Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

A sua renda primária é oriunda da ovinocultura?

postado em 14/03/2011

10 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Atualmente, a ovinocultura é uma atividade que se encontra em expansão no Brasil. Existem diversas propriedades que já são inteiramente dependentes da atividade, porém, é sabido que muitos produtores ainda criam ovinos como uma opção secundária e com baixa exploração comercial, inclusive, usufruindo da estrutura dos bovinos.

É interessante lembrar que para que o pecuarista garanta o máximo rendimento no seu negócio, é necessário que ele possua um nº ideal de animais na propriedade para ter giro de capital e escalonamento de produção, alcançando eficiência na atividade.

O FarmPoint pergunta ao leitores: atualmente a principal renda da sua propriedade é oriunda da ovinocultura? Qual o tamanho do seu rebanho hoje? Esse número de cabeças é suficiente para o seu negócio ser rentável?

Participe deixando o seu comentário!

Equipe FarmPoint

Avalie esse conteúdo: (4 estrelas)

Comentários

Quirino de Freitas

Fernandópolis - São Paulo - Produção de ovinos
postado em 14/03/2011

Bom dia, Primeiramente parabens para o FarmPoint por levantar essas questões. Importantes.

Bom, eu crio ovinos como segunda opção na minha propriedade. Crio bovinos como atividade principal. Nunca fiz os cálculos para saber sobre a rentabilidade do meu negócio ovino. Atualmente possuo 200 cabeças, mas quero aumentar e criar mesmo.

ABRAÇOS

Igor Vaz

Pelotas - Rio Grande do Sul - Produção de ovinos
postado em 14/03/2011

70% da renda de nossa propriedade provem da ovinocultura pra lã e corte. o restante refere-se a criação de gado Angus e Shorthorn. Vale lembrar que em várias ocasioes uma atividade sustentou a outra. A ovinocultura e bovinocultura devem ser tratadas como co-irmãs.

DANILO ANTÔNIO

Torixoreu - Mato Grosso - BOVINOCULTURA, OVINOCULTURA, SUINOCULTURA.
postado em 14/03/2011

Minha renda primária vem da bovinocultura de leiteira, a ovinocultura vem em segundo lugar e bem atrás!

Pedro Alberto Carneiro Mendes

Fortaleza - Ceará - Consultoria/extensão rural
postado em 14/03/2011

É muito interessante para mim, ler sobre ovinocultura de outras regiões e poder compará-la com a situação dessa atividade no Ceará, onna qual trabalho a 15 anos.
Segundo o IBGE nosso produtor detem em média 30 cabeças e nos 25.000 que a EMATERCE orienta na atividade familiar esse número é de 29 cabeças. Com esse número de cabeças ele pode produzir, desde que atinja os maiores índices preconizados pela EMBRAPA, 12 animais por ano, todavia, a atividade existe em 100 % das propriedades, o que parece paradoxal. Mas ela existe porque constitui a principal moeda de troca desse tipo de produtor, pois com ela ele paga as´pequenas despesas correntes e ainda que raramenete consome alguns, não tem despesas e no final do ano tem a menma quantidade. ENTRETANTO NÃO PROGRIDE e assim vem se desenvolvendo a atividade a não sei nen quantos anos. Por esta razão é que escrevo tão pouco.

Tiago Schultz

Mafra - Santa Catarina - Produção de ovinos de corte
postado em 14/03/2011

Sou de uma familia que tinha como costume criar vacas de cria e plantar milho e soja. Meu vo gostava muito de animais, eu andava sempre junto olhando os bicho e dando silagem nas frias geadas do meu estado, ele adoeceu e veio a falecer. Nesse período fui estudar. Meu pai não ganhou o dom que meu avo passou para mim e no lugar de gado veio a plantação de pinus por ser áreas acidentadas. Mas deixou um pouco pra mim. Falei que eu gostava de animais e que queria seguir a tradição. Mas hoje em dia se o negócio não for bom (lucrativo) a gente fica patinando e acaba se atolando. Onde estudei aprendi a gostar de ovinos. Quando voltei pra casa tava lá o que sobrou da vacada e o negócio complicou pro meu lado. Como que eu sozinho iria cuidar desse rebanho? Aí veio a idéia de criar ovinos. E com essa criação veio o sossego de manejo e a preocupação com os investimentos que fiz meio no escuro, não sabendo se o setor era realmente rentavel. Hoje ainda a Cabanha Berro Forte fundada em 2009 esta em crescimento e pretendo crescer mais e mais. O mercado aqui esta muito bom e gosto muito da atividade. Porem as atividades principais ainda são Pinus, Eucaliptos, soja e milho.

Edgenalvo Azevedo Feitosa

Garanhuns - Pernambuco - Técnico em Agropecuária
postado em 15/03/2011

Bom dia. É muito bom ver o interesse de vocês sobre o desenvolvimento da ovinocultura brasileira isto da mais animo aos criadores. O meu plantel de ovinos ainda é pequena, é a segunda opção de produção.

IVAN EDUARDO BRUNIERA

Leme - São Paulo - Consultoria/extensão rural
postado em 15/03/2011

Bom dia. Minha propriedade é pequena (5 alq) na região de Araras e conto, atualmente com pequeno plantel de 150 matrizes. A propriedade só se manterá ´a partir de 250 matrizes (cruzadas) que, bem manejadas, produzirão 520 filhote em 3 anos (já considerados 30% de partos gemelares e com 80% de eficiência de cobertura, abortos, absorções, problemas no parto, perda de tetos, etc). Se considerarmos 520 filhotes em 3 anos resulta em 15 animais para abate/mês; considerando a carcaça de 15 kg ao preço de R$ 13,00/ Kg, teremos uma receita bruta de R$ 2.950,00; Os custos entre energia elétrica, 2 funcionários, medicamentos, nutrição, manutenção de equipamentos, veterinário, combustível, ao redor de 85% desta receita. Portanto, o resultado deste plantel seria de R$ 450,00 / mês ou R$ 5.400,00/ano. Portanto, minha experiência na produção de carne ovina demonstra, na prática, que uma propriedade poderá considerar como atividade principal a ovinocultura quando manejar bem um plantel de 250 matrizes ou mais e que a produção da alimentação deste plantel seja produzida na propriedade. Quando o produtor se organiza para processar os cortes (SIM/SISP ou SIF) a realidade é outra, pois a agregação de valor aos cortes permitirão multiplicar este resultado por 3 (no mínimo).

Gilvane de lira

Cacimbinhas - Alagoas - Produção de ovinos
postado em 17/03/2011

Minha propriedade é bastante reduzida, no entanto a ovinnocultutra é a única atividade no momento.

Roberto Ribas Filho

Brasília - Distrito Federal - Empresário
postado em 22/03/2011

Nossa família possui uma propriedade de médio porte em goiás que tradicionalmente explora a pecuária de corte semi-intensiva. Estou assumindo a fazenda, após o falecimento de meu pai, e estou avaliando a possibilidade da ovinocltura de corte como a segunda atividade econômica da fazenda.

LUIZ CARLOS NUNES DOS SANTOS

Salvador - Bahia - Produção de ovinos
postado em 13/04/2011

Minha atividade principal é a ovinocultura, e a cafeicultura é a 2ª opção.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2019 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade