Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Você está em: Cadeia Produtiva > Entrevistas

Cristiane Rabaioli, da Estância Celeiro: "Trabalhamos forte no fomento da ovinocultura"

postado em 11/06/2010

8 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

A Estância Celeiro - Carnes Especiais - possui o SISE 091 - Serviço de Inspeção Estadual, o que possibilita a comercialização de todos os produtos para o Estado do Mato Grosso, e inspecionado quanto as condições higiênico-sanitárias pelo INDEA - Instituto de Defesa Agropecuária, o que dá garantia ao consumidor de que todos os produtos da Estância Celeiro são inspecionados e seguem as mais rigorosas normas higiênico-sanitárias.

Após o abate, os animais passam aproximadamente 18 horas em processo de refrigeração, e em seguida são separados em cortes primários para depois serem transformados em cortes secundários. Após esse processo passam pelo controle de inspeção que verifica as características visuais do produto sendo então embalados a vácuo para serem disponibilizados à venda.

Os cortes, tanto de bovinos quanto de cordeiros, provém do abate de animais precoces, o que confere ao produto a qualidade excepcional em termos de características organolépticas (cor, maciez e sabor), garantindo ao consumidor um produto nobre. Os cortes ovinos oferecidos pela Estância Celeiro são: lombo, bombom (pernil de cordeiro desossado), alcatra, linguiça de cordeiro, músculo, fraldinha, costela, steak, paleta, neck, filé mignon, bisteca e carré especial.

Confira a entrevista exclusiva realizada pelo FarmPoint com Cristiane Rabaioli, zootecnista e diretora da Estância Celeiro - Carnes Especiais e os cortes de carne ovina oferecidos.

Figura 1 - Cristiane Rabaioli



FarmPoint: Qual é a história da Estância Celeiro na produção de carne ovina?

Iniciamos o trabalho em 2007 com o fomento da atividade e início das atividades de abate de cordeiros com o SIM (serviço de inspeção municipal) abatendo 60 cordeiros por mês, até alcançarmos o número de 1.100 cordeiros/mês em 2009. Trabalhamos muito forte no fomento da atividade, pois sempre acreditamos que se não incentivássemos a produção, nosso negócio tinha dia e hora para acabar. Conseguimos colher alguns frutos mais não tanto quanto gostaríamos. A atividade no nosso estado é tida como secundária, não havendo uso de tecnologias, o que pode ser traduzido em baixos índices de produtividade.

FarmPoint: Como funciona a empresa e qual é o objetivo?

A Estância Celeiro hoje tem a marca: Estância Celeiro - Carnes Especiais, já que entramos na atividade de bovinos também. Hoje temos além da linha "Cordeiro Celeiro", a "linha Euro", que são cortes de bovinos da raça Angus e Hereford. O objetivo é a qualidade, em tudo que se propõe. Estamos presentes nas mais conceituadas redes de supermercado no nosso estado, e com previsão de num futuro bem próximo estar no Brasil.

FarmPoint: Qual é a demanda por carne ovina atualmente no MT?

A demanda não é grande para a carne formal, ou seja aquela produzida em estabelecimentos legais, agora temos que levar em consideração a importância do informal - "clandestina" - nesse processo, já que hoje a maioria das cidades de interior não paga o preço que o formal comercializa. Nosso produto esta em supermercados e em restaurantes que se preocupam com o consumidor e primam pela qualidade.

FarmPoint: Você encontra dificuldades para comprar animais para o abate?

Sim. Isso é geral, Brasil todo. Tem muita oferta de ovelhas e carneiros, mas de cordeiro que é o que o mercado quer são poucos, o que não dá segurança para maiores investimentos em aumento da escala ou mesmo de estrutura para abate.

FarmPoint: Como os produtos finais são comercializados?

Os nosso produtos são porcionados, embalados a vácuo e comercializados congelados. Com equipamentos de última geração em se tratando da desossa, embalagem a vácuo, produção de embutidos e armazenamento, a Estância Celeiro - Carnes Especiais atende a todas as exigências sanitárias para garantir a qualidade dos alimentos oferecidos.

FarmPoint: No MT você já vê alguns produtores criando ovinos como primeira opção?

Sim, alguns. Os que tratam a atividade como negócio, visualizam lucro e tem a atividade como principal.

FarmPoint: Quais os planejamento da Estância Celeiro para 2010?

O planejamento de 2010 já esta pronto e em andamento, que foi a entrada no mercado com carne especial de bovino, e a continuidade no mercado de cordeiro. Para 2011 esperamos alçar vôos maiores com o SIF que é nossa meta. Assim conseguiremos atender ao chamado do Brasil, já que constantemente recebemos mensagens via site e telefone de clientes para comprar nossos produtos e hoje ainda não conseguimos atender.

Cortes de carne ovina oferecidos pela Estância Celeiro













Equipe FarmPoint

Avalie esse conteúdo: (5 estrelas)

Comentários

Denis

Pinhão - Sergipe - Produção de ovinos
postado em 11/06/2010

Olá. Que ótima esta entrevista! Hoje os estabelecimentos devem ser dessa maneira: seriedade, qualidade e competência. Falando sobre isso, aproveito para deixar aqui os meus parabéns para a Equipe FarmPoint por disponibilizar todo dia matérias que fazem toda a diferença para o setor. Essa iniciativa por exemplo, de fazer entrevistas com pessoas envolvidas na ovinocaprinocultura, é fantástica, acompanho todas e cada dia estão mais caprichadas! Recomendo o site de vocês para todos. Obrigado

Henrico Dinapolli

Santa Maria - Rio Grande do Sul - Produção de ovinos
postado em 12/06/2010

Cristiane,

que iniciativa legal. Agora é torcer para ter oferta de animal, pois a demanda é grande tchê!

Milton Antônio D´Oliveira

São Paulo - São Paulo - Produção de leite
postado em 14/06/2010

Apesar de assíduo leitor do MilkPoint, também costumo dar umas olhadas no "Beef" e no "Farm" e eis que me deparo nas excepcionais fotos dos cortes oferecidos pela "Celeiro" os quais "dão agua na boca", bem como desconhecia alguns dos citados.

Cristiane: aqui na Capital encontro esses cortes?

Aliás, todas as fotos estão excepcionais.

Parabéns a Estancia pela matéria e qualidade e toda equipe FarmPoint.

Cristiane Rabaioli

Rondonópolis - Mato Grosso - Pesquisa/ensino
postado em 15/06/2010

Prezado Milton A. D´Oliveira muito obrigada pelos elogios a nosso trabalho. Temos nos esforçado muito para oferecer um produto de qualidade apesar de tantas dificuldades enfrentadas.
Infelizmente não temos produto fora do nosso estado, pois temos somente o selo do SISE, que é o serviço de inspeçao estadual o que não nos permite vendê-lo para fora.
Estamos em buscar do SIF, mas sabemos que é num futuro, pois além da burocracia para obtenção deste selo, temos também a instabilidade na oferta de animais, que é mais preocupante.

Temos também a carne bovina LINHA EURO, de animais angus/brangus, herefor/braford.

Visite nosso site: www.estanciaceleiro.com.br

Abraços

Cristiane Rabaioli

Rondonópolis - Mato Grosso - Pesquisa/ensino
postado em 15/06/2010

Prezado Denis, obrigada pelo incentivo. É sempre importante pessoas estarem olhando e avaliando nosso trabalho.

Abraços

Visite nosso site: www.estanciaceleiro.com.br

Cristiane Rabaioli

Rondonópolis - Mato Grosso - Pesquisa/ensino
postado em 15/06/2010

Prezado Henrico,

A oferta de animais é que nos obriga a por o "pé no freio". Temos sofrido com isso aqui, como outros frigoríficos também.

Agradeço

Visite nosso site: www.estanciaceleiro.com.br

Igor Vaz

Pelotas - Rio Grande do Sul - Produção de ovinos
postado em 16/06/2010

É nosso sonho um frigorifico para ovinos na nossa regiao. Temos um rebanho de aproximadamente 6.000 animais para produção de lã. Produzimos em torno de 3.000 a 3.800 cordeiros ano. Como o preço desta commoditie nao cobre o custo, a vontade e diminuir o rebanho em 90% e focar na criação de Angus. Muito humilhante produzir um animal de qualidade para mandar o peão abater informalmente para vender pro bingo do CTG.
Faco pós-graduação em Agronegocio na FGV-SP, estou estudando a cadeia produtiva da ovinocultura. gostaria de trocar umas informacoes contigo Cristiane, meu email e mustangsul@gmail.com. Grande abraço e sucesso.

MORENO

Rondonópolis - Mato Grosso - Varejo
postado em 15/06/2012

É REALMENTE CRISTIANE ESTÀ DE PARABENS  PELO SUCESSO DESSA EMPRESA , PARA MIM É O MAIOR ORGULHO DE FAZER PARTE DESSA  EQUIPE

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade