carregando...
Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Bahia e Rio Grande do Sul podem expandir ovinocaprinocultura no país

postado em 05/12/2013

1 comentário
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

A Bahia, maior Estado produtor de caprinos do Brasil, e o Rio Grande do Sul, maior produtor nacional de ovinos, poderão firmar acordo para a expansão dos rebanhos no país, e trabalhar em parceria com programas de melhoramento genético, exportação e sanidade, dentre outros aspectos.

A proposta foi discutida pelo secretário Estadual da Agricultura da Bahia, Eduardo Salles, e o presidente da Câmara Setorial de Ovinos e também presidente da Associação Brasileira de Criadores de Ovinos (Arco), Paulo Afonso Schwab, na última terça, dia 3.

“A Bahia ainda importa rebanho de ovinos e caprinos para suprir a demanda interna. Se trabalharmos juntos para aumentar o rebanho e criarmos um programa de sanidade para a ovinocaprinocultura, que o Brasil não possui, no futuro poderemos exportar a genética e demais produtos da ovinocaprinocultura para o mundo” – disse Schwab.

De acordo com Salles, o Estado vai buscar a criação de políticas agrícolas, além de financiamento e prestação de assistência técnica para o setor.

“No que depender dos esforços do Estado para a criação de tudo isso, será feito, pois a ovinocaprinocultura para o Nordeste é uma forte atividade, uma vez que os animais são resistentes a longos períodos de estiagem, sendo ideal a sua criação no semiárido” – salienta.

As informações são do Seagri, adaptadas pela Equipe FarmPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Comentários

everaldo fernandes

Antas - Bahia - Produção de caprinos de corte
postado em 11/12/2013

se nao for somente politica, o estado baiano e a cadeia em geral agradeçe.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2022 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade