Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Ajude o leitor: "Os cordeiros que morreram estavam bem de estado físico e foram a óbito de repente".

postado em 18/09/2012

23 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

O produtor de ovinos Luiz Sandi, de Lages/SC, enviou um comentário para o artigo Técnicas essenciais para a instalação de um confinamento ovino. Abaixo, leia o comentário na íntegra:

"Tenho alguns cordeiros desmamados com 60 dias e já vacinados duas vezes com vacinas polivalentes pra clostridioses e desverminados com homeopatia, resultando em excelentes resultados. Há mais de 3 anos não tenho surtos de verminose.

Estes cordeiros estão em semiconfinamento aproximadamente há 30 dias com ração própria para ovinos à vontade no coxo , composta por milho moído , casca de soja, farelo de trigo e sal mineral. Acredito que esteja na proporção correta pois a ração vem pronta de fabrica. Além desta ração, eles têm à disposição bagaço de maça e levedura de cerveja úmida. Os animais estão acostumados com essa alimentação desde o nascimento junto com as mães.

O que acontece, é que tenho tido algumas mortes que não têm causa aparente. Os cordeiros que morreram estavam bem de estado físico e foram a óbito repente. A única verificação feita é que depois de algum tempo os cordeiros mortos incham. Como posso saber o que esta acontecendo? Pode ser carbúnculo mesmo que os cordeiros e as ovelhas tenham sido vacinados?

Agradeceria sua ajuda e sua opinião!"

Ajude o leitor dando a sua opinião e contando a sua experiência!

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Comentários

Magna Coroa Lima

Viçosa - Minas Gerais - Pesquisa/ensino
postado em 18/09/2012

Há várias causas de morte em cordeiros nessa idade,entre as mais importantes as verminoses e eimeriose. As clostridioses pode ocorrer mesmo o animal  vacinado pode ocorrer a doença, pois a vacina pode ter sido infectado antes do tempo da vacina proteger, e nesse periodo ele precisa da proteção passiva que ocorre pela transfencia através do colostro (mãe não vacinada, ou mesmo a ingestão inadequada de colostro ou ter ingerido o colostro 6 hs após o nascimento) ou mesmo falta ou inadequada cura do umbigo, outra coisa é a origem e armazenamento da vacina (comprar de estabelecimento que armazene corretamente a vacina (de 2 a 8ºC), bem como cuidados na aplicação (higiêne, troca de agulhas, não expor a vacina ao sol, não congelar,não deixar a temperatura ambiente, sempre usar isopor com gelo e manter a pistola dentro da caixa de isopor). Para saber se realmente foi clostridiose ou outra doença é necessário mais informações sobre sintomatologia.

Espero ter ajudado!!

gabriel silva alves

São Sebastião do Passé - Bahia - Produção de leite
postado em 18/09/2012

tive também um morte, alias 3, a ovelha pariu 2 borregos lindos pretos. De acordo com o vaqueiro, o mesmo nasceu morto, porém tenho minhas duvidas e logo depois a ovelha foi a obto, porém não houve qualquer sinal desse tipo somente a fraqueza e andar lendo antes da parição.

Fernando Baccarin

Planalto Alegre - Santa Catarina - Produção de ovinos
postado em 18/09/2012

Luiz vc tem problemas para a ovelha parir? tem que fazer alguma intervençao?nestes casos? a ovelha tem dificuldades para expelir restos da placenta. se puder me responder 3fronteiras@nti-chapeco.com.br . trabalho com ovinocultura leiteira.

Abraço!

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade