carregando...
Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Como obter altos índices produtivos na pecuária ovina?

Por Daniel de Araújo Souza
postado em 27/02/2015

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

O processo contínuo de valorização da terra, a alta nos preços dos insumos e o maior nível de exigência do mercado nos últimos dez anos tem colocado a pecuária ovina em uma posição delicada diante das diversas alternativas de uso da terra (entre as quais: soja, milho, algodão, cana-de-açúcar, eucalipto, teca, seringa, fruticultura e pecuária) e de investimento financeiro (caderneta de poupança e fundos de renda fixa, por exemplo), exigindo a implementação de estratégias – relacionadas a processos tecnológicos, gerenciais e comerciais – que possibilitem obter rentabilidades satisfatórias ou diferenciadas para quem se encontra dentro da atividade e ao mesmo tempo, atrativas para potenciais investidores.

Focando na ovinocultura de corte, além de competir com as opções de agricultura e de investimento financeiro, a atividade também tem que manter a sua competitividade diante das opções de pecuária a pasto, especialmente, bovinocultura, tanto de leite quanto de corte.

Assim, para que a produção de carne ovina seja economicamente viável perante as demais opções de uso da terra e de investimento, é preciso que haja todo um processo de planejamento e organização a nível de fazenda com o objetivo de propiciar a melhor eficiência produtiva e econômica possível, e neste ponto, entram o sistema de produção a ser adotado, a escolha do grupo genético e dos animais que irão compor o rebanho, assim como, o manejo sanitário, genético e nutricional das diversas categorias zootécnicas.

Para que se possa atuar de forma mais eficiente neste cenário e se obter bons resultados dentro da atividade, é necessário saber como utilizar os recursos biológicos disponíveis e as principais tecnologias inerentes à atividade, assim como, otimizar cada um dos processos diretamente envolvidos no ciclo produtivo a fim de elevar a escala de produção da operação e ter como produto final um cordeiro de alta qualidade pronto para comercialização.

Para auxiliar aqueles que desejam se manter competitivos dentro da atividade, a AgriPoint está trazendo em sua programação o Curso Online "Produção Intensiva de Cordeiros: do nascimento ao abate", que terá início dia 19/03.


Ao longo do curso, os alunos terão uma visão progressiva da produção intensiva de carne ovina, partindo do mercado e da cadeia produtiva até chegar no cordeiro terminado e em condições de abate. Neste contexto, procuramos chamar atenção para a necessidade do planejamento, da organização empresarial, da aplicação adequada das técnicas de produção e da visão sistêmica e a longo prazo, afim de se obter sucesso nesta atividade.

Para realizar sua inscrição clique aqui!

Daniel de Araújo Souza
Possui graduação em Medicina Veterinária pela Universidade Federal da Bahia (2005), especialização em Administração Rural pela Universidade Federal de Lavras (2007), especialização em Manejo da Pastagem pelas Faculdades Associadas de Uberaba (2008), mestrado (2011) e doutorado (em andamento) em Zootecnia pela Universidade Federal do Ceará. É consultor da Prime ASC e colunista do portal FarmPoint, atuando nas diversas áreas da cadeia produtiva da carne ovina.

Mais informações: (19) 3432-2199 / cursos@agripoint.com.br
 

Entre em contato com o autor deste artigo através do formulário abaixo!

deve ter o formato de 10 a 11 dígitos (ddd + telefone ou 0800, 0300, etc.)
Por favor digite o código de verificação contido na caixa ao lado:

3000 caracteres restantes

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2019 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade