Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Consumo da gordura do leite não aumenta o risco de doenças

postado em 14/09/2012

3 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Os resultados de uma série de estudos científicos publicados nas últimas décadas mostram que o consumo da gordura do leite de vacas e outros ruminantes (cabras, ovelhas) pode trazer benefícios à saúde do consumidor. Os estudos desmitificam a crença de que a gordura do leite, por conter elevado teor de ácidos graxos saturados, é prejudicial à saúde porque aumenta o risco de doenças cardiovasculares.

Na verdade, a gordura saturada é parte integrante das membranas celulares e participa do armazenamento das vitaminas A, D, E e K nas células contribuindo, portanto, para o adequado funcionamento do organismo. Segundo Marco Antônio Sundfeld da Gama, pesquisador da Embrapa Gado de Leite, inúmeros estudos epidemiológicos e de intervenção dietética (controlados) têm demonstrado que os ácidos graxos saturados presentes na gordura do leite - embora representem em torno de 60% da gordura total - não aumentam o risco de doenças cardiovasculares.

O pesquisador ressalta, ainda, que a gordura do leite contém outros ácidos graxos que são reconhecidamente benéficos à saúde cardiovascular. "O que muitos não sabem é que o segundo ácido graxo mais abundante na gordura do leite é o ácido oléico (20 a 25% dos ácidos graxos totais), o mesmo presente em elevada concentração no azeite de oliva, cuja ação reduz a formação de placas de gordura (ateromas) no sangue e é amplamente reconhecida pela comunidade científica", completa.

A gordura do leite é, ainda, a principal fonte dietética de ácido linoleico conjugado (CLA), um composto com inúmeras propriedades benéficas à saúde humana, incluindo efeitos positivos sobre biomarcadores de risco cardiovascular, ressalta Gama. Há forte evidência científica de que a gordura presente no leite integral e em produtos lácteos como queijo e manteiga, embora apresente elevado teor de ácidos graxos saturados, não aumenta e possivelmente pode reduzir o risco de doenças cardiovasculares, o que parece estar associado à presença de compostos com propriedades cardioprotetoras, como o ácido oleico e o CLA.

Sobre o Nutrição Prática & Saudável

O Projeto Nutrição Prática & Saudável tem como objetivo disseminar informações em prol de uma alimentação nutritiva, saudável e prática. A iniciativa congrega profissionais e acadêmicos de diversas áreas como nutrição, bioquímica, fisiologia e saúde, além de contar com apoio científico do Núcleo para Valorização dos Produtos Lácteos na Alimentação, formado por professores e especialistas da Universidade Federal de Juiz de Fora, da Embrapa-MG, entre outros. O Projeto conta com o apoio da Tetra Pak.

As informações são da Assessoria de Imprensa do Projeto Nutrição Prática & Saudável, adaptadas pela Equipe MilkPoint.

Avalie esse conteúdo: (4 estrelas)

Comentários

Tatiana Gomes

Juiz de Fora - Minas Gerais - Pesquisa/ensino
postado em 14/09/2012

Conheçam a rede voltada especificamente para Valorização dos Produtos Lácteos na Alimentação Humana: www.nuvlac.com.br

Cadastra-se e faça parte!

Edson Dedé Morais

Jaboticatubas - Minas Gerais - Produção de ovinos de leite
postado em 14/09/2012

Já tínhamos esta informação quanto ao leite de ovelhas, que bom que se estende aos demais!

José Bonifácio O. X. Menezes

Seropedica - Rio de Janeiro - Pesquisa/ensino
postado em 26/02/2013

Nossos antepassados sempre comeram queijo , leite e derivados e gazavam de saude igual ou melhor do que a nossa, com todas an nossas restrições alimentares; acredito que o segredo do bem estar esta no equilibrio entre a quantidade de energia ingerida e a quantidade de energia gasta em nossas atividades diarias. Com mais atividade e sem exagero nas quantidades poderemos comer praticamente de tudo sem causar grandes males ao nosso organismo.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2021 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade