carregando...
Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

AL: vice-governador destaca Alagoas Mais Ovinos como potencializador da agricultura familiar

postado em 19/02/2014

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

O Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep), que financia vários projetos sociais e produtivos do Governo de Alagoas, investe na inclusão de mais de 1 milhão de alagoanos que ainda vivem abaixo da linha da pobreza. A informação é do vice-governador José Thomaz Nonô, durante entrevista concedida ao Programa “Cidadania”, apresentado pelo radialista França Moura. O vice-governador preside o Conselho Integrado de Políticas de Inclusão Social (Cipis) e deu detalhes dos programas sociais voltados a esse fim.

“O conselho gere o Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep), que financia os projetos de inclusão social e produtiva. São ações que vão além do assistencialismo. Elas se constituem em políticas públicas que objetivam o desenvolvimento e crescimento daqueles em situação de vulnerabilidade social”, explicou.

Para Nonô, os projetos têm como outro objetivo o resgate da cidadania dos alagoanos. “Trabalhamos sob o viés da inclusão social. A cidadania é viver com acesso aos serviços públicos e ter condições para a subsistência familiar. O cidadão quer crescer, ser titular dos seus recursos, ter autonomia e colocar comida na mesa”, destacou o vice-governador. “O Fundo é 100% voltado para o desenvolvimento dos pequenos”, informou. Entre os programas financiados pelo Fecoep, Nonô destacou os Programas do Leite, Cestas Nutricionais para Gestantes e Alagoas Mais Ovinos.

Agricultura familiar

Nonô ressaltou que um dos programas que tem potencializado a agricultura familiar é o “Alagoas Mais Ovinos”. O projeto gera renda para o pequeno produtor, aumento do rebanho e melhoria genética da criação de cabras e ovelhas. O programa já repassou a 850 famílias do sertão mais de 5.300 animais. “Este é uma das ações que mais cresce, e tem mostrado o resultado positivo e a importância do investimento nos pequenos agricultores”, destacou Nonô.

Ainda sobre os programas sociais em andamento no Estado, Nonô citou também o Programa do Leite que é considerado pelo governo federal o mais exitoso do País. Cerca de 80 mil famílias são beneficiadas com a distribuição, produção e venda do leite. Nele, os produtores possuem mercado garantido para comercializar o produto.

O vice-governador afirmou que, juntamente ao Programa do Leite, a distribuição de cestas de alimentos não perecíveis é um dos fatores que mais têm contribuído para a redução da mortalidade infantil em Alagoas. São mais de 450 mil cestas, atendendo a mais de 80 mil gestantes em todo o Estado, reduzindo a desnutrição no período gestacional e o número de óbitos de crianças abaixo de um ano de vida, por meio da complementação alimentar das gestantes.

As informações são da Agência Alagoas, resumidas e adaptadas pela Equipe FarmPoint.
 

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade