Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Você está em: Cadeia Produtiva > Entrevistas

Especial Associações: Arnaldo Dantas da ASCCO

postado em 17/08/2010

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

No Especial Associações dessa semana, o FarmPoint entrevistou o presidente da Associação Sergipana dos Criadores de Caprinos e Ovinos (ASCCO), Arnaldo Dantas. Na entrevista, Arnaldo comenta sobre genética, raça Santa Inês e o que a associação está fazendo para fortalecer a atividade. O Especial Associação é uma iniciativa do FarmPoint que visa conhecer o trabalho e o que as associações de ovinos e caprinos brasileiras vêm fazendo para fortalecer a atividade.

Histórico da ASCCO

A Associação Sergipana dos Criadores de Caprinos e Ovinos - ASCCO é uma instituição sem fins lucrativos, criada em 20 de setembro de 1979. Desde sua fundação a ASCCO tem prestado uma enorme colaboração a ovinocaprinocultura tropical. Seus sócios são verdadeiros fanáticos pela ovinocaprinocultura, participaram da formação da raça Santa Inês, e são grandes responsáveis pela expansão desta genética em todo o país.

O alicerce técnico da produção de material genético vem se construindo através do tempo de forma sempre inovadora. Iniciando com o primeiro registro de um animal PROV no Brasil em 1986, da Fazenda Moco em Sergipe, prosseguindo com o olho perspicaz de criadores dedicados, agregado ao uso de modernas ferramentas de seleção, tais como: a avaliação genética através de DEPs ASCCO/USP, a avaliação morfológica para tipo-RAMPES, biotecnologias, treinamentos e assessoramento técnico contínuo.

Hoje, os mais de cem criadores e prestadores de serviços especializados apresentam uma gama de material genético e soluções técnicas capazes de atender a todas as necessidades que o mercado necessita, seja de animais para se tornarem campeões em pista, seja de animais para melhorar o desempenho dos sistemas de produção comercial. O pioneirismo, os valores, o compromisso com a qualidade e a responsabilidade social dos nossos sócios foram reunidos num único conceito: DNASERGIPE a mais moderna "fábrica" de reprodutores tropicais do Brasil.


FarmPoint - Quais as vantagens e a importância da união dos produtores na comercialização de produtos e/ou animais e na compra de insumo?

Arnaldo - A Associação Sergipana dos Criadores de Caprinos e Ovinos - ASCCO completou trinta anos de atividades. Desde a sua criação o seu foco é a produção e comercialização de material genético. O processo de melhoramento genético necessita traçar metas de longo prazo e, cada vez mais utiliza métodos de alto custo; por exemplo cálculo de DEPs (Diferenças Esperadas de Progênie), medições por ultrassonografia, genética molecular. Nenhum produtor consegue realizar todas estas tarefas de forma individualizada e absorver o custo nas suas vendas.

A produção de matrizes e reprodutores é realizada em unidades de pequeno e médio porte, algo entre 50 e 300 matrizes, e a comercialização em âmbito nacional, daí a vantagem de unificarmos certas etapas das vendas: o processo de comunicação com os clientes e a distribuição.

Também é fato conhecido a importância da concentração espacial de produtores, os chamados APLs (Arranjos Produtivos Locais) , no sucesso dos negócios, neste aspecto as associações tem um papel importante no direcionamento das atividades e no relacionamento com outros membros : fornecedores, governos e clientes.

FarmPoint - Quais as dificuldades encontradas hoje pela associação?

Arnaldo - Trabalhamos com ovinos tropicais, uma atividade que só recentemente passou a ter relevância econômica e obter a atenção de empresas fornecedoras de insumos, instituições de pesquisa e governos. Existem muitos "buracos negros" a serem desvendados e muitos caminhos a serem pavimentados, o fato é que a ovinocultura tropical ainda é menos eficiente que a sua similar de clima temperado e também está distante dos patamares de produtividade das cadeias produtivas do boi, do suíno e do frango.

As oportunidades a serem exploradas são imensas de um lado, de outro ângulo a falta de consenso sobre alguns dos principais aspectos do negócio dificulta a condução da associação, exemplificando:

a) Quais as principais linhas de pesquisa a serem demandadas junto às instituições?

b) Qual a estrutura genética que os rebanhos devem ter para melhorar a produtividade?

c) Quais os sistemas de produção mais eficientes?

d) Qual forma de relacionamento com o setor industrial?

FarmPoint - O que vocês tem feito para fortalecer a atividade?

Arnaldo - A ASCCO tem realizado ações para melhorar o ambiente de negócios dos seus sócios, destacam -se:

a) Realização de exposição especializada em ovinos e caprinos: voltada para difundir a atividade, incentivar o surgimento de novos produtores e testar o trabalho dos produtores;

b) Realização do ranking sergipano: para fomentar a competição interna e destacar os melhores criadores;

c) Melhoramento Genético: avaliação genética dos rebanhos com o cálculo de DEPs , avaliação morfológica para tipo - RAMPES, apoio a pesquisas na área de marcadores moleculares;

d) Apoio a comercialização: site, catálogo de afixos, comercialização através da marca DNASERGIPE, participação em feiras e exposições;

e) Gestões junto a entidades públicas e privadas para viabilizar pesquisas, treinamentos e consultorias.

FarmPoint - Quais os serviços que a associação oferece a seus associados?

Arnaldo - Registro genealógico: com a chancela da ARCO e ABCC;

-Avaliação genética;

-Avaliação morfológica para tipo;

-Missões comerciais para mercados;

-Palestras e treinamentos.

Associação Sergipana dos Criadores de Caprinos e Ovinos - Documentário sobre a Raça Santa Inês em Sergipe



Equipe FarmPoint

Você participa ou conhece algum núcleo ou associação de ovinos e caprinos? Participe do Especial Associações entrando em contato pelo box abaixo:

Avalie esse conteúdo: (5 estrelas)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2019 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade