Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Você está em: Cadeia Produtiva > Editorial

Importância da informação no cenário atual dos negócios

Por Marina A. Camargo Danés
postado em 29/05/2006

10 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

O tempo, de acordo com o dicionário, consiste na medida de duração dos fenômenos. Concluímos então que se trata de uma referência relativa, pois depende da velocidade com que as coisas acontecem. Com o passar dos anos, a velocidade do tempo vem aumentando progressivamente. Uma semana representa hoje muito mais tempo do que representava há cinqüenta anos, já que atualmente muito mais coisa acontece nesse período

Neste cenário, a realidade muda constante e rapidamente, quebrando conceitos e verdades tidas como absolutas. Torna-se, então, fundamental a habilidade de rápidas tomadas de decisões que adaptem os negócios às novas realidades, de modo a permanecerem bem sucedidos.

A capacidade de mudança, no entanto, de nada serve quando não se sabe qual o rumo certo a seguir. Para isso é necessário um amplo conhecimento do negócio como um todo, uma visão completa e abrangente, que leve em conta todo jogo de influências envolvido.

Dessa forma, a informação torna-se extremamente importante para a formação de senso crítico, e acompanhar a velocidade com que as coisas acontecem é o grande desafio. Nesse contexto a internet aparece como veículo importante, não apenas por possibilitar comunicação em tempo real, mas principalmente por permitir interação entre todos os agentes da mensagem, enriquecendo ainda mais a informação.

Sendo assim, com o uso da internet é possível reunir um grande número de pessoas envolvidas em uma mesma atividade das mais diversas formas, com interesse comum no desenvolvimento dessa atividade, para a otimização de seus negócios.

Foi baseada nesse conceito que a AgriPoint criou, no ano 2000, os sites MilkPoint e BeefPoint, dedicados às cadeias produtivas do leite e da carne bovinos. Atualmente, cada site reúne mais de 55.000 usuários, do produtor ao varejista, que se se beneficiam do acesso à informação e do espaço para expressarem suas opiniões em um ambiente formador de opinião.

Após seis anos de experiência e sucesso nesses setores, a AgriPoint decidiu ampliar seu trabalho e aplicar a mesma receita na ovinocaprinocultura, um setor que tem demonstrado, por um lado, elevado dinamismo e, por outro, certa carência na difusão das informações para o amplo público envolvido nestas atividades.

A ovinocaprinocultura é uma atividade em franco crescimento, considerando o aumento dos rebanhos, dos valores envolvidos e, principalmente, o enorme mercado potencial de seus produtos. Além de o brasileiro ter um consumo ainda muito reduzido de produtos de origem caprina e ovina, dois terços de tudo que é consumido são importados, principalmente de países da América do Sul.

Não há dúvida que o país tem totais condições de produzir a custo menor do que o produto importado e abastecer o mercado interno. Tem também capacidade de gerar um produto altamente qualificado para competir no mercado internacional. Apesar de tudo isso, encontra barreiras ainda difíceis de serem superadas como a informalidade e os baixos índices zootécnicos.

Muitas iniciativas estão acontecendo no sentido de melhorar este cenário e aplicar maior profissionalismo ao setor. Porém grande parte dessas medidas está ocorrendo de forma isolada, atingindo especificamente alguns elos da cadeia, sem priorizar a estruturação da atividade como um todo.

Parte da culpa dessa realidade é a comunicação falha entre os componentes desse agronegócio. Cada segmento prepara seu produto sem saber exatamente o que seu cliente necessita. Em muitas situações, nem há uma definição clara de quem são os fornecedores e quem são os clientes de cada produto.

Os mesmos erros são cometidos repetidamente por não haver espaço para troca de experiências. As iniciativas bem sucedidas não são amplamente divulgadas para que todos possam aprender com elas.

O crescimento da atividade deve ocorrer de forma organizada e para isso a cadeia deve se estruturar como um todo. O fabricante de insumos precisa estar conectado com o consumidor final, passando por todos os que de alguma forma fazem parte da cadeia produtiva.

Promover essa conexão é o principal motivo da existência do FarmPoint e a riqueza de nosso conteúdo depende da participação de cada um de vocês. Portanto não deixem de participar, enviando suas sugestões, críticas e opiniões. Todos com certeza têm muito a contribuir.

A AgriPoint agradece a todos que viabilizaram esse lançamento, em especial os colunistas que apostaram no projeto e nos incentivaram, bem como empresas e a equipe interna envolvida no projeto, que não mediu esforços para que o projeto fosse lançado em um espaço de tempo bastante curto.

Sejam bem vindos!

Avalie esse conteúdo: (5 estrelas)

Comentários

Raimundo Danés

Campinas - São Paulo - Produção de gado de corte
postado em 02/06/2006

Muito interessante a abordagem sobre a relatividade do tempo dada pela autora neste editorial. Uma semana continua tendo 7 dias e 168 horas, mas a tecnologia permite que um número muito maior de atividades sejam dessenvolvidas nesse mesmo espaço de tempo, por exemplo, uma semana.

A velocidade que as negociações tomaram com o advento da tecnologia, como assim, para usufruir dos benefícios desta tecnologia num mercado cada vez mais competitivo, em função da adequada utilização, por parte de alguns jogadores do internet, como fonte de informação e o correio eletrônico e o celular como alterativa rápida e eficiente de comunicação, não deixa espaço para ter um ritmo de decisão "à moda antiga".

Mercado, desses avanços tecnológicos, é de fundamental importância ter acesso a informação atualizada e bem fundamentada, informação esta que poderá ser utilizada para tomar decisões corretas num curto espaco de tempo.

Desta forma, acredito que a cadeia produtiva da ovinocaprinocultura ganha um novo aliado com a chegada do FarmPoint, que pelos seus artigos técnicos e análises conjunturais, bem como seus cursos on line, permitirá aos participantes deste mercado se manter na ponta dos acontecimentos e ganhar competitividade nos seus negocios, visando sempre atender as demandas de mercado e de seus consumidores com produtos de maior qualidade e preços mais atrativos.

Desejo muito sucesso ao FarmPoint neste seu desafio de fazer com que possamos, atraves da informação, ter um melhor controle do tempo, que passa cada com mais velocidade.

Alexandre M. Pedroso

São Carlos - São Paulo - Consultoria/extensão rural
postado em 02/06/2006


Parabéns à Marina e a toda equipe do FarmPoint. Mais uma inciativa inovadora, de alta qualidade, como tudo que a AgriPoint faz.

O site está excelente. Parabéns e sucesso para vocês!

Roberto da Fontoura Rodrigues Pereira

Alegrete - Rio Grande do Sul - Consultoria/extensão rural
postado em 06/06/2006

Com o editorial da Marina, faço minhas suas palavras, onde consegue sintetizar tudo que é preciso para darmos o ponta pé inicial neste novo momento que os setores de caprino e ovinocultura exigem de nós.

Como produtor e atualmente vice presidente da CAOL (Coop. Alegretense de Ovinocultores Ltda), tenho certeza que juntos e com nossos esforços bem coordenados conseguiremos alcançar os objetivos para alavancarmos estes setores.

Desejo sorte e muito trabalho para a Marina e sua equipe, por que competência eles tem de sobra.

Daniel de Oliveira Costa

Goiânia - Goiás - Soluções Integradas em Tecnologias e Serviços
postado em 09/06/2006

Realmente o tema apresentado pela Marina é de grande relevância, por introduzir o fator tempo/informação como importante matéria prima a ser contabilizada nos sistemas produtivos modernos.

Marina Hojaij Carvalho

Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Pesquisa/ensino
postado em 09/06/2006

Sem dúvida nenhuma uma grande iniciativa, e o principal: em boas mãos! Poderemos confiar nas informações sem medo.

Parabéns a todos!

Sucesso!!!

marcelo

São Paulo - São Paulo - investidor financeiro
postado em 13/06/2006

Aqui no nordeste está concentrado a maior parte do rebanho caprino e ovino do país. Pensei que fosse apenas em quantidade, porém para minha surpresa, a qualidade genética em relação as demais regiões do país é muito forte.

Como investidor financeiro, operando para o grupo Schliderbedrijf Gagno, vislumbramos possibilidades de investimentos não só em "papéis", mas na forma produtiva primária.

O FarmPoint deverá ocupar lugar de destaque num setor pouco comercializado, informado e produzido no país. Acho louvável a iniciativa.

Gostaria apenas de sugerir estudos técnicos que viabilizem a comercialização de animais resistentes para a cadeia produtora de carne e leite; atenção especial para o cruzamento industrial da raçã Santa Inês (fantástica).

Parabéns e boa sorte!

Celso Jaloto Avila Junior

São Gabriel - Rio Grande do Sul - Trader
postado em 17/06/2006

Muito interessante e oportuno o artigo publicado pela Marina. Não resta dúvida de que a informação hoje é vital para qualquer tomada de decisão. E com um Portal como o FarmPoint voltado exclusivamente para a ovinocaprinocultura, muito servirá para diminuir tempo e distâncias na troca de informações.

Parabéns e sucesso a todos.


Luciana Junqueira

Ribeirão Preto - São Paulo
postado em 20/07/2006

Marina, parabéns pelo artigo.

A colocação sobre " o tempo", foi além do próprio artigo!

Abraço,
Luciana Junqueira

Ruy Vasconcellos

Novo Hamburgo - Rio Grande do Sul - Produção de ovinos
postado em 17/08/2006

Sou recém chegado ao Farmpoint e para minha surpresa verifico um excelente padrão de informações, tanto dos editores quanto dos usuários.
Uma das partes muito interessante é a manifestação dos produtores/criadores no Espaço Aberto. Muito bom.

Nei Antonio Kukla

União da Vitória - Paraná - Consultoria/extensão rural
postado em 16/01/2007

Creio que vivemos na era da informação, onde o poder não está sendo o dinheiro nas mãos de poucos, mas sim a informação nas mãos de muitos. Neste nosso setor, a agropecuária em geral, estar munido de informações precisas e constantes torna-se um diferencial competitivo.

E hoje, temos o prazer de falar da ovinocaprinocultura, que na minha opinião, possui carências, dentre eles e como já citado a falta de elo entre a cadeia produtiva visando alavancar este setor. Vejam só, se importamos 2/3 da carne consumida, olha só que mercado para ser explorado.

A chegada do computador está sim permitindo a troca de informações e um feedback de informações. Isto é valioso. Porém, creio que também há o lado comercial, onde precisamos ter o senso de filtrar tais informações e ver o que nos serve.

Nei Antonio Kukla
Técnico em Agropecuária
Administrador - Espec. Agronegócios

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2019 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade