva realizada pelo FarmPoint com Eldar Rodrigues Alves, selecionador e criador da raça Poll Dorset. Na entrevista, Eldar fala sobre a inserção da raça no mercado, as vantagens e características da raça e sobre o mercado de carne ovina.



1 - Fale um pouco sobre a raça Poll Dorset:

A raça Poll Dorset tem dois braços de origem: uma é a origem americana, através de mutação genética voluntária, ocorrida no rebanho Dorset Horn da universidade da Carolina do Norte e a outra é a linhagem australiana, quando três importantes criadores de Dorset Horn viram a vantagem em eliminar os chifres da raça. Isso foi conseguido através de sucessivos cruzamentos com indivíduos das raças Corriedale e Ryeland e os produtos resultantes com características de Dorset foram acasalados com ovelhas da raça Dorset ate atingirem o grau de 95% de pureza. Em 1947 a raça foi registrada.

2 - Como a raça Poll Dorset esta inserida hoje no mercado de ovinos?

A raça Poll Dorset hoje esta presente em praticamente todo o mundo, sendo amplamente utilizada em países com tradição na produção de carne ovina. Na Austrália, esta presente em 80% dos cruzamentos de cordeiros para produção de carne nobre (PREMIUM) e preconiza-se a sua utilização como cruzamento terminal com outras raças e também em cruzamentos tricross.

Uma boa utilização para o Brasil será com fêmeas cruzas Dorper x Santa Inês e também em fêmeas Santa Inês puras. Já temos sucesso nesses cruzamentos no Sul e em Pernambuco. Na Europa, esta sendo utilizada em cruzamentos com a raça Texel, obtendo sucesso em provas de ganho de peso e eficiência.

Porém, quando passamos a olhar as características maternas da raça, observamos que as mesmas apresentam características econômicas indispensáveis como a não sazonalidade de estro e a ótima habilidade materna, além de partos múltiplos, o que a torna uma raça materna excelente.

3 - Quais as vantagens/características da raça?

Entre muitas características da raça podemos destacar algumas:

- Excelente conformação de carcaça;
- Carcaça dentro das exigências do mercado internacional;
- Rápido crescimento;
- Produção abundante de leite;
- Facilidade de parto da fêmea;
- Genética predominante nos cruzamentos;
- As fêmeas F1 já nascem com as características reprodutivas da raça;
- Muito resistente ao frio e ao calor, por ser uma raça semilanada.

4 - Qual o maior desafio/problema para o setor de carne ovina hoje?

Para mim, o principal problema é a falta de coragem de ambas as partes: o pecuarista tem medo de produzir e não ter para quem vender, o frigorífico tem medo de investir em plantas e não ter matéria prima para trabalhar, é a metáfora do "cachorrinho correndo atrás da cauda".

5 - Quais são as expectativas para 2010?

Acho as expectativas as melhores possíveis para a ovinocultura e em especial para a raça Poll Dorset, pois agora ela esta começando a ser conhecida no Brasil e poderá contribuir muito para a produção de um ótimo cordeiro para abate.

Tenho observado que em muitos restaurantes que antes nem sonhávamos em ter carne ovina, hoje já incluíram no a carne no cardápio, ou seja, aos poucos e a passos firmes, este hábito alimentar esta sendo incorporado ao dia a dia do brasileiro, porém sinto a falta de ações mais concretas para incrementar o consumo de carne ovina assim como se vê no frango e no suíno.

Equipe FarmPoint

Avalie esse conteúdo: (4 estrelas)

Comentários

Quirino de Freitas

Fernandópolis - São Paulo - Produção de ovinos
postado em 05/05/2010

Parabéns Eldar. Acredito que a raça Poll Dorset realmente tem espaço no mercado devido as características apresentadas por você.

eldar rodrigues alves

Curitiba - Paraná - governo
postado em 05/05/2010

Prezado Quirino de Freitas
Obrigado, realmente acreditamos muito nessa raça, pois ela não é uma promessa e sim uma realidade amplamente testada em países como Austrália e Nova Zelândia onde a ovinocultura é uma pratica centenária e altamente tecnificada onde tudo é medido (DEPS) e animais e raças que não sejam economicamente viáveis não se estabelecem.

Genes Gentil Bento

Canguçu - Rio Grande do Sul - Produção de caprinos de corte
postado em 03/05/2012

Boa tarde Eldar.
                Meu nome é Genes Bento, sou natural de Canguçu, sua terra natal e sou amigo de seu pai. Parabéns pela iniciativa de criar a raça Poll Dorset. Também acredito muito nela. Como tu conheces bem nossa região, gostaria de saber se tem algum criador idôneo da raça próximo ao nosso município, pois pretendo adquirir um cordeiro para no próximo ano cruzar com minhas ovelhas da raça ideal e merino.
                Se puderes me dar retorno, ficarei mui grato.
                Abraço e sucesso!

eldar rodrigues alves

Curitiba - Paraná - governo
postado em 03/05/2012

Ola
Caro Genes é um prazer ter um conterraneo no grupo, casualmente eu conheço um criador idoneo , EU ,hehehe, eu mandei ai para o nucleo (esta com o Jorge) um borrego que esta cruzando ai em varias propiedades , no final de maio ele sera vendido , de uma olhada nele se gostares conversamos , agora em junho ja começa nascer as crias lá no Joaquim , que foi o primeiro a usar
sem mais
um abraço
Eldar
meu site www.cabanhakingsize.com.br meu email eldaralves@hotmail.com  , me manda um email que te mandarei um video de animais meus.

PRUDÊNCIA GOMES DOS SANTOS

Alegrete - Rio Grande do Sul - Produção de ovinos de corte
postado em 04/05/2012

Olá Eldar!!
Em julho começarão a nascer nossos primeiros borregos cruza Poll Dorset com ovelhas Ideal, a raça nao é conhecida na região, mas os 02 carneiros já despertaram interesse pela alta libido demostrada e pela condição corporal apresentada no final da estação de monta, média de 50 ovelhas por carneiro, Semana que vem vai ser feito ultrasom, estou curiosa pela incidência de gêmeos... Até mais.

eldar rodrigues alves

Curitiba - Paraná - governo
postado em 07/05/2012

Cara Amiga  Prudencia
Fico muito contente e te desejo exito,, aqui fizemos ultrassom em 10 ovelhas , inseminadas com semen congelado e tivemos 08 prenhes , na T.E. tivemos 21 ovelhas gestantes sendo 6 com gemeos ( isso mesmo é que colocamos 2 embrioes em algumas receptoras por falta de receptoras , deu mais embrioes que o esperado, mas poll dorset é assim mesmo tem ovelha que deu 14 embrioes com semen congelado ) . Semana passada inseminamos 26 borregas , com semen importado da NOVA ZELANDIA , tambem estou curioso heheh. Agora o foco é EXPOINTER 2012  . Levaremos 10 animais entre machos e femeas .
sem mais
Eldar

Enei Roberto Veiga da Silva

Arroio Grande - Rio Grande do Sul - Produção de ovinos de corte
postado em 03/03/2013

Oi Eldar! Prazer em voltar ao contato com você! Como tive problemas de partos com o cruzamento de carneiro Dorset com borregas Texel, gostaria de uma dica mais apropriada para cruzar o Dorset. Aqui, a predominância dos rebanhos é o Corriedale. Eu tenho dúvidas quanto à diferença de porte entre as duas raças. Estou com receio de ter o mesmo problema. O que me sugeres?
Desde já obrigado e um grande abraço.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2017 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade