Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Você está em: Comunidade > Fique Atento

Emater-MG promove dias de campo sobre integração lavoura, pecuária e floresta

postado em 22/01/2014

Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

O 7º Circuito Zona da Mata de ILPF (Integração Lavoura, Pecuária e Floresta) começa nesta quarta-feira no município de Sem-Peixe. No dia de campo, os produtores terão oportunidade de conhecer um pouco mais, na prática, sobre a integração lavoura e pecuária com o plantio direto. O evento será realizado na Fazenda Catarina, onde está instalada uma Unidade Demonstrativa, implantada sob orientação da Emater (Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais).

Na propriedade, foram plantados sete hibridos de milho destinados à silagem, fornecidos por sete empresas produtoras de sementes. As culturas estão agora em fase de colheita, o que permitirá aos produtores avaliar os resultados obtidos com cada híbrido. Os técnicos vão demonstrar ainda as etapas de uma boa produção de silagem de milho.

Para o Circuito Zona da Mata de Integração Lavoura, Pecuária e Floresta deste ano estão previstos dez dias de campo, em duas etapas. Na primeira, com seis eventos, o foco será o milho destinado à silagem, cultivado em integração com a braquiária, utilizada como pastagem para o gado durante o inverno. A segunda etapa vai abordar outros modelos de integração, como a pecuária com lavoura e floresta. O encerramento do circuito será realizado na Semana do Fazendeiro, em Viçosa.

"Os produtores que participam poderão observar na prática as técnicas adotadas, e estarão preparados para aplicar esses novos conhecimentos já no final do ano, em suas propriedades", afirma o coordenador técnico regional da Emater-MG em Viçosa, Rogério Jacinto Gomes. O circuito é uma realização da Emater-MG, em parceria com a UFV (Universidade Federal de Viçosa).

Temas


De acordo Rogério Jacinto, coordenador do circuito, durante os eventos são abordados temas como a conservação do solo e da água, por meio do plantio direto, recuperação de pastagens degradadas e integração nas modalidades lavoura-pecuária; lavoura-pecuária e floresta; pecuária-floresta; e lavoura-floresta; além de produção de grãos e silagem, e de manejo de pastagens.

Os próximos dias de campo já programados são em Dionísio, no dia 29 de janeiro; em Barão do Monte Alto, dia 31; em Mutum, no dia 4 de fevereiro e em Porto Firme, no dia 6. 

As informações são do Diário do Comércio.

Entre em contato com o autor deste artigo através do formulário abaixo!

deve ter o formato de 10 a 11 dígitos (ddd + telefone ou 0800, 0300, etc.)
Por favor digite o código de verificação contido na caixa ao lado:

3000 caracteres restantes

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Copyright © 2000 - 2019 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade