carregando...
Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Marcelo Molento fala sobre controle x erradicação de parasitas

postado em 02/09/2014

2 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

As infecções causadas por parasitas geram prejuízos consideráveis na produção de ovinos e caprinos no Brasil e no mundo. Sua erradicação é, na maioria dos casos, impraticável e, geralmente, não é necessária para que se possa controlar parasitas economicamente importantes nos animais de criação. Deve-se, então, ter como meta assegurar que populações parasitárias não excedam níveis incompatíveis com o retorno econômico.Desta forma, é necessário que todos os participantes da cadeia de produção de ovinos e caprinos estejam cientes do problema e saibam propor estratégias sustentáveis de controle parasitário.

O novo Curso Online  "Controle parasitário em ovinos e caprinos", que terá início dia 25/09, irá esclarecer os recentes avanços na área, englobando conceitos e medidas simples de manejo que podem ser praticados no campo. Confira a entrevista com o instrutor do curso Marcelo Molento, Médico Veterinário, PhD em Parasitologia pela McGill University no Canadá.

Por que os produtores de ovinos e caprinos ainda enfrentam muitos problemas com parasitas?

Existem vários fatores, entre eles creio que o mais importante é o costume de pensar que o uso dos produtos antiparasitários é a única forma de proteção para os animais. Então, como todos querem ter animais “limpos” o uso é constante. Entretanto, o problema vem se agravando com os índices de mortalidade chegando a mais de 20%.

Qual a dimensão dos prejuízos que as parasitoses podem causar aos rebanhos?

Os dados de prejuízos ainda são muito poucos. Tenho visto relatos de valores entre 5 a 50% de mortalidade pelo parasitismo. Um animal pode perder mais de 10% do seu peso em questão de dias devido a fraqueza e a diarreia. É importante informar que esses índices flutuam ao longo do ano.

Tendo em vista um cenário em que o uso descontrolado de medicamentos tem gerado resistência aos medicamentos parasiticidas, você acha que é possível adotar técnicas simples de manejo para controlar as parasitoses?

Penso que o momento é de mudanças e até mesmo as indústrias de medicamentos já perceberam isto. Tenho acompanhado várias iniciativas e programas de controle seletivo, com base no exame de fezes, peso e até mesmo usando diferentes sistemas de criação. Só o fato de usar métodos diferentes ao uso dos medicamentos, já pode apresentar bons resultados. O método FAMACHA é um ótimo exemplo, sendo usado por criadores de todo o Brasil.

Qual a sua experiência com controle de parasitas em ovinos e caprinos?

Trabalho com manejo sanitário em pequenos ruminantes desde 1990 e já vi alguns absurdos no campo, como produtores tratando o rebanho toda semana com medo dos parasitas. As vezes é difícil mudar um conceito tão ligado ao bolso do produtor, porém tenho que tentar. Minhas lembranças são muito boas, pois os produtores e técnicos são pessoas ligadas a criação animal e gostam disso profundamente, então discutir esse assunto é importante. Mudar mesmo, somente após uma boa reflexão.

Você acredita que um curso a distância pode auxiliar produtores e técnicos na hora de tomar decisões no manejo de sua propriedade?

Acredito muito em cursos a distância depois que voltei da África do Sul. Lá eles têm programas bem montados de educação a distância que poderemos aplicar aqui. O curso do FarmPoint é sólido e tem ótimas ferramentas pedagógicas.

O curso que terá início dia 25/09, já se encontra com inscrições abertas! Para fazer sua inscrição clique aqui!

Entre em contato com o autor deste artigo através do formulário abaixo!

deve ter o formato de 10 a 11 dígitos (ddd + telefone ou 0800, 0300, etc.)
Por favor digite o código de verificação contido na caixa ao lado:

3000 caracteres restantes

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Comentários

demir

Mambaí - Goiás - Ovinos/Caprinos
postado em 05/09/2014

Como que combate esses parasita

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2019 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade