Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Você está em: Cadeia Produtiva > Entrevistas

Especial Marcas - Cordeiro Herval Premium - "O mercado ovino está passando por uma fase maravilhosa"

postado em 04/02/2011

7 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Devido o sucesso do Especial Associações lançado em 2010, o FarmPoint está inaugurando este ano o Especial Marcas, projeto que visa divulgar aos leitores as marcas de carne ovina presentes hoje no mercado e o que elas vêm fazendo para fortalecer a atividade. Nesta segunda edição, entrevistamos Clóvis Ávila, gerente executivo do Conselho Regulador do Cordeiro Herval Premium.

Figura 1 - Clóvis Ávila.



FarmPoint - Qual é a história do Programa Cordeiro Herval Premium e o principal objetivo?

Clóvis - "A história do Conselho Regulador do Cordeiro Herval Premium começou em 1999 quando um grupo de produtores do município de Herval - RS, sofrendo com a crise do mercado laneiro, principal atividade da ovinocultura na época, resolveu descruzar os braços e procurar uma saída viável para a atividade na região.

A solução foi investir na produção de carne ovina de qualidade e com a ajuda do Departamento de Zootecnia, setor de ovinos, da Universidade Federal de Pelotas e do SEBRAE, se chegou a um padrão identificado pelo consumidor como sendo de qualidade que inclui carcaças de 12 a 18 quilos, Estado de Engorduramento entre 3 e 3,5, de uma escala de 1 a 5, onde 1 é extremamente magro e 5 extremamente gordo e animais dente de leite.

De lá para cá são 11 anos de atividade, coordenando a cadeia da carne ovina no RS, estabelecendo preços compatíveis com a qualidade do produto, mantendo a oferta ao longo do ano ou seja, quebrando a sazonalidade, garantindo liquidez de produção ao produtor e ofertando carne ovina de qualidade ao consumidor final o ano todo".

FarmPoint - Como o programa coordena a cadeia da carne ovina e como os produtores interessados procedem para participarem do programa? Hoje há quantos produtores participantes?

Clóvis - "Para que um ovinocultor participe do Programa do Cordeiro Herval Premium basta ter em mente que o interessante é vender os cordeiros quando estes estão acabados, ou seja, com a quantidade de gordura ideal desejada pelo consumidor, o que representa o Estado de Engorduramento 3 a 3,5 , pensamento esse já consolidado entre os criadores. Os produtores devem entrar em contato com o Centro de Atendimento ao Produtor para solicitar a visita de um de nossos técnicos".

Figura 2 - Selo do programa Cordeiro Herval Premium.



FarmPoint - Onde os cordeiros do Programa são abatidos? Como vocês fazem para manter a padronização?"

Clóvis - "Os cordeiros provenientes de nosso Programa são abatidos em Pelotas, devido a uma parceria entre o Cordeiro Herval Premium e o Frigorífico Marfrig. A padronização dos nossos produtos é garantida pelas inspeções realizadas dentro da propriedade, na programação do carregamento, no dia do embarque, na inspeção dentro do frigorífico, durante o abate e expedição dos cortes embalados".

FarmPoint - Onde e como os produtos da Cordeiro Herval Premium são comercializados?

Clóvis - "Os cortes do Cordeiros Herval Premium são comercializados no Rio Grande do Sul na Rede Zaffari e Casa de Carnes Moacir e fora do estado nas principais casas especializadas de carne do país, conforme as vendas do Frigorífico Marfrig".

FarmPoint - Você acredita que a criação de marcas fortes de carne ovina no Brasil contribuiriam para uma maior fidelização e credibilidade dos consumidores?

Clóvis - "Não basta ser marca de qualidade, o programa do Cordeiro Herval Premium possui uma estrutura organizada e empenhada em garantir qualidade e padronização em seus produtos, desde a propriedade, com o animal "in vivo", até a mesa do consumidor. Esse tipo de ação, atrelada a uma marca de qualidade, é que contribui para fidelização e credibilidade dos consumidores".

FarmPoint - Como está a demanda por carne ovina na região e pelos produtos do Programa?

Clóvis - "A demanda no país é cada vez maior e onde o consumo da carne ovina já era difundido, hoje está maior ainda, proporcionando um melhor preço ao produtor, estimulando-o a produzir mais e vincular-se a um programa organizado".

FarmPoint - O que você espera do mercado ovino para os próximos anos?

Clóvis - "O mercado ovino está passando por uma fase maravilhosa, mesmo assim a demanda ainda é muito maior que a oferta dentro do país. Em virtude disso chegamos a conclusão que ainda temos muito o que melhorar. Temos que ter a preocupação de crescer de forma organizada e com objetivos concretos focados no mercado interno e a partir daí, pensar no mercado internacional".

Você conhece outras marcas de carne ovina? Participe entrando em contato pelo box abaixo:

Equipe FarmPoint

Avalie esse conteúdo: (4 estrelas)

Comentários

Quirino de Freitas

Fernandópolis - São Paulo - Produção de ovinos
postado em 04/02/2011

Gostaria de parabenizar mais uma vez o FarmPoint por esta iniciativa. Tenho certeza que essa divulgação de marcas e do trabalho dos estabelecimentos contribuirão com a atividade.

Quirino

rubens flavio mello corrêa

Casa Verde - Mato Grosso do Sul - Médico Veterinário
postado em 04/02/2011

Gostaria de parabenizar o FarmPoint por mais este estimulo e alerta aos produtores do agronegócio do Brasil que a ovinocultura é mais uma fonte de diversificação da produção nas propriedades, como também de renda, desde de criados com critérios técnicos.

Helen Renner

Santa Cruz de Monte Castelo - Paraná - Estudante
postado em 06/02/2011

Que legal esse Especial. Realmente nao podiam ter esquecido do HervalPremium. abs

Gustavo Juñen

Maldonado - Maldonado - Uruguai - Consultoria/extensão rural
postado em 07/02/2011

CORDEIRO SUL-URUGUAY

SUL controla este producto de alta calidad desde sus primeras etapas de producción.

Manteniendo la calidad y el volumen de la producción de lana de nuestros rebaños estamos potencializando la producción de carne de calidad.

Nuestro cordero pesado de alta calidad es hoy una realidad que seguramente conquistará nuevos mercados. Gobierno, industria y productores ovinos también nos hemos integrado en este proyecto.

Este producto fue desarrollado a partir de las investigaciones realizadas por el SUL, comenzando su producción a partir de 1996 con un plan piloto conjuntamente con el Frigorífico San Jacinto.

A continuación se presentan las características básicas, las que pueden presentar variaciones mínimas de acuerdo a las plantas frigoríficas que estén operando.

Características Básicas


Edad: En el momento de la faena, el cordero debe ser diente de leche; no se aceptan aquellos que hayan cortado los 2 dientes, o tengan más de 13 meses de edad.

Peso: Al momento del embarque, su peso individual en el establecimiento deberá oscilar entre 34 y 45 kilos.



Condición corporal individual: Deberá ser de un mínimo de 3,5, lo que asegura un grado de cobertura de grasa (terminación) adecuada.

Lana: Al momento de la faena, los corderos deberán tener un desarrollo de vellón entre 10 y 30 milímetros de largo de mecha. Esto permite valorizar los cueros obtenidos y eliminar la contaminación por lana en las canales.

Sexo: MACHOS CASTRADOS Sin límite

MACHOS ENTEROS Hasta 7 meses de edad.
(2ª quincena de mayo para pariciones de primavera)
(1ª quincena de diciembre para pariciones de otoño)

HEMBRAS Sin preñez, sin límite.
No se aceptan hembras preñadas.
Si se detectan en la faena, quedarán fuera de las condiciones del operativo.

MACHOS Y HEMBRAS No se aceptan con cola larga.


Razas: Todas las razas ovinas y sus cruzas podrán participar en este operativo, teniéndose presente que se deberá ser estrictamente riguroso en el grado de terminación (condición corporal) de cada uno de los corderos.

Tenga en cuenta...


1º Los nuevos cortes de carne ovina son versátiles e interesantes, de preparación fácil y rápida, económicamente rendidores, convenientes, y satisfacen como otras carnes rojas.

2º Seguramente para preparar la carne ovina Ud. puede adaptar sus recetas favoritas de carne vacuna o recurrir a nuevas sugerencias.

3º Cuando así lo requiera, para tiernizar la carne ovina utilice en la preparación alternativamente y de acuerdo a su preferencia, jugo de limón, leche, yogur, cerveza o vino.

4º La carne ovina debe servirse bien caliente o fría.

5º La faena de ovinos se realiza actualmente en condiciones higiénico-sanitarias adecuadas, teniendo en consideración los requerimientos previos a la misma, como el descanso de los animales, que determinan que la carne llegue al consumidor en condiciones óptimas de presentación y sabor.






Gustavo Juñen

Maldonado - Maldonado - Uruguai - Consultoria/extensão rural
postado em 07/02/2011

P.D:SUL NAO É SUR,É SECRETARIADO URUGUAIO DA LA.

marcelo ferreira lima falcao

Gravatá - Pernambuco - Produção de ovinos
postado em 14/02/2011

Precisamos de mais informação sobre mercado de comercialização de carne de ovino no Nordeste, principalmente da raça Santa Ines com cruzamento Dorper.

loraine

Brasília - Distrito Federal - Distribuição de alimentos (carnes, lácteos, café)
postado em 02/10/2011

Há três anos abrimos uma butique de carne de cordeiro : Le Mouton.Tivemos vários problemas  principalmente em relação ao padrão dos cortes. Fechamos parceria com produtores da região de Santiago,RS e estamos  trazendo para Brasília a marca Cordeiros do Boqueirão.Procuramos formar uma cadeia que atenda o produtor e o consumidor.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade