Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Austrália: carne de cordeiro começa a ocupar espaço da carne bovina

postado em 31/08/2012

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

A recente redução de preços da carne de cordeiro vista no varejo australiano - liderada pelos principais supermercados, mas agora evidente em todo o comércio varejista - poderá começar a impactar na participação do mercado da carne bovina, acreditam os membros do setor.

Os principais supermercados da Austrália disseram que 13-15% das vendas de carnes resfriadas equivaleram à carne de cordeiro. Porém, isso poderia facilmente alcançar 18-20% por curtos períodos, sugeriram eles. Vendas de carne de cordeiro nesse nível inevitavelmente invadiriam a participação do mercado da carne bovina, disseram eles.

"Isso começou há algumas semanas atrás, com a Coles e a Woolworths reduzindo os preços e até mesmo o Mc Donald's oferecendo hambúrgueres de cordeiro pela primeira vez a nível de food service. Aldis, IGAs e outros grandes varejistas estão todos tentando comprar carne de cordeiro no momento.

De acordo com os últimos dados mensais da Neilsen Homescan, a carne de cordeiro atualmente tem sua maior participação no mercado varejista com relação a outras proteínas vermelhas e brancas em um tempo considerável, representando 13,9% de todas as vendas de carnes em julho. Esse dado é 1% a mais (de todas as vendas de proteínas) desde janeiro, e é resultado dos menores preços no varejo, sugere o Meat and Livestock Australia (MLA). No entanto, ainda há muito caminho para chegar na participação da carne bovina, que é de 39,2% de acordo com a última pesquisa.

O atual aumento no interesse por cordeiros direcionado por supermercados tem sido apoiado por uma oferta mais forte nesse ano e, consequentemente, preços menores.

Em suas recentes projeções de meio de ano, o MLA reportou que os abates de cordeiros no ano passado foram de 17,95 milhões de cabeças, 3,5% a menos que no ano anterior devido à retenção de ovelhas e cordeiros para aumentar o número de animais. Durante 2012, entretanto, os abates de cordeiros deverão aumentar 7,4%, para 19,27 milhões de cabeças - como resultado de mais ovelhas de cria e outra estação favorável. Os abates de cordeiros australianos deverão continuar expandindo, segundo o MLA, alcançando 22,4 milhões de cabeças em 2016, 25% a mais que a recente baixa registrada em 2011.

Uma pesquisa junto aos produtores conduzida pelo MLA e pelo Australian Wool Innovation (AWI) em outubro do ano passado indicou que existem cerca de 31,3 milhões de cordeiros na Austrália atualmente. A maioria com menos de cinco meses de idade (71%), com 24% entre cinco e nove meses. A pesquisa mostrou que 11,6 milhões de cordeiros deverão ser vendidos nos próximos quatro meses (entre novembro de 2011 e fevereiro desse ano). Os abates nacionais de cordeiros novamente deverão alcançar picos no último trimestre desse ano, começando em outubro.

Novamente refletindo a boa estação, os pesos médios das carcaças de cordeiros em 2011 foram os maiores registrados, de 22,2 quilos, após boas condições de pastagens na maioria do país permitindo que os produtores segurassem os animais mais tempo para ganhar peso extra. Esse aumento nos pesos compensa o declínio nos abates de cordeiros do ano passado e traz a produção total de carne de cordeiro para 2011 para 399.000 toneladas, virtualmente idêntica à do ano anterior.

Nesse ano, as principais regiões produtoras de carne ovina se viram em uma posição favorável novamente. Os pesos das carcaças deverão cair levemente em 2012, com mais cordeiros estimulando abates precoces. A produção total de carne de cordeiro nesse ano deverá ser de 424.000 toneladas, 6,4% de aumento com relação a 2011, devido ao número maior apresentado para abate.

Considerando uma estação mais normal em 2013, os pesos médios das carcaças deverão cair no próximo ano, antes de começar a aumentar a partir de 2014 de acordo com os ganhos de lucratividade em longo prazo. Até 2016, o MLA espera que a produção de carne de cordeiro da Austrália alcance 500.000 toneladas, 25% a mais que em 2011.

Embora o dólar australiano tenha ficado historicamente alto na maior parte de 2012, os menores preços na cadeia de fornecimento garantiram que a carne de cordeiro australiana ainda é atraente para os mercados externos. Até 2016, as exportações deverão representar mais de 50% de toda a produção de carne de cordeiro pela primeira vez. Isso irá potencialmente consumir parte dos maiores volumes sendo apresentados no mercado doméstico.

A reportagem é do www.beefcentral.com, traduzida e resumida pela Equipe FarmPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade