Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Após previsões do Bird, petróleo fecha em queda

postado em 23/06/2009

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Os preços do petróleo caíram mais de US$ 2 ontem (22), sob efeito de previsões de queda mais forte da economia global feita pelo Banco Mundial. A possibilidade de uma recessão mais profunda do que era previsto até março reforçou as preocupações dos agentes do mercado em relação a demanda pelo produto.

O contrato de WTI negociado para o mês que vem em Nova York caiu US$ 2,62, cotado a US$ 66,93. O vencimento para agosto fechou a US$ 67,50, com recuo de US$ 2,52. Em Londres, o barril de Brent para agosto declinou US$ 2,21, para US$ 66,98 e o vencimento para setembro terminou cotado a US$ 67,67, com desvalorização de US$ 2,25.

O Banco Mundial apresentou relatório ontem (22) em que projeta contração maior para a economia mundial este ano, de 2,9%. A estimativa anterior era de 1,7% de queda. Para os Estados Unidos, a estimativa é de recuo de 3% da economia. Na zona do euro, a retração deve ser de 4,5%.

"Os futuros do petróleo caíram bruscamente com o vencimento do contrato julho no fechamento e o nervosismo de investidores antes do encontro do Fed", disse Phil Flynn, analista da Alaron Trading. O entendimento geral dos analistas é de que o mercado futuro do produto antecipou a recuperação econômica, o que resultou em um rali não fundamentado. Com a percepção de que tal retomada pode levar mais tempo, o segmento passa por uma correção de expectativas.

Também contribuiu para o movimento a recuperação do dólar em relação a outras moedas, sobretudo o euro.

As informações são do jornal Valor Econômico, adaptadas e resumidas pela Equipe AgriPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2019 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade