Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Você está em: Cadeia Produtiva > Entrevistas

Tárcio Michelon, da Casa da Ovelha: "O leite ovino é o melhor para a industrialização"

postado em 14/04/2010

11 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

A Casa da Ovelha iniciou as atividades em 1999 e é o segundo laticínio a obter SIF no Brasil para beneficiar o leite de ovelha. Atualmente, os rebanhos da Casa da Ovelha e de três produtores da região somam juntos, 750 ovelhas Lacaune. O sistema de criação é o semiconfinamento e os produtores de leite recebem da Casa da Ovelha a genética e todo o programa de acasalamento, bem como a assistência técnica necessária.

Para diminuir a estacionalidade na produção de leite, são realizados quatro períodos reprodutivos ao longo do ano. Assim, têm-se dois lotes de ovelhas em lactação, um no início e outro no final deste período. Dessa forma, consegue-se manter constante a produção e diminuir as variações nos teores de gordura e proteínas no leite ao longo da lactação.

Confira a entrevista realizada com o diretor da Casa da Ovelha, Tárcio Michelon.

1 - Fale sobre a história da Casa da Ovelha

A Casa da Ovelha iniciou as atividades em 1999 e é o segundo laticínio a obter SIF no Brasil para beneficiar o leite de ovelha. Estamos localizados em Bento Gonçalves - Serra Gaúcha e inseridos no roteiro turístico Caminhos de Pedra. Estamos beneficiando aproximadamente 100 mil litros de leite de ovelha por ano (produção própria e mais 3 produtores), e tudo é transformado em iogurtes, queijos muito especiais, doce de leite, molhos, etc. Contamos com uma linha de aproximadamente 30 produtos. Veja em nossa loja virtual www.casadaovelha.com.br

2 - Fale sobre as propriedades do leite ovino (nutrientes, minerais, etc) e de seu aproveitamento para a elaboração de produtos (queijos, iogurtes, cosméticos, etc)

Considero o leite ovino o melhor dos leites para industrialização de produtos especiais para a alta gastronomia e para uma alimentação super saudável. Estamos falando de 75% mais cálcio, o dobro de proteínas (essas são de alta digestibilidade), gordura saudável (aumenta o bom colesterol e baixa o ruim), e assim por diante. Poderíamos falar horas sobre as qualidades. Meu filho toma leite de ovelha desde o 3º dia de vida (em complemento ao leite materno), e está tendo um desenvolvimento e saúde incríveis. Sempre com acompanhamento médico, claro. Estamos lançando em poucos dias uma linha completa de produtos zero lactose, já que os intolerantes não possuem muitas opções no mercado.

3 - Qual é o maior desafio para cadeia de ovinos leiteiros hoje?

Introduzir um novo habito alimentar no Brasil. O consumo de leite ovino e derivados na Europa e Oriente Médio tem mais de 2.000 anos, mas no Brasil tem pouco mais de 10 anos, dá para imaginar o trabalho que precisa ser feito!

Precisamos (o mundo todo) de materiais científicos que comprovem e confirmem as conhecidas e incríveis qualidades desse leite. Por ser um leite com custo alto, não cresceu em produção e consumo como aconteceu com o leite de vaca nos últimos séculos e faltam trabalhos científicos também.

4 - Como você comercializa os seus produtos?

Atuamos em quase todas as formas de comercializações: atacado, supermercados, hipermercados, pequenos estabelecimentos, varejo, lojas próprias, loja virtual (esta crescendo). Entregamos em todo o Brasil em 24 ou 48 horas via transporte aéreo.

5 - A procura pelos produtos é grande?

É bom o numero de pessoas físicas e jurídicas que procuram produtos diferenciados em todos os ramos de negócios, e não é diferente do nosso, mas não temos grandes pedidos, ou seja, nossa empresa sobrevive de muitos pequenos pedidos. É grande o esforço em divulgar a existência de nossos produtos e suas qualidades.

6 - O que você recomenda para quem está começando produzir ovinos leiteiros hoje?

Este é um assunto delicado, porque quem procura investimento com retorno rápido e pouca dedicação pessoal e trabalho não devem nem começar a pesquisar sobre o assunto. Já completamos 10 anos de empresa e muitos foram os prejuízos e investimentos, agora atingimos o lucro, mas não pense que é grande.

Não comece nada sem estudar muito o assunto. Nós percorremos 6 mil km nos vários países europeus para conhecer esse mundo do leite de ovelha antes de começar. Pense nisso!

Alguns produtos da Casa da Ovelha

Figura 1 - Casa da ovelha



Figura 2 e 3 - Rebanho de ovelhas da raça Lacaune da Casa da Ovelha e fábrica de laticínios.



Figura 4 e 5 - Iogurte light de leite de ovelha com geléia de amora e iogurte light de leite de ovelha com geléia de ameixa.



Figura 6 e 7 - Queijo tipo Pecorino Toscano maturado por 270 dias e queijo tipo Pecorino Toscano maturado por 180 dias.



Figura 8 e 9 - Doce de leite de ovelha light e ambrosia feita com leite ovino.



Figura 10 e 11 - Queijo tipo árabe Shanklish e queijo tipo árabe Shanklish com pimenta.



Figura 12 e 13 - Creme facial e protetor labial feitos com leite de ovelha;



Assista também o vídeo institucional da Casa da Ovelha

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Comentários

Henrico Dinapolli

Santa Maria - Rio Grande do Sul - Produção de ovinos
postado em 14/04/2010

Tárcio, bom dia. A Casa de Ovelha esta de parabéns! Já ouvi falar muito sobre ela aqui no RS e em breve farei o meu pedido! Os produtos que vocês oferecem são maravilhosos.

Casa da Ovelha

Bento Gonçalves - Rio Grande do Sul - Produção de Derivados de Leite Ovino
postado em 14/04/2010

Prezado Henrico Dinapolli

Agradeço os elogios, transmitirei a equipe. Venha nos visitar com a familia, estamos abertos a visitaçao todos os 365 dias do ano.

Atenciosamente
Tárcio

Quirino de Freitas

Fernandópolis - São Paulo - Produção de ovinos
postado em 14/04/2010

Interessantíssimo mesmo! Como o prórpio Tárcio disse, são produtos muito especiais. Qual a previsão de lançamentos dos produtos zero Tárcio? Abs

Casa da Ovelha

Bento Gonçalves - Rio Grande do Sul - Produção de Derivados de Leite Ovino
postado em 14/04/2010

Prezado Quirino de Freitas

A linha ZERO LACTOSE - já fizemos todos os testes de produção, apenas dependemos de aprovação de rotulagem do Ministério da Agricultura e em seguida impressao dos rótulos, ou seja, aprox 30 dias ao todo. Lançaremos uma news aos emails cadastrados em nosso site quando já for possivel comprar, cadastre seu(s) email(s) lá:
http://www.casadaovelha.com.br/index.php?id=pt&se=23
Atenciosamente

NÉLIO ALBINO

Petrolina - Pernambuco - Produção de caprinos de leite
postado em 14/04/2010

Tárcio, importante as suas colocações sobre os potenciais substitutos do leite bovino com qualidade superior e melhor assimilação pelo organismo humano, que é o unico mamífero que consome leite regularmente na idade adulta. Parabéns pelo trabalho e abraço a todos!

ANDRESSA CAROLINO

Patos de Minas - Minas Gerais - recém formada
postado em 14/04/2010

Já provamos e aprovamos os produtos da Casa da Ovelha, perfeito!!! Aqui em Minas somos super fãs. Abraços

Casa da Ovelha

Bento Gonçalves - Rio Grande do Sul - Produção de Derivados de Leite Ovino
postado em 14/04/2010

Olá Nélio Albino.

Realmente. Considero o leite de ovelha o mais parecido com o leite humano em vários aspectos, e portanto o melhor para digestão e aproveitamento dos nutrientes. Gosto sempre de salientar que nao sou contra nenhum outro leite, cada um com suas vantagens. O leite de vaca tem a qualidade de ser barato por exemplo.

Aproveito e agradeço a ADRESSA CAROLINO pelos elogios.

Atenciosamente

Marita Vidal

Arapari - Pará - Produção de ovinos
postado em 14/04/2010

Olá Tárcio, muito prazer, meu nome é Marita e produzo ovinos aqui no PA. Achei de muito bom gosto os produtos elaborados pela Casa da Ovelha, vocês realmente estão de parabéns! Aqui vemos poucos animais destinados à produção de leite, por isso, me encanto quando vejo produtos desse tipo. Existe algum lugar no PA que venda esses produtos ou eu só consigo adiquirí-los fazendo um pedido? Um grande abraço e muito sucesso para vocês. Com certeza passarei pela Casa da Ovelha se meu próximo roteiro turístico for o RS !!!

Casa da Ovelha

Bento Gonçalves - Rio Grande do Sul - Produção de Derivados de Leite Ovino
postado em 14/04/2010

Olá Marita Vidal

Estamos todos contentes e orgulhosos com os contatos, amigos e clientes que estamos fazendo.
Sobre vc adiquirir, ainda que tenha algum lugar proximo, acho que a melhor forma ainda é atraves de nosso site fazendo um pedido de orçamento.
De qualquer forma a Cássia entrará em contato com vc para detalhes ok, para tanto deixe seu email ou fone aqui ou envie um email diretamente a ela, ja falei de vc ok.
comercial@casadaovelha.com.br

Atenciosamente

Capataz Assessoria Rural

Brasília - Distrito Federal - Softwares Rural
postado em 20/04/2010

Tárcio, em face dos altos teores de cálcio, proteínas, etc. do leite de ovelha, penso que tanto o leite quantos seus derivados são indicados para jovens da terceira idade! Verdade?
Abraços

Casa da Ovelha

Bento Gonçalves - Rio Grande do Sul - Produção de Derivados de Leite Ovino
postado em 20/04/2010

Ananias Duarte

Sim, tens razao. Principalmente no combate da osteopenia e osteoporose, e mais ainda quando associado com os medicamentos indicados pelos Médicos Especialistas. Além dessas qualidades posso destacar a ótima digestibilidade do leite de ovelha e seus derivados, e isso pode ser sentido no primeiro dia de consumo, não precisa esperar vários dias como o Activia (Danone). Abraços

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2017 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade