Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

AUS: exportação de carne de cordeiro caiu 6% em 2010

postado em 12/01/2011

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

As exportações de carne de cordeiro da Austrália alcançaram 155.496 toneladas em 2010, de acordo com dados do Departamento de Agricultura, Pesca e Silvicultura do país, 6% a menos que o exportado em 2009 (165.000 toneladas). Apesar do declínio de 6%, em 2010 ocorreu o terceiro maior registro anual - caracterizado por uma menor oferta de cordeiros, altos preços, dólar australiano alcançando paridade com dólar dos Estados Unidos e demanda resistente do Oriente Médio e Sudeste da Ásia.

Pela primeira vez, as exportações de carne de cordeiro da Austrália para o Oriente Médio (36.670 toneladas, 2% a mais que em 2009) ultrapassaram as vendas aos Estados Unidos (34.098 toneladas, 11% a menos que no ano anterior). Ajudados pelas boas previsões econômicas e forte demanda dos consumidores, os envios ao Oriente Médio foram impulsionados por uma aparente resistência à recessão das economias dos Estados do Golfo, incluindo o Irã.

O Sudeste da Ásia continuou crescendo como destino para a carne de cordeiro australiana em 2010, 40% a mais que em 2009, para 9.366 toneladas, com a Malásia, o Vietnã e Cingapura sendo os principais mercados. As exportações de carne de cordeiro à União Europeia (UE) caíram 13% com relação ao ano anterior, para 11.943 toneladas, com os altos preços e a fraca demanda dos consumidores impactando nos envios.

A oferta limitada de carne de cordeiro australiana também afetou as exportações ao Japão, que caíram 8%, para 7.689 toneladas, e para a África (excluindo África do Sul), com queda de 39%, para 4.001 toneladas. Maiores volumes em 2010 foram exportados para poucos mercados menores, incluindo Europa (outros países de fora da UE), com aumento de 4%, para 3.464 toneladas; África do Sul, com aumento de 4%, para 2.983 toneladas; e Coreia do Sul, com aumento de 15%, para 2.094 toneladas.

A reportagem é do Meat and Livestock Australia (MLA), traduzida e adaptada pela Equipe FarmPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2019 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade