Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Aumento do preço do algodão não significa que preços da lã aumentarão, dizem especialistas

postado em 30/01/2013

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

 O aumento nos preços do algodão não significa que os preços da fibra rival, a lã, aumentarão – em parte devido às dúvidas da duração do aumento no preço, mas também, graças a certo enfraquecimento nos fundamentos do mercado de lã.

Embora os futuros do algodão tenham caído nas ofertas iniciais na sexta-feira (0,9%), o declínio representaria somente o primeiro em oito sessões e sobre o qual ainda permanecerão 9% à frente.

Entretanto, o National Australia Bank (NAB) previu uma queda de 13% nos preços da fibra concorrente, a lã, durante 2012-13, até novembro, deixando o indicador de referência do mercado oriental em A$ 11,30 (US$ 11,77) por quilo. O banco Commonwealth Bank of Australia (CBA) previu que o indicador ficará em média em A$ 9,20 (US$ 9,58) por quilo em dezembro, um preço que seria o menor em três anos.

A Austrália é o maior exportador de lã do mundo. Embora o rebanho ovino australiano esteja 25%, ou 25 milhões de cabeças, a menos que os níveis de 2003-04, e os produtores tenham mudado da produção de animais Merino produtores de lã para variedades produtoras de carne, a produção deverá aumentar 4% em 2012-13, disse o NAB. “Significativamente, a lã fina deverá representar uma proporção maior do total”.

Além disso, o preço da lã pode não fornecer tanto suporte, considerando que a razão do preço da lã com relação ao do algodão, em termos de dólares australianos, está em nível histórico (duas vezes o nível alcançado no começo de 2011) quando os preços do algodão alcançaram níveis recordes.

De fato, “a pressão competitiva dos preços do algodão deverá continuar, considerando os estoques globais de algodão relativamente altos”, além de um mercado “particularmente fraco” na zona do Euro. O banco disse que sua previsão de preço “reflete sua visão sobre a robustez das economias chinesa e dos Estados Unidos, enquanto reconhece o atual enfraquecimento na demanda da Europa”.

No Commonwealth Bank of Austrália, o analista de commodities agrícolas, Luke Mathews, disse que a China representou “o único ponto brilhante” na demanda por lã. “A China é agora o maior mercado da Austrália, comprando 75% das exportações totais de lã australiana”, disse ele. Entretanto, isso “não foi resultado da expansão da demanda chinesa, mas sim, do declínio nas exportações a outros destinos”.

De fato, o banco estava prevendo “baixa demanda global por lã têxtil, forte taxa de câmbio entre dólar australiano e dólar americano e preços mais baixos do algodão pesando sobre os preços da lã australiana durante 2013”.

De fato, o CBA previu que os preços do algodão voltarão para uma média de 70 centavos (centavos de dólar) por libra em dezembro. “Aumentos similares nos mercados globais de algodão foram observados em junho de 2012 e outubro de 2012”, disse Mathews.

Em 29/01/13 – 1 Dólar Australiano = US$ 1,04210
0,95919 Dólar Australiano = US$ 1 (Fonte: Oanda.com)

A reportagem é do Agrimoney, traduzida e adaptada pela Equipe FarmPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade