Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

As principais doenças que atacam o rebanho de caprinos e ovinos no Brasil

postado em 19/06/2012

1 comentário
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Um estudo realizado em nove estados do Brasil vai identificar o nível de infecção dos rebanhos de pequenos ruminantes pelas nove principais doenças que afetam caprinos e ovinos. O trabalho de campo foi concluído no Nordeste e será ampliado para mais três estados de outras regiões do país. A pesquisa, iniciada em janeiro de 2009, resultará na caracterização do perfil zoossanitário da caprinocultura e da ovinocultura tropical por território.

Três das doenças são contempladas pelo Programa Nacional de Sanidade de Caprinos e Ovinos (PNSCO), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA): Artrite Encefalite Caprina (CAE), Maedi-Visna (MVV) e Brucelose Ovina. O resultado da pesquisa envolvendo esse grupo irá subsidiar o estabelecimento do programa e orientar políticas públicas e privadas para o controle das enfermidades.

As outras seis doenças impactam negativamente a produtividade dos rebanhos, daí a importância do diagnóstico. Trata-se de Linfadenite Caseosa, Clamidofilose, Neosporose, Toxoplasmose, Língua Azul e Leptospirose. Para prevenir as doenças, é necessário aplicar as técnicas de manejo sanitário de pequenos ruminantes.

Artrite Encefalite Caprina (CAE) Leucoencefalomielite em cabritos, artrite crônica, mamite e pneumonia em adultos. A Brucelose Ovina, Epididimite nos machos, abortamento nas fêmeas, ocorrência de natimortos, nascimento de cordeiros fracos e aumento da mortalidade perinatal.

Maedi-Visna (MVV) é uma alterações nos pulmões, sistema nervoso central, glândula mamária e articulações, principalmente nos adultos. Clamidofilose, provoca abortamento e mortalidade neonatal. No caso da leptospirose, vem o abortamento. A Linfadenite Caseosa, é uma Formação de abscessos em gânglios linfáticos superficiais, podendo também acometer órgãos e linfonodos internos.

Língua Azul tem características diferentes para ovinos e caprinos. Entre os ovinos: edema na face, febre, corrimento nasal com aparecimento de crostas, vesículas na boca e nos lábios, claudicação, degeneração hialina na musculatura esquelética, aumento dos linfonodos mediastínicos, anorexia, perda de peso e morte. Entre os Caprinos: elevação da temperatura corporal e anemia leve ou aumento do volume sanguíneo das mucosas conjuntival e nasal.

Neosporose: Abortamento em rebanhos ovinos, problemas reprodutivos e distúrbios neurológicos. A Toxoplasmose, Abortamento, natimorto e morte de neonatos.

Os estados que participam das análises são os que possuem maior representatividade na caprinocultura e na ovinocultura tropical. Seis estão na região Nordeste (Ceará, Piauí, Rio Grande do Norte, Paraíba, Sergipe e Bahia), um estado é da região Centro-Oeste (Mato Grosso do Sul) e dois do Sudeste do Brasil (Minas Gerais e Rio de Janeiro).

As informações são do Nordeste Rural, adaptadas pela Equipe FarmPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Comentários

Sergio Simoes Vieira

Passa Quatro - Minas Gerais - Produção de caprinos de leite
postado há 18 horas e 30 minutos atrás

Boa tarde ,
  tenho criaçao de cabras de leite, mas as cabras mais novas estao com as narinas com secressao o que devo fazer pra parar essa secressao.


        obrigado desde ja.
                                  
                                                  Sergio .

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2014 AgriPoint Consultoria Ltda. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade