Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Você está em: Cadeia Produtiva > Especiais

Brasil: quantidade de carne ovina uruguaia importada continua em queda

Por Raquel Maria Cury Pereira (FarmPoint)
postado em 13/04/2011

8 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

No último mês de março, o Brasil importou uma quantidade bastante reduzida de carne ovina comparado a 2010 e aos outros meses de 2011. O total importado foi de 158 toneladas, queda de 46% comparado a fevereiro. Em março de 2010, o Brasil importou 417 toneladas.

Gráfico 1 - Quantidade de carne ovina importada do Uruguai x variação (%) - março/2010 a março de 2011. Fonte MDIC, elaboração FarmPoint.

Clique na imagem para ampliá-la.

Tabela 1 - Quantidade de carne ovina uruguaia importada pelo Brasil nos meses de janeiro, fevereiro e março (em toneladas) e variação entre os anos. Fonte: MDIC, elaboração FarmPoint.



Chile

Diferente do que vem ocorrendo desde novembro de 2010, em março, o Brasil não importou carne ovina do Chile. Lembrando que a quantidade de carne ovina chilena importada recentemente é ínfima comparada a quantidade uruguaia.

Valores

No mês de março, o preço do quilo de carne desossada de ovino congelada apresentou queda. Em fevereiro, o quilo custou US$ 8,22 e em março US$ 5,68. Já o preço do quilo da peça não desossada de ovino congelada apresentou um leve aumento, passando de US$ 5,71 para US$ 5,81.

Gráfico 2 - Valores praticados de março de 2010 a março de 2011 de carnes desossadas de ovinos congeladas e peças nao desossadas de ovinos congeladas oriundas do Uruguai (US$/kg). Fonte: MDIC, elaboração FarmPoint.

Clique na imagem para ampliá-la.

É válido lembrar que as exportações totais de carne ovina uruguaia com osso no primeiro trimestre foram de 3.998 toneladas, 33% a menos do que no mesmo período do ano anterior, quando foram exportadas 5.951 toneladas. Os principais mercados foram União Europeia, Mercosul e China, concentrando 77% do total.

O Uruguai está também abrindo novos mercados. O México está prestes a ser um importador de carne ovina desossada e maturada uruguaia e o protocolo já está em tramitação.

Avalie esse conteúdo: (5 estrelas)

Comentários

Diego Magri Bernardes

São Sebastião do Paraíso - Minas Gerais - Indústria de insumos para a produção
postado em 14/04/2011

Olá Raquel!

Esse comportamento de diminuição da importação da carne ovina se deve ao fato de diminuição da oferta uruguaia, diminuição do consumo dessa carne ou aumento da oferta interna de carne ovina?

Obrigado!

Raquel Maria Cury Pereira

Piracicaba - São Paulo - Mídia especializada/imprensa
FarmPoint - postado em 14/04/2011

Oi Diego, bom dia. Primeiramente, obrigado pelo comentário, continue participando.

Diego, em dezembro de 2010 o Brasil importou 1115 toneladas de carne ovina do Uruguai (pico da safra de cordeiros no país). Essa quantidade foi a maior comparada com os outros meses de 2010. Além dessa quantia, o Brasil também importou quantidades significativas de carne ovina argentina e chilena, já que a demanda aumenta no final do ano. Lembrando que no 2º semestre, também ocorre o pico de produção de cordeiros brasileiros.

Essa quantia importada em março é muito baixa. Fiz uma análise nos dados que possuo desde 2007 e não achei quantia tão baixa como essa.

Relaciono esse fato a dois acontecimentos: como a quantidade importada no final do ano foi bastante grande e somada a nossa produção, formou-se alguns estoque de carne ovina em alguns estabelecimentos do mercado nacional reduzindo as compras e afetando as importações.

O outro fato é a menor produção de carne uruguaia devido à diminuição do rebanho (fato que vem ocorrendo há anos) e a abertura de novos mercados de maior valor, que pagam mais pelo produto, como é o caso dos Estados Unidos, Canadá, etc.

Acredito que não seja pela diminuição do consumo dessa carne. Pelo contrário Diego, o consumo está aumentando constantemente. Estive na Feinco este ano e conversei com gerentes de vários estabelecimentos que me confirmaram esse fato.

Um abraço e obrigado!

Quirino de Freitas

Fernandópolis - São Paulo - Produção de ovinos
postado em 16/04/2011

Oi Raquel, parabéns pela matéria. Gostaria de saber se o Brasil importa de outros países. Abraço

Raquel Maria Cury Pereira

Piracicaba - São Paulo - Mídia especializada/imprensa
FarmPoint - postado em 20/04/2011

Olá Quirino, bom dia! Primeiramente obrigado pelo comentário.

A grande parcela que o Brasil importa de carne ovina é proveniente do Uruguai.

Ele importa algumas quantias do Chile e da Argentina, mas, em quantidades bastante inferiores quando comparamos com o Uruguai. Essa importação também não é mensal. Por exemplo: em nov/2010, dez/2010, jan/2011 e fev/2011 o Brasil importou carne ovina chilena, em março não importou nada.

Se você quiser, posso te passar as quantidades exatas ok?
Um grande abraço e continue participando!

Luis Silva

Artigas - Artigas - Uruguai - Mídia especializada/imprensa
postado em 20/04/2011

Hola, soy periodista en Artigas, en Uruguay, nuestra visión desde aquí de lo que esta ocurriendo, tiene tres grandes pilares, el primero la disminución del stock, que como lo señala la técnica en su informe viene ocurriendo desde hace algunos años, el segundo es la necesidad de los frigoríficos de completar el cupo hilton, y esto dentro de la poca oferta es una prioridad para las plantas frigorificas y en tercer lugar, los precios que tiene hoy Brasil, estan muy por debajo de los valores que alcanzan los frigorificos que tienen habilitados mercados como la UE, Medio Oriente y el NAFTA. Aqui hay una empresa que faena en frigorifico a nivel local, para el envio hacia una empresa brasileña y no consigue ovinos, debido a los precios que tiene nuestro mercado, con respecto a los ofertados por la empresa brasileña.
Espero les sea de utilidad el comentario y ante cualquier duda a las ordenes.
Saludos
Luis Silva

Fernando Assis

Lubango - Huila - Angola - Instituições governamentais
postado em 23/04/2011

Parabens a todos os Zootenistas do Brasil. Tenho acompanhado as vossas actividadea ai no Brasil.Nos em Angola ainda somos muito poucos. Mas ja comecamos a ser mais ouvidos pois os nossos colegas veterinarios gostam muito de queererem fazer aquilo que so a nos compete.. Parabens pelo dia e Feliz Pascoa a todos

Amaro Mendes de Araújo

Candói - Paraná - Pesquisa/ensino
postado em 24/04/2011

Tudo bem Raquel!
Gostei muito da sua matéria!
Sou professor de Ovinocultura e gostaria de receber dados das quantidades de carne de ovinos importadas pelo Brasil (diversos destinos)e preços se for possível.
Obrigado!

Amaro Mendes de Araújo
Candói-Paraná
amaroaraujo20@hotmail.com

Amaro Mendes de Araújo

Candói - Paraná - Pesquisa/ensino
postado em 24/04/2011

Tudo bem Raquel!
Gostei muito da sua matéria!
Sou professor de Ovinocultura e gostaria de receber dados das quantidades de carne de ovinos importadas pelo Brasil (diversos destinos)e preços se for possível.
Obrigado!

Amaro Mendes de Araújo
Candói-Paraná
amaroaraujo20@hotmail.com

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade