Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

BA: jovens são beneficiados com projeto "Cabra Escola"

postado em 04/05/2009

2 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

O projeto social Cabra Escola, uma parceria entre a Pfizer e o Movimento de Organização Comunitária (MOC), tem muito o que comemorar no ano que passou. Foram atendidas em 2008 aproximadamente 117 famílias, o equivalente a 702 pessoas (468 crianças) nos cinco municípios em que o programa foi implantado no ano passado: Araci, Riachão do Jacuípe, Pé de Serra, Serrinha e Queimadas.

As pessoas assistidas pelo Cabra Escola tiveram melhora significativa na qualidade de vida. A média de animais nas propriedades das famílias, ao completarem três anos de projeto, quadruplicou e a renda anual cresceu 32%. O consumo médio diário de leite subiu de 0,8 para 1,9 litro por família, reduzindo em 47% a taxa de desnutrição infantil.

Cada família de pequenos agricultores, ao tirar seus filhos das lavouras e os levarem às escolas, recebem a oportunidade de fazer cursos de capacitação para construção da infra-estrutura necessária em suas propriedades para criação de cabras. Entre esses cursos, que são complementados por visitas técnicas, estão os de manejo dos caprinos, aproveitamento da terra, gerenciamento de recursos hídricos, estruturação da propriedade e comercialização do leite e da carne.

Todos os grupos familiares são beneficiados com uma carta de crédito para financiamento das obras e também para a compra dos animais, que acontece durante a feira anual promovida pelo próprio projeto, a Feira de Caprinos. A partir disso, as famílias têm dois anos para iniciar o pagamento da dívida e até quatro anos para quitá-la. O valor pago vai para um fundo de investimento que é utilizado para financiar a participação de outras famílias no projeto.

Considerado modelo de experiência pela Unicef e pelo Banco Mundial, o Cabra Escola foi lançado em 2002. De lá para cá, a iniciativa já beneficiou 5.627 pessoas em 787 famílias de agricultores nos 17 municípios do semiárido da Bahia que integram o programa. O projeto conseguiu ainda manter 2.943 crianças e adolescentes na escola.

De 2002 a 2008, o Projeto Cabra Escola beneficiou os seguintes municípios: Serrinha, Ichú, Riachão do Jacuípe, Pé de Serra, Nova Fátima, Conceição do Coité, Barrocas, Quijingue, Nordestina, Queimadas, Retirolândia, Tucano, São Domingos, Araci, Teofilândia, Capela do Alto Alegre e Cansanção, todos na região semiárida da Bahia.

Em 2009, o Cabra Escola contemplará as cidades de Santa Luz, Monte Santo, Valente e Conceição do Coité, totalizando 80 famílias que possuem no máximo 10 hectares de terra e têm crianças em idade escolar e serem cadastradas no Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI).

As informações são do site InvetNE, resumidas e adaptadas pela equipe FarmPoint.

Avalie esse conteúdo: (5 estrelas)

Comentários

Gilberto Fontes

Vitória da Conquista - Bahia - Produção de leite
postado em 04/05/2009

Prezados Srs,

Continuem a contribuir com a ovinocaprinocultura com o excelente trabalho praticado pela FARMPOINT. Muito bom conteúdo e de fácil entendimento,com reportagens atuais. Realmente é o point dos criadores de caprino e ovinos.
Fraterno abraço,

Gilberto Fontes

Paulo R.C.Cordeiro

Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Indústria de laticínios
postado em 05/05/2009

Os projetos que envolvem cabras, sempre tem uma grande aceitação pelas crianças e a produção do leite desta maneira sempre é muito bem aceita pela comunidade envolvida.

Parabéns e muito sucesso.
Paulo

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2021 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade