Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

As principais doenças que atacam o rebanho de caprinos e ovinos no Brasil

postado em 19/06/2012

20 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Um estudo realizado em nove estados do Brasil vai identificar o nível de infecção dos rebanhos de pequenos ruminantes pelas nove principais doenças que afetam caprinos e ovinos. O trabalho de campo foi concluído no Nordeste e será ampliado para mais três estados de outras regiões do país. A pesquisa, iniciada em janeiro de 2009, resultará na caracterização do perfil zoossanitário da caprinocultura e da ovinocultura tropical por território.

Três das doenças são contempladas pelo Programa Nacional de Sanidade de Caprinos e Ovinos (PNSCO), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA): Artrite Encefalite Caprina (CAE), Maedi-Visna (MVV) e Brucelose Ovina. O resultado da pesquisa envolvendo esse grupo irá subsidiar o estabelecimento do programa e orientar políticas públicas e privadas para o controle das enfermidades.

As outras seis doenças impactam negativamente a produtividade dos rebanhos, daí a importância do diagnóstico. Trata-se de Linfadenite Caseosa, Clamidofilose, Neosporose, Toxoplasmose, Língua Azul e Leptospirose. Para prevenir as doenças, é necessário aplicar as técnicas de manejo sanitário de pequenos ruminantes.

Artrite Encefalite Caprina (CAE) Leucoencefalomielite em cabritos, artrite crônica, mamite e pneumonia em adultos. A Brucelose Ovina, Epididimite nos machos, abortamento nas fêmeas, ocorrência de natimortos, nascimento de cordeiros fracos e aumento da mortalidade perinatal.

Maedi-Visna (MVV) é uma alterações nos pulmões, sistema nervoso central, glândula mamária e articulações, principalmente nos adultos. Clamidofilose, provoca abortamento e mortalidade neonatal. No caso da leptospirose, vem o abortamento. A Linfadenite Caseosa, é uma Formação de abscessos em gânglios linfáticos superficiais, podendo também acometer órgãos e linfonodos internos.

Língua Azul tem características diferentes para ovinos e caprinos. Entre os ovinos: edema na face, febre, corrimento nasal com aparecimento de crostas, vesículas na boca e nos lábios, claudicação, degeneração hialina na musculatura esquelética, aumento dos linfonodos mediastínicos, anorexia, perda de peso e morte. Entre os Caprinos: elevação da temperatura corporal e anemia leve ou aumento do volume sanguíneo das mucosas conjuntival e nasal.

Neosporose: Abortamento em rebanhos ovinos, problemas reprodutivos e distúrbios neurológicos. A Toxoplasmose, Abortamento, natimorto e morte de neonatos.

Os estados que participam das análises são os que possuem maior representatividade na caprinocultura e na ovinocultura tropical. Seis estão na região Nordeste (Ceará, Piauí, Rio Grande do Norte, Paraíba, Sergipe e Bahia), um estado é da região Centro-Oeste (Mato Grosso do Sul) e dois do Sudeste do Brasil (Minas Gerais e Rio de Janeiro).

As informações são do Nordeste Rural, adaptadas pela Equipe FarmPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Comentários

Sergio Simoes Vieira

Passa Quatro - Minas Gerais - Produção de caprinos de leite
postado em 31/10/2014

Boa tarde ,
  tenho criaçao de cabras de leite, mas as cabras mais novas estao com as narinas com secressao o que devo fazer pra parar essa secressao.


        obrigado desde ja.
                                  
                                                  Sergio .

Jaime de Oliveira Filho

Itapetininga - São Paulo - Consultoria/extensão rural
postado em 31/10/2014

Ta ,com acumulo de fezes na cama ou debaixo do estrado?

Rosi Nunes

OUTRA - OUTRO - OUTRA
postado em 21/12/2014

Boa noite
Meu carneiro começou a mancar da pata traseira,agora ele não consegue mais levantar...e ta com febre,oque eu devo fazer!!!



Muito obrigado

ROSI

cesar figueiredo

Santa Teresinha - Bahia - Pesquisa/ensino
postado em 02/04/2015

Meu carneiro tem um més   começou a mancar da pata traseira,agora ele não consegue mais levanta com febre,oque eu devo fazer não levanta  
bhm@hotmail.com.br agradeço

maria cleude

Teresina - Piauí - Produção de caprinos de corte
postado em 02/04/2015

minha ovelha está gravida, apresenta rigidez e retrosamento no pescoço. O que será?

gislane brilhante

Campo Redondo - Rio Grande do Norte - OUTRA
postado em 10/04/2015

minha ovelha começou a ficar com as patas traseiras rigidas e depois caiu e não levantou mais. ela está caída e com os musculos e pescoço rigidos. o que pode ser?
gislanebrilhante@hotmail.com
obrigada.

Thays Morais

OUTRA - OUTRO
postado em 17/06/2015

Boa Tarde,

Tenha uma criação de carneiros e de alguns ovinos. Nos carneiros, em três destes apareceram abcessos na região abaixo do ângulo do maxilar, como se fosse no tecido subcutâneo, fica como uma" bolsa" e dentro desta "bolsa"  um caroço, no decorrer dos dias esta "bolsa" começou a diminuir  e ficar apenas o caroço, porém logo depois os carneiros, os três chegaram a óbito.
Este doença não apareceu nos três simultaneamente.
Desde já os agradeço muito.
E- mais: thaysverissimo@hotmail.com

river cley amaral

Porto Velho - Rondônia - Produção de ovinos de corte
postado em 19/06/2015

OLA, ESTOU COM PROBLEMA GRAVE CO MINHAS OVELHAS, AJUDE ME POR FAVOR
AS OVELHAS COMEÇA DESMANIAR REBANHO E EMAGRECER COM CORRIMENTO NASAL BRANCO APOS UNS 10 DIAS, DEPOIS O CORRIMENTO FICA COM SANGUE, DEPOIS DE UNS VINTE DIAS ESTUFA UM OLHO E FICA BRANCO E APROXIMADAMENTE 40 DIAS MORRE MUITO MAGRA.

river cley amaral

Porto Velho - Rondônia - Produção de ovinos de corte
postado em 19/06/2015

OLA, ESTOU COM PROBLEMA GRAVE COM MINHAS OVELHAS, AJUDE ME POR FAVOR
AS OVELHAS COMEÇA DESMANIAR REBANHO E EMAGRECER COM CORRIMENTO NASAL BRANCO APOS UNS 10 DIAS, DEPOIS O CORRIMENTO FICA COM SANGUE, DEPOIS DE UNS VINTE DIAS ESTUFA UM OLHO E FICA BRANCO E APROXIMADAMENTE 40 DIAS MORRE MUITO MAGRA.
JÁ TIVE PERDA DE MAIS DE 10 ANIMAIS COM ESSES SINTOMAS
AJUDE ME

Edgard Batista de lima

Barra do Chapéu - São Paulo - Produção de caprinos de leite
postado em 29/06/2015

também estou com problema em meu pequeno rebanho, dois carneiros ficaram com problemas na coordenação motora das pernas dianteira ia andar e caia logo  depois as pernas traseira e caiam um ficou doente por seis dias e  morreu  pois não procurei remédio pois pensei que fosse raiva e não t em cura logo depois o segundo carneiro meu reprodutor  já fazem 19 dias q2ue ele esta  caído  não morre e não sara o que poderia ser?

Elaine Fernandes Moreira

Porto Firme - Minas Gerais - agricultor
postado em 30/06/2015

A minha cabra engeriu um plastico, o que devo fazer o mais rapido???

river cley amaral

Porto Velho - Rondônia - Produção de ovinos de corte
postado em 30/06/2015

OLA, EDGARD, NO CASO DE MEU REBANHO QUE PERDI VARIAS CABEÇAS E O CHAMADO VERME DA CABEÇA, QUE INSTALA NO CÉREBRO DIFICULTANDO CORDENAÇAO MOTORA DO ANIMAL, SE O VERME TIVE INSTALADO NA CABEÇA NAO A REMÉDIO, AGORA VC. PRECISA PREVENI COM VERMIFUGO PARA NÃO AFETA MAS ANIMAIS

Andreia Costa

Bady Bassitt - São Paulo - Normal
postado em 08/07/2015

Minha carneira não consegue andar ,ela levanta  tremula da um passo e cai !

Marcelo J Bottin

Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Estudante
postado em 16/07/2015

Olá, preciso da ajuda de vocês. Tenho uma pequena criação de cabras, que recentemente está sendo vítima de uma doença que desconheço. A princípio são cabras saudáveis, bem nutridas que passam a emagrecer, comer muito pouco e morrem. No início elas parecem ficar mais prostradas, afastadas um pouco do grupo. Depois começam a ficar fracas, e quase não se locomovem. Não percebo edema nas articulações. Tenho a impressão que o ficam com a face um pouco edemaciada. Ficam arrepiadas. Por vezes começam a se alimentar e seguidamente param como se estivessem com algum sintoma neurológico - ficam estáticas. Muitas delas abortaram. Já chamei o veterinário da minha região, o qual não sabe o que fazer. Se possível, peço ajuda de vocês. Att, Marcelo.
Contato: marcelojbottin@hotmail.com

Maria de Fátima Florencio

Catende - Pernambuco - Pequeno criador
postado em 29/07/2015

Estou com um problema, que estar me deixando muito preocupado.Os ovinos macho ficam com muitas gases , e depois o pênis sai por completo e chega a óbito.      Nos ajude por favor.

flavio de sousa carvalho

Tacaratu - Pernambuco - Estudante
postado em 07/08/2015

tenho um bode que não consegue se levantar, estar com os membros paralisados e com o pescoço se tremendo, o que será e como tratar

flavio de sousa carvalho

Tacaratu - Pernambuco - Estudante
postado em 07/08/2015

estou com um bode doente, os sintomas são paralisia nos quatro membros e não consegue se firmar em pé, também fica jogando o pescoço de um lado para outro, o que será e como devo tratar a doença, se é que tem cura

Marcia

Santiago - Rio Grande do Sul - Estudante
postado em 08/08/2015

Temos uma ovelhinha que estamos criando guacha, faz mais ou menos qinze dias que está aqui, e começando a pastar , ontem já não mamou muito
e hoje não quiz nada e está com a respiração ofegante e quer ficar deitada.  O que fazemos?

Rosny Aryon Conrad

OUTRA - OUTRO - OUTRA
postado em 17/08/2015

As linguagens usadas são muito complicadas de se entender, muitos veterinários não entendem e pior pra gente como eu bastante leigo no assunto, deveriam escrever e explicar com uma linguagem popular. Seria mais interessante e proveitoso a todos nós que criamos ovelhas.

LUIS SILVA LUIS SILVA NOLETO

Brasília - Distrito Federal - Produção de caprinos de corte
postado em 17/08/2015

Boa tarde a todos tenho uma criação de caprinos e um cabrito de 10 dias amanheceu muito mole com dificuldade de mamar e com tremores, e dois dias depois morreu, algum caso parecido com esse e qual a posivel doença.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2015 AgriPoint Consultoria Ltda. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade