Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Você está em: Leite & Mercado > Giro Lácteo

EUA: estudo mostra importância das cooperativas

postado em 17/04/2009

4 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) ajudou a produzir um novo estudo e banco de dados avaliando o impacto econômico nacional de cooperativas. O estudo chamado "Pesquisa sobre o Impacto Econômico de Cooperativas" é resultado de uma extensiva pesquisa que começou em 2006.

Alguns destaques do estudo incluem: número de cooperativas, 29.284; receita total, mais de US$ 654 milhões; rendimento, US$ 133 bilhões; salários, US$ 75 bilhões; e número de empregados, mais de 2 milhões.

"Por causa do duro trabalho que o USDA e seus parceiros tiveram, a nação agora tem uma visão mais definitiva do papel e da força econômica das cooperativas em nossa economia", disse o secretário da Agricultura, Tom Vilsack. "Historicamente, as cooperativas sempre foram extremamente importantes para o setor rural do país, servindo como motor econômico e inovadores. Esse estudo mostra o quão significativo é seu impacto em todo o país".

O Desenvolvimento Rural do USDA recebeu US$ 1,5 milhão de apropriação do Congresso para desenvolver o projeto em conjunto com a Universidade de Wisconsin-Madison, a Associação Nacional de Negócios de Cooperativas e outras associações do setor privado.

Os dados e descobertas do estudo podem ser acessados no site http://reic.uwcc.wisc.edu.

A reportagem é do MeatPoultry.com, traduzida e adaptada pela Equipe AgriPoint.

Avalie esse conteúdo: (5 estrelas)

Comentários

Daniel Legnaro Faria

Ribeirão Preto - São Paulo - Produção de ovinos
postado em 21/04/2009

Definitivamente me impressiona o tamanho cuidado que alguns paises tem com a agricultura e pecuária, principalmente nesse momento.

Vejam vocês os Estados Unidos que neste momento passa, como todos, mas em uma maior intensidade, por uma crise e mesmo assim o departamento de agricultura realiza uma pesquisa desse porte e defini como "o papel e a força que as cooperativas possuem para a vossa agricultura e pecuaria".

O que é uma cooperativa para aqueles que nâo tem a ideia do que seja! Cooperativa, conforme a lei 5.764 de 16.12.1971, é uma associação de pessoas com interesses comuns, economicamente organizada de forma democrática, isto é, contan­do com a participação livre de todos e respeitando direitos e deveres de cada um de seus cooperados, aos quais presta serviços, sem fins lucrativos.

Ora, estamos falando exaustivamente sobre cadeia produtiva, frigorificos, gestão da produção, conjuntura, e estamos esquecendo que o que impede o Brasil de se tornar um grande produtor de ovinos e caprinos, além dentre outros fatores, é o fator cultural!

Infelizmente não sabemos trabalhar em equipe, com interesses comuns com pessoas competentes para organizar economicamente e de forma democratica uma cooperativa e tão pouco podemos contar com a participação e cooperação de todos para que haja uma força entre as pessoas que tem o interesse de continuar e ou ingressar na produção de ovinos e caprinos. Este ultimo item, para mim, por pura vaidade.

O secretário ainda afirma que as cooperativas sempre foram de extrema importância para o setor rural de seu país servindo como referencia economica e o que deveria ser para o Brasil também.

A cooperativa é de extrema importância para uma atividade rural, principalmente aquelas que estão ganhando forma como a nossa atividade, pois precisamos de representantes que briguem pelo interesse de nossa atividade. Não é para um ou para outro que a cooperativa fará e sim à todos que produzem a finalidade de existir a cooperativa.

Se não houver uma mudança de comportamento cultural fica dificil exigir ou mesmo pedir algo ao nosso governo, pois se não temos competência para nos organizar e trabalhar em equipe quem nos darà credibilidade?

Não podemos somente visar lucro individual, mas mirar um futuro prospero à ovinocaprinocultura.

Uma associação já é uma boa saída para a organização de nossa atividade e que vale a pena. As associações assumem os princípios de uma doutrina que se chama associativismo e que expressa a crença de que juntos podemos encontrar soluções melhores para uma atividade ou um bem comum.

Raul Seixas em uma de suas músicas dizia: "Nunca se vence uma guerra lutando sozinho!"

Abraços a todos

Roberto Cunha Freire

Leopoldina - Minas Gerais - Produção de gado de corte
postado em 24/04/2009

Aqui no Brasil elas quebram na sua maioria por má gestão e outras mazelas.Temos que modificar a lei das cooperativas de leite assim como são aplicadas a lei e regulação nas cooperativas de créditos.Funciona porque tem o controle externo do Banco Central rígido e se seus gestores, fizerem qualquer ato imprudente em benefício prórpio os mesmos tem seus bens bloqueados etc.Temos que mudar a lei das cooperativas de leite,seria o ideal se tivessem controle externo assim como no serviço público e que proibissem a reeelição de seus diretores, presidentes e de membros dos seus conselhos por mais de dois mandatos consecutivos.Aqui esses cargos viraram empregos vitalícios, precisamos oxigenar e controlar com mais transparencia essas cooperativas de leite, se não a vaca vai para o brejo como muitas das cooperativas aqui da zona da mata mineira já foram. A hora é de mudanças para melhor e nós temos que fazer um movimento nesse sentido, o que já não é sem tempo.

MARCOS LIMA BARBOSA

São Paulo - São Paulo - Produção de ovinos
postado em 30/04/2009

OS ESTADOS UNIDOS DA AMERICA desde a sua independencia sempre primaram pelos preceitos do associativismo que redundaram em fortes cooperativas e até de sindicatos .O povo americano tornou o país onde vivem em uma potencia economica principalmente pelo trabalho em conjunto .Eles tem um forte conceito da importância de toda a comunidade se unir e lutar em prol dos interesses desta comunidade e estes mesmos preceitos tambem sempre valeram em todos os setores econômicos da sociedade americana.
Já aqui debaixo do EQUADOR ,talvez pelas filosofias que remontam desde o imperio portugues , temos que assumir que somos em nossa grande maioria, individualistas ,imediatistas e colocamos os preceitos morais e éticos em prioridades secundárias.Duvidam?Vejam voces que fica fácil avaliar a outros e porque não até a nós mesmos ,pensar que nossas atitudes diante de um guarda rodoviário nos flagrando em um delito,um fiscal do estado flagrando outro,um ingresso de um jogo de nosso time nas mãos de cambista,aquelas famosas taxas de agilização de documentação "para habite-se" , os dvd´s , cds,roupas todos sabidamente piratas,aquela filas imensas e os relacionamentos pessoais valendo mais do que os morais e éticos etc,etc..... Infelizmente oque temos visto nestes anos todos de ovinocultura é que as associações que vão para frente são aquelas que tiveram uma sorte estrondosa( famosa mosca branca) de terem em seus quadros, uma meia duzia de pessoas bem resolvidas financeiramente e por sorte ainda de serem éticas e de boa conduta moral e ainda com tempo para doar aos interesses comuns . Infelizmente os exemplos de sucesso são ínfimos diante dos inúmeros insucessos de associações que simplesmente não prestam serviço algum aos associados.Oque fazer se diariamente vemos em profusão nossos políticos que foram empossados por nós com único intuito de lutar pelos nossos interesses ,com a maior cara lavada vem a público tentar
justificar a farra das passagens aéreas compradas com o meu e o seu dinheiro ,sendo distribuidas como santinho em quermesse?Portanto exemplos não faltam de que nossos problemas são culturais.

MARCOS LIMA BARBOSA

São Paulo - São Paulo - Produção de ovinos
postado em 01/05/2009

Os Estados unidos da América desde a sua independencia sempre primaram pelos preceitos do associativismo que redundaram em fortes cooperativas e até de sindicatos. O povo americano tornou o país onde vivem em uma potencia economica principalmente pelo trabalho em conjunto.

Eles tem um forte conceito da importância de toda a comunidade se unir e lutar em prol dos interesses desta comunidade e estes mesmos preceitos também sempre valeram em todos os setores econômicos da sociedade americana.

Já aqui debaixo do EQUADOR, talvez pelas filosofias que remontam desde o imperio portugues, temos que assumir que somos em nossa grande maioria, individualistas, imediatistas e colocamos os preceitos morais e éticos em prioridades secundárias. Duvidam?

Vejam vocês que fica fácil avaliar os outros e porque não até a nós mesmos, pensar em nossas atitudes diante de um guarda rodoviário nos flagrando em um delito, um fiscal do estado flagrando outro, um ingresso de um jogo de nosso time nas mãos de cambista, aquelas famosas taxas de agilização de documentação "para habite-se" , os dvd´s, cds, roupas, todos sabidamente piratas, aquelas filas imensas e os relacionamentos pessoais valendo mais do que os morais e éticos etc,etc.....

Infelizmente o que temos visto nestes anos todos de ovinocultura é que as associações que vão para frente são aquelas que tiveram uma sorte estrondosa (famosa mosca branca) de terem em seus quadros, uma meia duzia de pessoas bem resolvidas financeiramente e por sorte ainda de serem éticas e de boa conduta moral e ainda com tempo para doar aos interesses comuns.

Infelizmente os exemplos de sucesso são ínfimos diante dos inúmeros insucessos de associações que simplesmente não prestam serviço algum aos associados. O que fazer se diariamente vemos em profusão nossos políticos que foram empossados por nós com único intuito de lutar pelos nossos interesses, com a maior cara lavada vem a público tentar justificar a farra das passagens aéreas compradas com o meu e o seu dinheiro, sendo distribuidas como santinho em quermesse? Portanto exemplos não faltam de que nossos problemas são culturais.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade