Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Leite de cabras transgênicas pode evitar doenças

postado em 10/08/2006

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Pesquisadores da Universidade da Califórnia, em Davis, nos Estados Unidos, mostraram que o leite produzido por cabras transgênicas, ou seja, que têm o gene para uma enzima anti-bacteriana encontrada no leite humano, alterou as bactérias intestinais em cabras e suínos jovens que foram alimentados com este leite.

Os pesquisadores esperam que essas descobertas levem a um leite que proteja bebês e crianças contra diarréia, que a cada ano mata mais de dois milhões de crianças em todo o mundo, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS). Os resultados deste estudo serão publicados na edição de agosto do jornal internacional Transgenic Research.

"Este leite de cabra representa um dos primeiros alimentos transgênicos que tem o potencial de realmente beneficiar a saúde humana", disse o professor Jim Murray, que liderou o estudo. "Os resultados do estudo indicam que as características protetoras e anti-bacterianas do leite humano, rico em lisozima, também estão presentes no leite produzido por cabras transgênicas que têm o gene para lisozima".

A lisozima é uma proteína encontrada nas lágrimas, na saliva e no leite de todos os mamíferos. È encontrada em altos níveis no leite humano, mas o leite de cabra contém somente 0,06% da quantidade de lisozima do leite humano. Esta proteína tem propriedades anti-bacterianas por destruir a parede celular das bactérias.

Como a lisozima limita o crescimento bacteriano que causa infecções intestinais e diarréia e estimula o crescimento de bactérias intestinais benéficas, é considerada um dos principais componentes do leite humano que contribui para a saúde e o bem-estar dos lactentes.

Por mais de uma década, os pesquisadores da UC Davis vem buscando formas de enriquecer o leite de vaca ou de cabra com compostos benéficos como lisozima que são encontrados no leite humano. Há cerca de oito anos, eles produziram cabras transgênicas que trazem o gene para a lisozima humana e produzem esta proteína em seu leite.

Neste estudo, os suínos jovens - foi usada esta espécie porque tem o sistema digestivo similar ao dos humanos e é freqüentemente utilizada como um modelo de pesquisa para humanos - alimentados com este leite de cabras transgênicas tiveram menores níveis de bactérias coliformes no intestino delgado, incluindo menos Escherichia coli, do que o grupo controle, alimentado com leite de cabras não transgênicas. Algumas cepas de E.coli podem causar doenças intestinais graves.

Os pesquisadores sugeriram que são necessários mais estudos para avaliar outros possíveis benefícios do leite rico em lisozima de cabras transgênicas.

A reportagem é do site http://www.foodconsumer.org/

Avalie esse conteúdo: (5 estrelas)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade