Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Você está em: Cadeia Produtiva > Especiais

Análise do desenvolvimento do rebanho ovino e caprino no Brasil em 2008

postado em 08/12/2009

2 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

O FarmPoint fez uma análise dos dados apresentados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na quinta-feira, dia 19, sobre a Pesquisa de Produção da Pecuária Municipal de 2008 (PPM 2008). O efetivo de ovinos e caprinos é de 25,9 milhões de cabeças, crescimento de 1,13 % frente as 25,7 milhões de cabeças de 2007. Porém, o efetivo de rebanho caprino recuou 1,01% em 2008 frente ao ano anterior, e o rebanho ovino aumentou 2,4% sobre 2007.

1. Caprinos

A pesquisa revela que o efetivo de caprinos foi de 9,3 milhões de cabeças em 2008, queda de 1,01% em relação ao ano anterior. As regiões que representaram queda no número de cabeças foram a Sudeste (-10,8%), Centro-Oeste (-2,3%) e Nordeste (-1,3%). A região Norte obteve evolução de 5,4%, chegando em 176.433 cabeças. A região Sul foi a que teve maior crescimento do rebanho, 13,6%, atingindo as 317.922 cabeças (Gráfico 1).

Gráfico 1



O Paraná contribuiu com 50% do crescimento efetivo do rebanho caprino da região Sul. O Estado possui algumas cooperativas que tem dado suporte aos produtores e compradores.

Gráfico 2



A região Nordeste continua sendo a mais representativa do País, com 91,1% do rebanho de caprinos, mesmo com a queda de 1,3% no rebanho em 2008 (Gráfico 3). A Bahia é o grande estado produtor de caprinos no Brasil, detendo 31,4% do rebanho nacional, com produção de 2,9 milhões de cabeças (7,9% a menos que em 2007). Os municípios com maior rebanho caprino em 2008 foram Casa Nova, Juazeiro e Curaçá, todos na Bahia. Os dados do número de caprinos por município estão apresentados na Tabela 1.

Gráfico 3



Tabela 1 Os 20 municípios com maior rebanho de caprinos em 2008, em ordem decrescente.



Ovinos

O efetivo de ovinos em 2008 foi de 16,628 milhões de cabeças, apresentando aumento de 2,4% em relação ao ano anterior. A região que mais cresceu foi a Sul, com 5,3%, chegando em 4,9 milhões de cabeças, sendo o Paraná o estado que mais contribuiu para tal crescimento, seguida pelas regiões Sudeste com 764,9 mil cabeças (3,1%), Norte com 534,5 mim cabeças (2,5%), Centro-Oeste com 1,1 milhão de cabeças (2,3%) e Nordeste com 9,4 milhões de cabeças (0,9%) (Gráfico 4).

Gráfico 4



Do total de animais, 56,4% estão localizados no Nordeste brasileiro, seguidos da região Sul (Gráfico 5), onde se localiza o principal estado produtor, o Rio Grade do Sul, com rebanho de 4,0 milhões de cabeças em 2008 (4,7% a mais que em 2007), representando 35% da produção nacional (Gráfico 6).

Gráfico 5



Como vemos no gráfico 6, a Bahia se manteve na segunda posição, com um rebanho de 3,0 milhões de cabeças (queda de 2,4% sobre 2007). A terceira posição é ocupada pelo Ceará, com 2,0 milhões de cabeças (alta de 1,6% sobre 2007).

Gráfico 6



O maior número de ovinos encontra-se nos municípios de Santana do Livramento, Alegrete, Dom Pedrito e Uruguaiana, todos no Rio Grande do Sul. Os dados do número de ovinos por município brasileiro em 2008, estão apresentados na Tabela 2.

Tabela 2 Os 20 municípios com maior rebanho de ovinos em 2008, em ordem decrescente.



De 1998 a 2008, o rebanho ovino brasileiro teve uma evolução de 16,5% e o rebanho de caprinos queda de 14,6% (Gráfico 7). O rebanho efetivo de ovinos e caprinos é de 25,9 milhões de cabeças, aumento de 1,13 % frente as 25,7 milhões de cabeças de 2007. Isso significa que, mesmo com a queda do rebanho caprino de 2006 para cá, o aumento do rebanho ovino mantém o efetivo total (ovinos e caprinos) com saldo positivo.

Gráfico 7



3. Lã

Em 2008, foram tosquiados no país 3,94 milhões de ovinos, 3,7% a mais em relação ao número de 2007, resultando na produção de 11,6 mil toneladas de lã, volume 4,2% superior em relação à produção de 2007.

A criação de ovinos para a tosquia ocorre principalmente na região Sul, seguida do Centro-Oeste e Sudeste. Do total destes animais, 97,4% deles estão no Sul, mais precisamente no Rio Grande do Sul, detentor do maior efetivo com esta finalidade. Santana do Livramento, neste mesmo estado, é o maior produtor nacional de lã e também o detentor do maior rebanho de ovinos. Os dados da produção de lã em toneladas por município em 2008, estão apresentados na Tabela 3.

Tabela 3 Os 20 municípios de maior produção de lã em 2008, em ordem decrescente.



Considerações finais

Através das análises e gráficos pode-se dizer que os produtores de ovinos estão aumentando seus rebanhos e também a produção de lã, mostrando a expansão deste mercado. Este destaque se deu principalmente pelo trabalho do Rio Grande do Sul, como Estado de maior rebanho e maior produção de lã. Isso pode ser consequência da organização e investimento que esse Estado vem fazendo no setor.

Conforme visto nos gráficos, a região Nordeste possui a maior parte do rebanho caprino e ovino do Brasil, porém a região Sul foi a que apresentou maior aumento no efetivo desses rebanhos. Um dos possíveis motivos para isso, é a existência e fortalecimento de várias cooperativas e associações na região, importantes para o crescimento deste mercado, dando maior segurança aos produtores e aos compradores. O cooperativismo é um facilitador da comercialização, e isso incentiva o crescimento da atividade.

Natália Fernandes, Equipe FarmPoint, com dados do IBGE.

Avalie esse conteúdo: (4 estrelas)

Comentários

INACIO FREIRES CAVALCANTE

Campina Grande - Paraiba - Produção de ovinos
postado em 23/05/2012

GOSTARIA DE SABER A RESPEITO DA RAÇA SANTA INÊS  OVINOS

INACIO FREIRES CAVALCANTE

Campina Grande - Paraiba - Produção de ovinos
postado em 23/05/2012

PEQUENO CRIADOR DA RAÇA GOSTARIA DE SABER, COM QUE IDADE O FILHOTE DA RAÇA SANTA INÊS OVINO, DEVEÁ SER SEPARADA DA MÃE

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2019 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade