carregando...
Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Daniel Souza responde: os machos podem ficar no mesmo galpão das fêmeas? Quando as ovelhas devem ser recolhidas para o aprisco?

postado em 17/06/2015

1 comentário
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Na semana passada, publicamos nesta sessão alguns questionamentos de alunos da última edição do Curso Online "Instalações para ovinos":

"Os machos podem ficar no mesmo galpão das fêmeas? "

"Quando as ovelhas devem ser recolhidas para o aprisco?"

Confira abaixo a resposta do instrutor Daniel Souza sobre essas questões:

"Os machos podem ficar no mesmo galpão que as fêmeas, no entanto, em baias separadas e em extremidades ou lados opostos, de preferência.

Quanto as dimensões (principalmente largura e comprimento) das estruturas vai depender da finalidade e do número de animais que você pretende abrigar ou manter nelas.

A construção de uma infraestrutura específica (aprisco) para abrigar o rebanho de cria (ovelhas) só se justifica se existir um grande problema de predação, roubo e/ou condições climáticas muito severas (nevasca, granizo) em algum época do ano.

Não havendo tais condições, o rebanho de cria, pode e deve permanecer a campo 24 horas e o ano todo.E caso haja alguns casos de predação, é possível inserir no rebanho alguns cães de guarda para proteger as ovelhas, sem mais problemas.

Uma das estruturas essenciais que vale muito a pena investir, é um bom centro de manejo e, no caso, de quem vai fornecer cordeiros para abate, um bom confinamento (conforme modelo de produção).

No mais, são as estruturas primárias e os módulos de pastejo, pois, são indispensáveis em qualquer fazenda."

Para aqueles que não conseguiram participar na última edição, abrimos uma nova turma do Curso Online "Instalações para ovinos" que começará no dia 16/07.

Participe e tire suas dúvidas diretamente com o instrutor Daniel Souza através do fórum de perguntas.

Daniel de Araújo Souza possui graduação em Medicina Veterinária pela Universidade Federal da Bahia (2005), mestrado e doutorado em Zootecnia pela Universidade Federal do Ceará. É consultor da Prime ASC e colunista do portal FarmPoint, atuando nas diversas áreas da cadeia produtiva da carne ovina.

Clique aqui para ver o conteúdo completo e realizar sua inscrição.

Ou entre em contato:
(19) 3432-2199
cursos@agripoint.com.br

Entre em contato com o autor deste artigo através do formulário abaixo!

deve ter o formato de 10 a 11 dígitos (ddd + telefone ou 0800, 0300, etc.)
Por favor digite o código de verificação contido na caixa ao lado:

3000 caracteres restantes

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Comentários

maria das graças silva

Rio Verde - Goiás - Pesquisa/ensino
postado em 27/06/2015

Muito bom  todos os artigos desse site referente a criação do ovinos.
Como tenho intenção de ajudar meu cunhado a consertar o que há de errado com a criação dele,  pois  tenho observado que ele não sabe  técnica alguma de criação de ovinos e perde muitos, principalmente os recém-nascidos e as  mães pós parto.
Hoje vi, que ele ao invés de deixar o cordeirinho mamar o colostro, ele amamenta-os com mamadeira  leite de vaca e acaba matando-os, sem contar que a mãe sofre com as tetas  duras de leite. Fiquei com pena dos bichinhos, quero ajudar.
Obrigado
Graça

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2019 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade