Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Austrália exportou 5% mais carne de carneiro em 2008

postado em 15/01/2009

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Apesar do valorizado dólar australiano durante a primeira metade de 2008, as exportações de carne de carneiro da Austrália no ano passado aumentaram em 5% com relação aos níveis de 2007, para 157,689 mil toneladas. A maior produção de carne de carneiro em 2008 coincidiu com uma forte demanda de exportação, com maiores envios ao Oriente Médio, Comunidade dos Estados Independentes (CEI) - ex-União Soviética -, e Ásia.

Os envios ao Oriente Médio em 2008 (representando 32% do total as exportações de carne de carneiro da Austrália em todo o ano) aumentaram em 4% com relação ao ano anterior, para 50,491 mil toneladas - o maior volume de exportação desde 1993. A próspera construção do setor no Oriente Médio durante o ano foi um direcionador chave por trás do aumento, à medida que as importações de carne de carneiro forneceram alimentos para milhares de trabalhadores diariamente. Os envios a Dubai aumentaram em 28%, para 10,573 mil toneladas, enquanto os envios à Arábia Saudita declinaram em 7%, para 20,758 mil toneladas, à medida que a competição com importações de ovinos vivos mais baratos do Sudão e da Somália reduziu a demanda pelo produto australiano.

O CEI também mostrou um importante crescimento de mercado para a carne de carneiro australiana em 2008, com os envios aumentando em 28% com relação ao ano anterior, para 10,425 mil toneladas. As menores ofertas domésticas de proteína e a maior renda na Rússia impulsionaram a demanda durante o ano, tornando as exportações aos CEI em 2008 no segundo maior nível desde 1992. As exportações de carne de carneiro da Austrália à União Européia (UE) também foram fortes em 2008, aumentando em 6%, para 7,433 mil toneladas.

Os mercados da Ásia também se mantiveram firmes contra a influência do maior dólar australiano durante o ano, com os maiores envios registrados na maioria dos mercados. As exportações de carne de carneiro ao Japão aumentaram em 1%, para 7,085 mil toneladas; para a Malásia, o aumento foi de 8%, para 7,004 mil toneladas; para Cingapura, 14%, para 7,052 mil toneladas; para Coréia, 52%, para 1,181 mil toneladas; para Papua-Nova Guiné, 7%, para 4,873 mil toneladas e para a China, o aumento foi de quase três vezes, para 4,262 mil toneladas. Taiwan foi a exceção, com os envios caindo em 2% com relação ao ano anterior, para 7,501 mil toneladas.

Apesar de cair 8%, o segundo maior mercado de exportação de carne de carneiro da Austrália em 2008 foi a África do Sul, com exportações de 13,68 mil toneladas. Similarmente, as exportações para os Estados Unido declinaram em 2008 - em 22%, para 13,415 mil toneladas -, principalmente devido à valorização da moeda australiana no começo do ano.

A reportagem é do Meat and Livestock Australia (MLA), traduzida e adaptada pela equipe FarmPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade