Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Aftosa prejudica exportações de lã da África do Sul

postado em 22/03/2011

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

A suspensão das exportações de lã da África do Sul para Índia e China por causa da febre aftosa pode durar até dois meses. O Departamento de Agricultura, Silvicultura e Pesca da África do Sul suspendeu as exportações de bovinos, caprinos e ovinos e seus produtos no mês passado devido ao surgimento de febre aftosa no país.

As exportações de lã da África do Sul para a China foram primeiramente suspensas em agosto do ano passado, quando os veterinários sul-africanos pararam de emitir certificados de liberação pela febre de Rift Valley para lã suja e mohair, requerido pelas autoridades chinesas. A doença não parou os envios para outros países.

O gerente comercial da Merino Company, Angus Hooke, disse que os oficiais de quarentena chineses foram para a África do Sul na semana passada para negociar questões sobre a febre de Rift Valley, quando o surto de aftosa foi reportado. "Os veterinários sul-africanos disseram rapidamente que não assinariam qualquer certificado de saúde (relacionado à aftosa) para lã enviada para Índia e China".

A empresa tem um consórcio na África do Sul e sua companhia matriz, Lempriere Austrália, compra lã de clientes lá. Hooke disse que a situação forçou a empresa a buscar lã em outros locais para cumprir com os pedidos. As empresas disseram que estão processando lã na África do Sul, pois lãs semiprocessadas podem ser exportadas para qualquer país.

A reportagem é do FarmOnline.com.au, traduzida e adaptada pela Equipe FarmPoint.

Avalie esse conteúdo: (5 estrelas)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2019 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade