Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Você está em: Cadeia Produtiva > Entrevistas

Especial associações: Carlos Ely Garcia Jr. da Associação Brasileira de Criadores de Ile de France

postado em 26/05/2010

2 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

O entrevistado do Especial Associações desta semana é Carlos Ely Garcia Jr., presidente da Associação Brasileira de Criadores de Ile de France e criador de ovinos. Na entrevista, Carlos fala sobre as vantagens do associativismo para a ovinocultura, retomada da atividade no país e sobre a divulgação da raça Ile de France no Brasil.

Figura 1 - Carlos Ely Garcia Jr.



FarmPoint: Quais as vantagens e a importância da união dos produtores na comercialização de produtos e/ou animais e na compra de insumo?

As vantagens da união dos produtores são inúmeras. Começa pelo planejamento adequado da produção. A partir de uma demanda estimada e previamente negociada com os clientes, os produtores podem se organizar para escalonar (na medida do possível, e no Ile de France isso é mais fácil pela característica de vários cios durante o ano) as suas safras, diminuindo as perdas oriundas da superprodução (o preço cai) e da escassez (não tem produto para aproveitar o preço alto) nos ciclos sazonais.

Esse planejamento passa também por controle e definição de critérios de qualidade e padrão de carcaça o que sempre agrega valor ao cluster. Com essa união, os produtores podem identificar se sua produção, mesmo otimizada, fica aquém da demanda de mercado e ai incentivar novos produtores a suprir essas lacunas (comprando matrizes e reprodutores deles, é claro, e aumentando suas fontes de renda). Com isso os produtores mantém cativos seus clientes e podem negociar prêmios nos preços.

A organização racional dos produtores traz também redução de custos (até ao ponto de compartilhamento de técnicos e equipamentos e infra estrutura) até a compra em conjunto, com maior poder de barganha e melhores preços (volumes maiores podem ser encomendados e descarregados em rotas, coisa que individualmente não se viabiliza).

São todas vantagens importantes mas, sem dúvida, a maior é a condição de negociar em bloco com compradores podendo auferir melhores preços e condições comerciais (para isso é preciso oferecer contrapartidas citadas acima que somente associados podem conseguir).

FarmPoint: Quais as dificuldades encontradas hoje pela associação?

A ovinocultura está passando por um momento de retomada no país. Os investimentos e interesses variam de acordo com a etapa e o ritmo dessa retomada. Algumas regiões onde está se implantando a criação de ovinos o ritmo é frenético, em outras, onde já esta madura, o ritmo é de melhoria contínua.

A visão da ABCIF é de que a raça Ile de France é das que podem mais contribuir para o desenvolvimento da produção de cordeiros, com carcaças precoces e carne de alta qualidade. Para que essa contribuição seja efetiva é preciso aumentar a produção de matrizes e reprodutores comerciais e divulgar juntos aos detentores de grandes rebanhos as vantagens da raça nos cruzamentos operacionais, garantindo a comercialização desses produtos.

Para isso se exige um grande esforço de marketing e incentivo a feiras e exposições que esbarra na dificuldade de um país continental com diversidades culturais e de nível de produção muito grandes que não é fácil atender com um equipe enxuta, baseada em produtores que precisam atender também suas propriedades e com poucos recursos financeiros. Estamos trabalhando para reduzir essas dificuldades e esperamos que os criadores de Ile de France se engajem cada vez mais nesse investimento que dará enormes retornos nos futuro.

Figura 2 - Animais da raça Ile de France.



FarmPoint:O que vocês tem feito para fortalecer a atividade?

Na medida do possível, buscamos divulgar primeiramente as características diferenciadas do Ile de France, no nosso ver a melhor raça de ovinos para a produção de carne de alta qualidade, em quantidade e temos por objetivo:

- Fomentar o desenvolvimento dos rebanhos da raça Ile De France em todo país;

- Promover e facilitar a importação de reprodutores e matrizes para melhoria racial;

- Orientar a seleção dos exemplares da raça visando sua adaptabilidade às diferentes regiões do país;

- Colaborar com os programas de governo voltados para a pecuária ovina;

- Congregar os interessados na raça Ile de France;

- Contratar e estabelecer convênios com associações congêneres e manter intercambio com outros países;

- Organizar e manter o controle da produção de carne e lã de ovinos Ile de France e seus cruzamentos;

- Promover conhecimento, especialmente entre os associados, sobre o desenvolvimento da raça Ile de France;

- Defender os interesses da ABCIF junto a entidades públicas e privadas;

- Promover e coordenar um programa de marketing com feiras nacionais e internacionais, leilões, palestras, reuniões, atividades de campo, divulgação de informações nos meios de comunicação e outras atividades visando a ampliação e a melhoria do rebanho Ile de France.

Além desses objetivos, pretendemos ainda estruturar a cadeia produtiva de cordeiros com sangue Ile de France, criando uma grife diferenciada pelas características superiores da carne produzida pela raça e buscar recursos para reforma e melhorias na sede da associação no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio-RS.

É possível imaginar a dificuldade de perseguir tantos e tão importantes objetivos com uma equipe enxuta e poucos recursos, mas tem sido feito um pouco de tudo, especialmente a divulgação da raça com o apoio inestimável dos nossos membros do conselho técnico, de alguns associados de diversos estados do Brasil e dos criadores de Ile de France. Estes tem atendido ao chamamento para participar mais intensamente das feiras, exposições e das iniciativas da ABICF.

FarmPoint: Quais os serviços que a associação oferece a seus associados?

A ABCIF tem se destacado na divulgação da raça e seu site www.iledefrance.org.br traz uma gama de informações de importância para os criadores, eventos, artigos técnicos, etc.

Além disso, o site tem um serviço de "classificados" para facilitar a comercialização dos produtos dos criadores, havendo ainda possibilidade de divulgação de banners e anúncios.

A ABCIF participa também na definição de jurados para feiras e exposições e regula as características da raça.

O conselho técnico apoia os associados em questões técnicas e todas as diretorias se empenham no marketing e divulgação da raça em eventos, meios de comunicação, publicações técnicas, etc.

A ABCIF, além de perseguir todos os objetivos acima, está estudando a estruturação da cadeia produtiva de cordeiros com a grife Ile de France.

Equipe FarmPoint

Avalie esse conteúdo: (5 estrelas)

Comentários

Carlos Ely Garcia Jr.

Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Empresário
postado em 01/06/2010

Muito boa a edição da reportagem.
Parabéns!
Abraço

Sergio L Ferro

Santa Maria - Rio Grande do Sul - Produção de ovinos
postado em 15/05/2011

Esse artigo indica a importância da raça Ile de France na composição da cadeia produtiva da carne ovina, possibilitando que seja utilizada em cruzamentos comerciais e/ou industriais no melhormento de carcaças de cordeiros tanto em raças laneiras (que não há depreciação da lã) quanto em raças deslanadas

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade