Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

BA: Projeto Sertão Produtivo entrega 2,7 mil animais

postado em 12/02/2009

1 comentário
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Mil e duzentas famílias, de cinco municípios da Região Sisaleira, serão beneficiadas com a distribuição de 2,7 mil caprinos e ovinos. O ato de entrega dos animais acontece, nesta quinta-feira (12), às 14h, na Praça Morena Bela, no município de Serrinha, com a participação do governador do Estado, Jaques Wagner, do secretário da Agricultura, Roberto Muniz e aproximadamente 1,2 mil agricultores familiares.

Os animais chegarão em 9 caminhões, no parque de exposições da cidade, onde serão inspecionados por técnicos da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab) e da Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA).

Serão destinados ao Território do Sisal, até o final deste mês, seis mil matrizes mestiças e 200 reprodutores Puros de Origem (PO). Até o momento, 600 famílias, de dez municípios, já foram contemplados com a distribuição e até o dia 23 de abril, 38,265 mil animais serão distribuídos em todo o semiárido.

A Superintendência da Agricultura Familiar (Seagri/Suaf), por meio do projeto Sertão Produtivo, desenvolve uma série de ações voltadas para a promoção do desenvolvimento do semiárido. O programa tem um aporte de recursos de R$ 12 milhões para o estímulo à ovino-caprinocultura, que compõe o Programa Terra de Valor.

"É nesta atividade que muitos produtores encontram uma fonte de renda para a sua família. Nesse contexto, o Governo do Estado será mais um aliado ao pequeno produtor, fornecendo estrutura hídrica, manejo sanitário, assistência técnica e capacitação, no sentido de garantir uma maior qualidade e produtividade do rebanho", afirma o secretário da agricultura, Roberto Muniz.

O impacto do melhoramento genético do rebanho na região é garantido pela distribuição dos animais em regime de doação rotativa, quando as famílias beneficiadas, nessa fase, doarão a mesma quantidade de animais para uma segunda família, num prazo de 18 meses. "É uma alternativa vantajosa de incremento da renda. São raças de dupla aptidão (carne e leite) que se adaptam muito bem ao semiárido, com fertilidade alta e custo de criação mais barato", avalia o superintendente da Suaf, Ailton Florêncio, que destaca a participação das comunidades como um elemento importante do projeto.

Além da aquisição de matrizes e reprodutores, serão distribuídos aos agricultores familiares kits para ensilagem de forrageiras para reserva estratégica alimentar do rebanho, para o período de estiagem, que estão em processo de licitação.

A ação é fruto da parceria entre a Secretaria da Agricultura Irrigação e Reforma Agrária (Seagri), por meio da Superintendência da Agricultura Familiar (Suaf), da Adab e da EBDA, e a Secretaria de Desenvolvimento e Integração Regional (Sedir), coordenadora do Programa Terra de Valor.

As informações são do portal InvestNE, adaptadas e resumidas pela Equipe FarmPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Comentários

Paulo José Theophilo Gertner

Lauro de Freitas - Bahia - Médico Veterinário
postado em 12/02/2009

Blz! Vamos pra frente Bahia, Brasil!

é isso ai! Que todos os governantes do Brasil abram os olhos para a força de transformação que a caprino-ovinocultura tem na roça.

Sucesso a todos os novos criadores e técnicos envolvidos.

Inté...

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2022 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade