Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Você está em: Cadeia Produtiva > Espaço Aberto

A força do marketing

Por Nei Antonio Kukla
postado em 01/11/2011

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Que o Brasil está produzindo cada vez mais e melhor, com recordes de produtividade tanto na agricultura quanto na pecuária, todos nós sabemos, pois tais "façanhas" são alardeadas pelos órgãos de imprensa, como por exemplo, os programas direcionados ao público rural, jornais diários de TV e outros meios de comunicação. Toda essa pujança do agronegócio nos remete a valorização da sua importância na participação da macroeconomia do país através da grande parcela de contribuição no PIB brasileiro.

Todavia, resta-nos perguntar: Será que estamos sabendo valorizar o nosso produto? Será que estamos sendo capazes de colocar este valioso produto dentro de uma embalagem moderna antes de vender?

As cooperativas, por exemplo, dão uma lição magnífica de causar inveja em algumas empresas quando pensamos em gestão, comunicação e marketing para exposição dos produtos ao consumidor.

A cada dia mais eu me convenço de que os clientes, apesar de procurarem por produtos de qualidade acabam comprando também com o "olho". Um dia desses fiz um teste e sentei-me próximo a entrada do mercado e comecei a observar o quanto temos de consumo, pois é um entra e sai muiro grande de alimentos.

Outra observação que acabei fazendo é que o consumidor sai do mercado com produtos variados, mas todos eles embalados, muito bem embalados em roupagem colorida, com belas escritas e desenhos, com informações nutricionais e de segurança alimentar. Diante disto, não há nenhuma dúvida de que devemos concentrar esforços além da porteira, ou seja, não basta nós produzirmos com a qualidade desejada se não nos prepararmos para vender bem o produto.

Um bom trabalho de marketing, vai além de uma boa embalagem, mas conta também a participação em feiras, em eventos do setor e de culinária, degustação, enfim, atividades em que os potenciais clientes estejam presentes para ver os produtos. O nobre leitor pode me perguntar, mas o que vou fazer na minha propriedade se produzo e comercializo diretamente o produto, como vou colocar embalagem e fazer o que o autor está propondo?

A resposta nem sempre é simples, mas cabe ao produtor incentivar a entidade em que pertence, seja empresa, cooperativa, associação, núcleos que invistam em campanhas publicitárias e que agreguem valor aos produtos. E se, o nobre produtor não pertence a nenhuma forma de organização, de duas uma: ou está em uma condição em que consegue tocar o seu negócio sozinho e colocar seus produtos no mercado na situação proposta e desejada pelo consumidor, ou por favor, está na hora de procurar uma organização desta envergadura para o bem de todos.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2022 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade