Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Você está em: Cadeia Produtiva > Especiais

Análise do desenvolvimento do rebanho ovino e caprino no Brasil em 2010

Por Raquel Maria Cury Pereira (FarmPoint)
postado em 23/12/2011

3 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

O FarmPoint fez uma análise dos dados apresentados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) sobre a Pesquisa de Produção da Pecuária Municipal de 2010 (PPM 2010). O efetivo de ovinos em 2010 foi de 17,3 milhões de cabeças, crescimento de 3,4% frente as 16,8 milhões de cabeças de 2009 e o efetivo de caprinos foi de 9,3 milhões de cabeças, crescimento de 1,6% comparado as 9,16 milhões de cabeças de 2009.

Ovinos

O efetivo de ovinos em 2010 foi de 17,3 milhões de cabeças, crescimento de 3,4% frente as 16,8 milhões de cabeças de 2009. Em 2009, a região Nordeste deteve o maior número de cabeças ovinas, totalizando 9,85 milhões de cabeças, crescimento de 3,04% frente a 2009. A região Sul apresentou o segundo maior rebanho, 4,88 milhões de cabeças, crescimento de 1,64% comparado a 2009. A região Centro-Oeste apresentou o terceiro maior rebanho, 1,26 milhões de cabeças, crescimento de 12,44%, seguido da região Sudeste, com 781.874 cabeças (crescimento de 2,61% frente a 2009) e da região Norte, 586.237 cabeças, aumento de 7,0%.

Regiões

Gráfico 1 - Participação percentual das regiões brasileiras no rebanho ovino.



Estados

Em 2010, o Rio Grande do Sul se manteve na liderança e totalizou 3,97 milhões de cabeças, crescimento de 0,83% frente a 2009. A Bahia manteve o segundo lugar no ranking, com um efetivo de 3,12 milhões de cabeças e crescimento de 3,21% frente a 2009. A terceira posição foi ocupada pelo Ceará, com 2,09 milhões de cabeças, crescimento de 1,34% comparado ao ano anterior. Pernambuco apresentou um crescimento de 9,1%, totalizando 1,62 milhões de cabeças e ocupando o quarto lugar.

Gráfico 2 - Participação da produção efetiva dos 5 maiores estados produtores.



Destaque: região Centro-Oeste

Na região Centro-Oeste, 3 estados contribuíram com o crescimento do rebanho ovino. Nestes estados, algumas associações e órgãos do governo têm dado suporte aos produtores e compradores e em 2010, muitos eventos como feiras e exposições contribuíram com o desenvolvimento da atividade. Mato Grosso do Sul apresentou crescimento de 4,05%, Goiás de 7,89% e destaque para o Mato Grosso (crescimento de 24,13%). Já no Distrito Federal houve recuo de 2,78%.

Gráfico 3 - Variação do rebanho efetivo de ovinos de 2009 a 2010.



Tabela 1 - Os 20 municípios com maior rebanho de ovinos em 2010.



Caprinos

O efetivo de caprinos foi de 9,31 milhões de cabeças, crescimento de 1,62% comparado as 9,16 milhões de cabeças de 2009. Em 2010, a região Nordeste deteve o maior número de cabeças caprinas, totalizando 8,45 milhões de cabeças, crescimento de 1,87% frente a 2009. A região Sul apresentou o segundo maior rebanho, 343.325 cabeças, crescimento de 2,27% comparado a 2009. A região Sudeste apresentou o terceiro maior rebanho, 233.407 cabeças, crescimento de 0,72% frente a 2009. Na região Norte e Centro-Oeste houve decréscimo no número de cabeças, de 7,82% e 2,10%, totalizando 164.047 e 113.427 cabeças, respectivamente.

Região

A região Nordeste possui 90,83% do rebanho nacional, seguida da região Sul (3,69%), região Sudeste (2,51%), região Norte (1,76%) e região Centro-Oeste (1,22%).

Gráfico 4 - Participação percentual das regiões brasileiras no rebanho caprino.



Estados

Em 2010, a Bahia permaneceu na liderança e totalizou 2,84 milhões de cabeças, crescimento de 2,85% frente a 2009. Pernambuco manteve o segundo lugar no ranking, somando 1,73 milhões de cabeças, aumento de 5,89% comparado a 2009. A terceira posição é ocupada pelo Piauí, com 1,38 milhões de cabeças. O Ceará apresentou crescimento de 0,85% e a Paraíba decréscimo de 3,78%.

Gráfico 5 - Participação da produção efetiva dos 5 maiores estados produtores.



Região Sul: maior crescimento

O crescimento da região Sul foi de 2,27%. O estado que mais cresceu foi Santa Catarina, aumento de 7,22% e total de 58.332 cabeças.

Tabela 2 - Variação do rebanho efetivo de caprinos de 2009 a 2010.



Tabela 3 - Os 20 municípios com maior rebanho de caprinos em 2010.





Em 2010, foram tosquiados no Brasil 3,90 milhões de ovinos, crescimento de 0,98% em relação ao número de 2009, resultando na produção de 11,64 mil toneladas, crescimento de 2,19% em relação a produção de 2009. A criação de ovinos para tosquia ocorre principalmente na região Sul, seguida do Centro-Oeste e Sudeste. Na região Sul são tosquiados 97,5% do total.

Tabela 4 - Os 20 municípios com maior rebanho de ovinos tosquiados em 2010.



Conclusão

Podemos concluir que a região Nordeste continua imperando e em 2010 continuou detendo o maior rebanho de ovinos e caprinos do Brasil. De 2009 a 2010 houve um crescimento no efetivo do rebanho ovino e caprino na região (3,04% e 1,87% respectivamente). Alguns projetos como o Alagoas Mais Ovinos, vêm incentivando a produção ovina na região e contribuindo com o número de cabeças.

A região Centro-Oeste apresentou o maior crescimento de ovinos e o Estado que mais se destacou foi o Mato Grosso, crescimento de 24,13%. Já o maior crescimento do rebanho caprino foi observado na região Sul. Um dos motivos é a presença de cooperativas e associações que fomentam a atividade com consequente crescimento da mesma. A região Sul também foi destaque no número de animais tosquiados, com 97,5% do total.

Raquel Maria Cury Rodrigues, com dados do IBGE.

Avalie esse conteúdo: (5 estrelas)

Comentários

Elusa Santos de Andrade

São Gabriel - Rio Grande do Sul - Instituições governamentais
postado em 27/12/2011

Só tirando uma diferença entre dados de diferentes fontes. Segundo a Inspetoria Veterinária o rebanho ovino declarado do município de São Gabriel/RS em 2010 foi de 136.098 cabeças. Já em 2010, segundo a Inspetoria o rebanho ovino do município pasou a 147.662 cabeças. Houve um aumento de 11564 cabeças, 8,5% no rebanho do município. Podemos dizer que grande parte deste aumento se deve, sem dúvida, ao Programa Municipal de Ovinocultura executado no município a partir de 2009, onde 116 pequenos produtores receberam 2320 matrizes ovinas de raça definida corriedale e ideal e 62 carneiros SO. Também ao Programa de Melhoramento Genetico do Rebanho executado desde 2005 através da doação de carneiros SO a pequenos produtores do município.

Elusa Andrade

M.V. Extensionista EMATER/RS de São Gabriel/RS

noemy

Três Corações - Minas Gerais - Estudante
postado em 28/04/2013

valeu ai me ajudo bastante

Salvador Santana Silva Júnior

Juazeiro - Bahia - Consultoria/extensão rural
postado em 26/11/2013

Bom dia Raquel Maria, primeiramente parabéns pelo artigo, bastante didático e de fácil entendimento, gostaria de saber se você teria esse artigo na íntegra pra disponibilizar? gostaria de usar alguns dados, como posso fazer?

Grato

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade