Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Austrália busca mercado da UE para carne de cordeiro

postado em 08/08/2008

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Nem tudo está perdido no que se refere ao objetivo da indústria de carne ovina da Austrália de entrar no mercado de alto valor da Europa. Apesar do fracasso nas negociações comerciais da rodada de Doha, da Organização Mundial do Comércio (OMC), líderes da indústria estão com esperança de que, mesmo com o forte protecionismo, a União Européia (UE) poderá comprar mais carne de cordeiro australiana.

Apesar do desapontamento com o fracasso nas negociações dado o enorme potencial para a carne de cordeiro australiana na Europa, o presidente do Conselho de Carne Ovina, Chris Groves, disse que existem ainda outros caminhos a serem explorados.

"Precisamos trabalhar com países individuais e, deste ponto de vista, temos obtido algum sucesso com a França. Como um país que em breve se tornará importador líquido de carne ovina, o país está aberto à idéia de aceitar a carne de cordeiro australiana e isso já falado com o ministro da Agricultura francês há 18 meses, quando ele esteve na Austrália".

Acordos similares levaram à entrada massiva e bem sucedida de carne de cordeiro no mercado dos Estados Unidos, agora o principal mercado internacional para a carne de cordeiro australiana.

A chave para fechar esses acordos, de acordo com Groves, é trabalhar com a indústria ovina desses países. "Mostramos que podemos fazer isso não somente nos EUA, mas também na África do Sul".

Infelizmente, o valorizado mercado do Reino Unido continuará dominado pela indústria neozelandesa com o fracasso das negociações de Doha.

A reportagem é do Stock & Land.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade