Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Você está em: Cadeia Produtiva > Espaço Aberto

Programa Cabra Forte

Por Leciane Lima
postado em 14/08/2006

9 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

O Cabra Forte é um programa criado pelo Governo do Estado da Bahia para atender os pequenos produtores de Caprinos e Ovinos do semi-árido baiano. Tem como objetivo a inserção social dos produtores através da geração de renda originada na atividade, e, conseqüentemente, melhorar a qualidade de vida de suas famílias.

Atua em 50 municípios do semi-árido baiano, distribuído em 6 pólos, beneficiando mais de 34 mil caprinovicultores. Desde 2003, quando foi criado, até junho deste ano, o programa já implantou mais de 380 sistemas de abastecimentos d'água e poços, construiu e recuperou - no total de 62 barragens - e 10.771 mil cisternas.

As ações do programa surgem para alavancar o desenvolvimento econômico oferecendo assistência técnica, infra-estrutura hídrica, melhoramento genético, nutrição e sanidade animal. Para ajudar na formação ou complementação do desenvolvimento social, o Cabra Forte funciona como facilitador, estimulando a alfabetização de jovens e adultos. Os projetos de alfabetização são parcerias com a Universidade Federal da Bahia (UFBA), secretarias estaduais e municipais de educação e outros. O Cabra Forte também age no tocante das regulamentações de imóveis pertencentes ao público alvo do programa.

Os pólos de atuação do programa atualmente são: Conceição do Coité, Jaguarari, Juazeiro, Monte Santo, Paulo Afonso e Remanso. O programa promove cursos de capacitação para os veterinários, técnicos de nível médio e agentes comunitários rurais (ACR's), habilitando-os a realizar o atendimento direto ao produtor em suas propriedades.

Os ACR's são jovens capacitados pelo Cabra Forte para atuar como mobilizadores e indutores de produtores na utilização de tecnologias e gerenciamento de suas propriedades necessárias na melhoria do desempenho produtivo da ovinocaprinocultura. Nos cursos de capacitação promovidos pelo programa os ACR's aprendem técnicas de manejo reprodutivo, alimentar e sanitário.

Assistência técnica

A assistência técnica feita pelos técnicos de nível superior, médio e ACR's vêm mudando a realidade, o número de morte nos rebanhos vem decrescendo. A nutrição, outro fator extremamente importante para o programa, ganha reforço com a implantação do projeto Pulmão Verde, no município de Ponto Novo, que funciona numa área de 100 hectares para produção de feno (Tifton 85). O projeto já está funcionado, dispõe de um pivô central que faz a irrigação de toda área plantada e todo maquinário para produção de feno, desde o corte até o enfardamento (figura 1)


Figura 1. Pivô central irrigando área de tifton para produção de feno.

Devido ao clima seco do semi-árido, a equipe técnica do programa também realiza campanhas de incentivo para os produtores realizarem o trabalho de reserva alimentar estratégica. Essas medidas são adotadas para enfrentar os períodos de seca prolongada.

Na área de sanidade, o Cabra Forte investe de forma continuada na melhoria da sanidade do rebanho, reduzindo em até 50% as taxas de mortalidade, através da realização de campanhas de defesa e manejo sanitário, orientando a vermifugação dos animais.

Para viabilizar a sanidade dos caprinos e ovinos, o Sebrae, parceiro do programa, idealizou o Bode Móvel (figura 2); microônibus equipado com laboratórios, sala de aula e vídeo, nas quais são ministradas palestras temáticas que ensinam aos pequenos criadores como utilizar técnicas de manejo reprodutivas, sanitário e alimentar, além de incentivos a gestão empresarial. Ao todo, o programa tem três unidades móveis de sanidade animal que viajam pelo interior baiano, atendendo a área de abrangência do programa para fazer inspeção veterinária nos rebanhos.


Figura 2. Bode Móvel

Na área de melhoramento genético o programa vem se destacando, alcançando elevado índice zootécnico, através de técnicas modernas, inclusive inseminação artificial. São oferecidas, também, ações de manejo reprodutivo, garantindo a eficiência na produtividade da ovinocaprinocultura da região.

O Cabra Forte dispõe de um Centro de Melhoramento Genético, no município de Andorinha e em Pilar, no distrito de Jaguarari a Estação Experimental Caraíbas, administrada pela EBDA. A Estação é uma unidade de produção de caprinos e ovinos, crias, matrizes melhoradas que são destinadas à doação aos pequenos produtores que se destacam no âmbito do programa.

Como ter acesso ao programa

Para o produtor ter acesso ao programa é necessário já exercer a atividade de criação de caprinos e ovinos, pode ser posseiro ou proprietário, ter uma propriedade com área máxima de 100 hectares e estar situado num município dentro do perímetro de atuação do Cabra Forte.

Através de estudos feitos pelo IBGE e Seagri são selecionados os municípios que apresentam o maior número de rebanho de caprinos e ovinos. Em seguida são selecionadas as comunidades que tem a maior concentração de pequenos produtores, terminado este processo são cadastrados os 500 produtores em cada município.

Recursos financeiros

Os recursos destinados ao Cabra Forte são provenientes do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). Entre as principais preocupações do Cabra Forte está o melhoramento do rebanho e como os produtores vinculados ao programa não dispõe de recursos para a aquisição de matrizes e reprodutores, o Banco do Brasil e o Banco do Nordeste financiam estas atividades.

Além do financiamento para aquisição de animais, o Pronaf também destina recursos para realizar os trabalhos na área de reserva estratégica alimentar para dar sustentabilidade a atividade no período de seca prolongada.

Saiba mais sobre o autor desse conteúdo

Avalie esse conteúdo: (4 estrelas)

Comentários

Carlos Henrique da Paz Portela

Recife - Pernambuco - Indústria de insumos para a produção
postado em 14/08/2006

Excelente programa, deve ser utilizado por outro Governo Estadual !!

Paulo José Theophilo Gertner

Lauro de Freitas - Bahia - Médico Veterinário
postado em 14/08/2006

A Senhora Leciane Lima foi muito feliz em sua explanação sobre o Cabra Forte, programa que apesar de todas as dificuldades comuns em programas deste porte, já é desde já vitorioso.

O Governador da Bahia, Paulo Souto, é receptivo a inovações tecnológicas, o Secretário de Agricultura, Pedro de Deus, é constante em sua atuação, de forma que a Bahia tem feito sua "lição de casa".

Longe de atingir a abrangência que esperamos e de evidenciarmos nosso potencial de forma plena, mas mostrando para o Brasil e principalmente para o Nordeste que com determinação, vontade política e técnicos motivados e comprometidos, é possível sim, tornar a Bahia, se não o maior, mas um dos maiores produtores de ovinos e caprinos da América Latina.

Vamos adiante e não deixemos "a peteca cair".

Gláucio José Araujo Vaz

Recife - Pernambuco - Produção de leite
postado em 14/08/2006

Parabéns! Realmente é um grande investimento social, o retorno virá com mais saúde e menos violência.

Antonio Dagoberto de Jesus Rios

Juazeiro - Bahia - Consultoria/extensão rural
postado em 15/08/2006

Prezada Leciane,

Parabéns pela excelente reportagem!, Aproveito para também parabenizar a Equipe de Coordenação do Programa na pessoa de seu Coordenador Estadual Dr. Edilson Bartolomeu.

É um orgulho para todos nós que somos baianos e de alguma forma contribuimos para o desenvolvimento deste conceituado Programa.

Parabéns Secretário Dr. Pedro Barbosa e parabéns Governador Paulo Souto - timoneiro desta grande nave chamada BAHIA.

Dagoberto Rios

GRANJA SUASSUMÉ

Piedade - São Paulo - Produção de caprinos de corte
postado em 01/09/2006

Esse é um proigrama que os governos estaduais e federal deveriam disseminar pelo Brasil, ao invés de gastar com bolsa miséria ou bolsa esmola.

Francisco Airton Farias Dantas

Senador Elói de Souza - Rio Grande do Norte - Produção de caprinos de leite
postado em 15/09/2006

Parabéns ao Governo da Bahia, só assim este projeto servirá de modelo para outros estados pensarem mais na caprinocultura como um solução para os pequenos produtores do semi-árido.

PAULO ROBERTO FEITOSA

Valente - Bahia - Consultoria/extensão rural
postado em 26/09/2006

Adorei esse artigo e me sinto gratificado em estar fazendo parte dessa equipe de técnicos desse programa.

Infelizmente tem pessoas que não entenderam o verdadeiro objetivo do programa. Mas o que importa nesse contexto é o produtor, que tem realmente alcançado os seus objetivos, principalmente na cidade de Conceição do Coité, cidade onde faço parte dessa equipe. Parabéns Paulo Souto, por esse brilhante trabalho.

Adriano Aquino

Recife - Pernambuco - Produção de leite
postado em 23/10/2006

A área geográfica conhecida como Semi-Árido tem ficado, cada vez mais, maior no Nordeste do Brasil, especialmente em decorrência das mudanças climáticas que têm ocorrido nos últimos anos.

Portanto, é preciso, cada vez mais (e parece que a Bahia já constatou isso...), pensarmos políticas de suporte econômico e social para o homem do Semi-Árido, onde, cada vez mais, constata-se que a caprinovinocultura é uma das atividades sócio-econômicas que têm maiores chances de dar bons frutos!

Parabéns, Bahia! Vejam o exemplo, Pernanbuco, Paraíba, Ceará, Alagoas, Rio Grande do Norte, Sergipe...

Átila de Jesus do Carmo

Simões Filho - Bahia - Produção de ovinos
postado em 24/04/2009

Estou iniciando na criação de ovinos, e fico satisfeito em poder contar, de forma prática, com informações que, certamente, muito contribuirão para o meu aperfeiçoamento.

Parabéns.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade