Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Você está em: Comunidade > Fique Atento

SC: Seminário reúne criadores no extremo oeste para expandir a ovinocultura

postado em 08/08/2008

Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Produtores rurais do extremo oeste catarinense estarão reunidos nesta sexta-feira, 8 de agosto, no Seminário sobre Ovinocultura de Leite, das 8h30 às 16 horas, no centro comunitário da Igreja Matriz, em São Miguel do Oeste.

Esse evento é parte do programa de capacitação técnica dos produtores rurais catarinenses em ovinocultura de leite e carne organizado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) - órgão vinculado à Federação da Agricultura e Pecuária do Estão de Santa Catarina.

A iniciativa do Senar e da Federação da Agricultura é demonstrar o potencial do extremo oeste em relação a ovinocultura, analisar a viabilidade econômica, organizar os criadores e aproximar os agentes econômicos - produtores, industrializadores e técnicos. A região dispõe de clima, solo, topografia e tecnologia adequadas à criação de ovelhas. Além disso, o mercado para carne e leite de ovelha está em expansão.

O superintendente do Senar, Gilmar Zanluchi, anunciou ontem que o órgão está profissionalizando os criadores interessados na nova atividade em todas as regiões do território barriga-verde.

A primeira etapa consiste de Seminários de sensibilização para elevar o nível de informações sobre a atividade e estimular os produtores à criação de ovelhas. A segunda etapa contempla cursos de formação profissional rural na área de ovinocultura leiteira e/ou de carne com duração de 16 horas, ministrados pela médica veterinária Adriana Thiessen com foco em produção, manejo e sanidade. Esses cursos reunirão, além dos produtores, os representantes das agroindústrias, dos laticínios, das secretarias municipais da agricultura e da Epagri.

A ovinocultura de leite e/ou de carne é uma alternativa atraente para a estrutura fundiária do grande oeste catarinense, na avaliação do superintendente Gilmar Zanluchi, porque apresenta uma série de vantagens aos pequenos produtores. "Pode tornar-se uma atividade complementar aos demais produtos do estabelecimento rural porque exige baixos investimentos em cercas e instalações e os animais são dóceis e de fácil manejo", expôs.

As informações são da MB Comunicação.

Entre em contato com o autor deste artigo através do formulário abaixo!

deve ter o formato de 10 a 11 dígitos (ddd + telefone ou 0800, 0300, etc.)
Por favor digite o código de verificação contido na caixa ao lado:

3000 caracteres restantes

Avalie esse conteúdo: (5 estrelas)

Copyright © 2000 - 2021 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade