Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Austrália: seca aumenta abates em 2006

postado em 21/02/2007

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

O número de ovinos abatidos na Austrália em 2006 totalizou 13,1 milhões de cabeças - 13% a mais que e 2005, à medida que a seca resultou em um maior número de animais sendo abatidos, segundo dados do Australian Bureau of Statistics publicados no site do Meat and Livestock Austrália (MLA).

Entretanto, enquanto os níveis de abates de 2006 foram os maiores desde 2002, os números totais permaneceram bem abaixo dos níveis registrados durante a década de noventa, quando os abates anuais ficavam em entre 14,5 a 18,75 milhões de cabeças.

Grande parte do aumento no abate de ovinos ocorreu durante a segunda metade do ano, à medida que a primavera muito seca levou à redução na oferta de alimentos e água para os animais. O número de abates de ovinos durante o trimestre de julho a setembro aumentou 14% com relação ao mesmo período de 2005, para 2,74 milhões de cabeças, enquanto os abates no último trimestre do ano aumentaram 30%, para 4,1 milhões de cabeças. Os níveis de abates no segundo trimestre do ano, na verdade, declinaram 3%, enquanto os volumes no primeiro trimestre do ano aumentaram 9%.

Correspondendo ao aumento no abate de ovinos em 2006, a produção de carne de carneiro no ano também aumentou, 12%, para 269,416 mil toneladas. No entanto, as condições climáticas desfavoráveis fizeram com que muitos ovinos entrassem no mercado a pesos mais baixos, com os pesos médios de carcaças no ano caindo com relação aos níveis de 2005 (20,72 quilos por cabeça) e 2004 (20,90 quilos por cabeça), para 20,5 quilos por cabeça.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2022 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade