Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Ajudem o leitor: como diminuir os custos da dieta dos meus animais?

postado em 19/07/2012

8 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

O proprietário da Fazenda Santa Bárbara e produtor de ovinos, Gabriel Alves, enviou uma questão para o FarmPoint:

"Estou tentado diminuir os custos que tenho com a dieta dos meus animais. A ração que faço para os dois reprodutores que possuo (um da raça Dorper e outro da raça Santa Inês) tem a seguinte formulação:

Para 100 kg:

-58% de milho triturado (saco de 50 kg por R$ 38,00);
-25% de soja (saco de 50 kg por R$ 70,00);
-10% de trigo (saco de 30 kg por R$ 28,00);
-0,2% de sal comum (saco de 1 kg por R$ 0,70);
-3,5% de núcleo com mobesina (saco de 25 kg por R$ 82,00);
-1,5% de calcário calcítico (saco de 50 kg por R$ 16,00).

Custo total: R$ 1,10/kg.

Gostaria de saber como posso diminuir esses custos. As minhas matrizes ficam no pasto e no período da noite as prendo no aprisco, fornecendo forragem, cevada e sal mineral. Às vezes forneço para os reprodutores cevada e levedo. O custo que tenho com a cevada e com o levedo é de R$ 0,13/kg. Não sei também se estou fornecendo a quantidade de nutrientes necessária ou se estou exagerando.

Grato, Gabriel Alves".

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Comentários

Jaime de Oliveira Filho

Itapetininga - São Paulo - Consultoria/extensão
postado em 19/07/2012

Primeiro gostaria de dizer a voce que seus insumos estão um pouco com os preços elevados, sugiro que procure outros fornecedores para fazer outros orçamentos para poder abaixar os custos.
  Para voce suplementar suas ovelhas, só se as pastagens estiverem muito ruins, caso contrário não existe motivo para elas serem suplementadas todo tempo, somente suplementar as ovelhas no terço final de gestação assim mesmo se sua pastagem for fraca, agora se ela esta bonita bem verde e o escore corporal(EC)3 a 3,5 ,bem gordinhas sem aparecer os ossos pode deixar na pastagem só com sal mineral e é bom quando estiverem em lactação dar alguma coisa que voce tem fácil aí de baixo custo como a cevada(resíduo de cervejaria), se for esta, pode dar só ela para os animais mas sem adicionar água , mais pastagem.
Quanto aos reprodutores devem receber suplementação só quando estiverem em monta, caso contrário devem ficar só na pastagem, lógico que quando falamos em pastagem deve ter certa altura com bastante folha e bem verde, isso significa comida boa.

Flávio belmonte R. da Silva

São Sebastião do Caí - Rio Grande do Sul - advocacia
postado em 22/07/2012

Caro Gabriel.
Também faço minha ração. forneço às ovelhas prenhes e paridas, pois estamos em época de pouco pasto aqui no sul.
Estou surpreso com o custo dos teus insumos. Eu uso os mesmos, apenas acrescento aveia em grão - em torno de 30% - e o custo da minha ração fica na volta de 0.75 Reais o quilo.
Abraço.
Flávio

gabriel silva alves

São Sebastião do Passé - Bahia - Produção de ovinos de corte
postado em 23/07/2012

Pois bem, já procurei de diversas formas fornecedores, como moro próximo da capital, esses insumos ficam mais caros,existe uma outra cidade próxima minha localidade, mais ou menos uns 70km, mesmo assim não vale pena compra na mesma, somando todos os custos de transporte o preço fica igual ou superior.
Sobre a pastagem, tinha uma pastagem até boa de massai, porém essa propriedade é de família, e trabalhadores acabou colocando animais de grande porte, exemplo (boi), o que rebaixou drasticamente a mesma, e é nela que crio meus ovinos a todo tempo, algo em torno de 3hectares.
Sr. Jaime, elas agora até quem estão mais gordinhas sem aparecer osso, os insumos o mais baixo que achei foi núcleo por $72,00 e soja $70,00, inclusive na loja agropecuária no raio de 30kg na propriedade e caminho da mesma (sem custo sobre transporte), o preço do núcleo foi para $88,00 e soja $88 e $98(absurdooooo).

gabriel silva alves

São Sebastião do Passé - Bahia - Produção de ovinos de corte
postado em 23/07/2012

Outra coisa, meus reprodutores não ficam em pasto e sobre a monta todas as noites solto para que cruze no curral, também não tenho controle de monta se a matriz está no ciclo ou não, apenas deixo o macho junto com as mesmas.

Rodrigo Martins de Souza Emediato

São Paulo - São Paulo - Indústria de laticínios
postado em 23/07/2012

Sr. Gabriel Alves,

Independentemente do valor dos seus ingredientes, pois isso varia muito de região para região, a fórmula que o Sr. passou possui apenas 98% dos ingredientes (58% milho, 25% soja, 10% trigo, 1,5% calcário, 3,5% núcleo e 0,2% sal = 98,2%) e na minha planilha, está fórmula fechou em R$ 1,00/kg.

Os níveis de garantia desta ração concentrada deram:
PB: 19,19%
NDT: 76,81%
Ca: 1,13%
P: 0,67%
Relação Ca:P: 2,68
R$/kg: 1,00

A fórmula do concentrado é algo relativo, pois depende do manejo nutricional como um todo. O Sr. Não mencionou qual q sua pastagem, como ela se encontra atualmente, a área de pasto disponível, quantos animais estão nesta área, quanto de concentrado eles ingerem por dia.

O Sr. menciona que prende os animais a noite e fornece cevada e levedo. Quanto de cada? Que forragem é esta fornecida.

A reformulação do manejo nutricional requer mais informações, pois apesar de parece algo simples, requer um planejamento um pouco mais complexo e elaborado para que consigamos fornecer aos animais os nutrientes de forma balanceada e de acordo com a exigência de cada categoria animal. Inclusive, não foi mencionado se estes animais estão prenhes, paridas, secas, em crescimento, etc.

O fornecimento de ingredientes isolados requer atenção, pois podem provocar problemas metabólicos, como por exemplo cálculo renal com o fornecimento de ingredientes ricos em fósforo (P), como trigo e cevada (resíduo de cervejaria), farelo de arroz, etc.

De qualquer forma, como o pedido de ajuda foi para baixar o custo da ração concentrada, segue abaixo uma opção de formulação de ração concentrada, com menor custo e melhor qualidade do que a atual, pois possui maior nível de energia (ovinos são bastante exigentes em energia e muitas vezes isso é negligenciado), menor nível de fósforo (a atual está com 0,67%, nível um pouco alto, dependendo da quantidade de concentrado ingerido), e menor inclusão de núcleo. Se este núcleo utilizado for o da Tortuga, a recomendação do fabricante é de 1,5 a 2% de inclusão e este número deve ser respeitado. Cada fabricante de núcleo coloca na embalagem a quantidade recomendada de inclusão, podendo varia de 1,5 a 5% dependendo do fabricante. Se o produto for de outra marca, procure na embalagem a indicação de uso e adicione o quantidade recomendada, se for mais que 2%, diminua a quantidade de milho para que a fórmula feche em 100%.

Segue sugestão de fórmula:

Milho Quirera: 70%
Farelo de Soja: 26%
Calcário Calcítico: 2,0%
Núcleo Mineral: 2,0%

PB: 19,12%
NDT: 80,5%
Ca: 1, 12%
P:  0,47%
Relação Ca:P: 2,38
R$/kg: 0,97

Espero ter ajudado,

Rodrigo Emediato
Zootecnista


Rosano Luiz Scholz

Rondinha - Rio Grande do Sul - INSPETORIA VETERINARIA
postado em 24/07/2012

Estamos iniciando uma pequena criação e ovinos em torno de 50 femeas,a propriedade esta com uma plantação de cana em torno de 0,5 ha e uma boa parcela de capim elefante,existe a´possibilidade de aproveitar este alimento disponive e como ele deve ser usado na alimentação dos ovinos.
Obrigado e bom dia.

gabriel silva alves

São Sebastião do Passé - Bahia - Produção de ovinos de corte
postado em 24/07/2012

Rosano, pelo o que andei lendo aqui e na infobios, a cana pode ser usada como volumoso, o que deve ser feito é misturar o capim elefante com a cana no passador com pequena adição de ureia para aumentar o nível de proteína, pois cana ela é um alimento bastante fibroso e com baixo teor de proteína.

Sr. Rodrigo martins, o capim que forneço atualmente no cocho é o brachiaria piatã, pois estamos sofrendo com a seca sobre o capim de corte.Porém a área de criação que por sinal são 10 hecatres, era toda por brachiaria, onde degradou e agora plantei o Massai em 4 hectares + 1 hectare de piatã, o restante é o capim corrente e famoso humidicola comum(arenito). Por ter uma pastagem ruim evito de soltar o reprodutor, mantendo em confinamento e tenho um manejo com as matrizes semi intensivo.
Atualmente o pasto está razoável, devido a grande seca, e lotação de alguns bovinos por cupa de manejo do trabalho, mais ja resolvido.
Lotação de ovinos 14 matrizes.
Sobre a idade: Realmente não sei, mais ambas estão com próximas pois adquiri animais P.O srd santa inês de um amigo.
Se possivel, favor passar o seu e-mail.
grato
gabriel alves

Rodrigo Martins de Souza Emediato

São Paulo - São Paulo - Indústria de laticínios
postado em 25/07/2012

Sr Gabriel,

Peça meu email para a equipe do farmpoint. Não gostaria de postar meu email aqui no fórum, já recebo muitos SPAMs.
Abraço,

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário

Copyright © 2000 - 2014 AgriPoint Consultoria Ltda. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade