Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Austrália: exportadores de ovinos devem mudar foco

postado em 03/10/2012

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Os exportadores de ovinos da Austrália devem mudar seu foco nos países do Oriente Médio, clientes de longa data, após um lote ter sido rejeitado por Bahrain e Paquistão, disse a Federação de Produtores Rurais da Austrália Ocidental.

O Departamento de Agricultura, Pesca e Silvicultura (DAFF) retomou as licenças de exportação para produtores de ovinos após um impasse comercial ter sido desencadeado por questões de saúde relacionadas aos envios de cerca de 21.000 animais.

Estimativas do número de ovinos que foram abatidos no Paquistão após serem rejeitados em Bahrain variam entre 700 e 7000, disse o porta-voz do DAFF, mas os dados corretos foram provavelmente os menores.

Os importadores violaram os termos do memorando de entendimento ao enviar o lote de volta, disse o presidente da Federação, Dale Park. Ele disse que os exportadores deveriam passar a focar em Omã, Qatar, Kuwait e Jordânia. "Não podemos nos permitir outro fiasco como o que ocorreu no Paquistão, de forma que a melhor maneira de evitar isso é não voltar aos locais que lhe causaram problemas", disse ele. "E temos muitos mercados que realmente querem nossos ovinos".

Park disse que o problema do Paquistão estava relacionado à questões de "mistura política e financeira", não à saúde dos animais. Não vale a pena para os exportadores enviar seus ovinos a Bahrain ou Paquistão se houver uma chance de eles serem rejeitados, ocorrendo outro golpe ao comércio de ovinos.

O DAFF disse que os exportadores precisam agora tomar medidas extras para resolver possíveis atrasos ou recusas às cargas.

A reportagem é do www.theaustralian.com.au, traduzida e adaptada pela Equipe FarmPoint.

Avalie esse conteúdo: (4 estrelas)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2019 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade