Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Argentina: Chubut prevê implementar um Plano de Melhoramento Genético Ovino

postado em 22/02/2012

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

O Governo da Província de Chubut, na Argentina, pretende colocar em ação um Plano de Melhoramento Genético Ovino que permitirá massificar a implementação de planos de melhoramento genético com o propósito de otimizar a qualidade e a quantidade de ovinos.

Nesse sentido, o Ministério da Produção da província informou ao vice-secretário de Agricultura e Pecuária, Sergio Pena, que teve uma reunião de trabalho com o presidente da Associação Argentina de Criadores de Merino, Pablo Serres; e com o secretário dessa associação, Carlos Epper.

Esse marco foi propício para estabelecer as pautas de continuidade no melhoramento genético que vem sendo desenvolvido nos rebanhos associados e a possibilidade de transferir as mesmas para o resto dos produtores da província.

Com esse objetivo, será implementado um programa que facilitará o acesso à tecnologia, dando assistência financeira para incorporar material genético; além de melhorar a capacidade técnica de produtores e profissionais com relação ao processo de melhoramento genético.

Além disso, têm sido financiados com fundos da Lei Ovina as provas de progênie que são desenvolvidas em conjunto com o Instituto Nacional de Tecnologias Agrícolas (INTA) em seu estabelecimento de Río Mayo.

Em outra ordem, o ministro de Produção, Sergio Bohe, e o vice-secretário, Pena, reuniram-se com dirigentes da empresa OVIS XXI que expuseram a tarefa que vem sido desenvolvida com os produtores locais, que tende a obter um preço melhor de seus produtos, fundamentalmente lã, pela certificação de práticas sustentáveis com o ambiente.

Para isso, estão realizando uma importante campanha de manejo conservacionista que visa conseguir uma superfície de seis milhões de hectares sob manejo em toda a região da Patagônia para a recuperação de pastagens naturais.

Esse projeto, que conta com o aval de uma organização como o The Nature Conservancy, ONG dedicada à sustentabilidade ambiental, é uma nova alternativa para o aperfeiçoamento da produção e a obtenção de uma melhora na renda do produto baseada no pagamento de um "Serviço Ambiental".

Vale destacar que a OVIS XXI é uma empresa em rede, organizada à escala sul-americana, que integra técnicos, produtores comerciais e indústrias relacionados com os negócios baseados na produção ovina.

A reportagem é do http://chubut.lanoticia1.com, traduzida e adaptada pela Equipe FarmPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2022 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade