Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

BC é mais agressivo para conter queda do dólar

postado em 25/04/2007

2 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Só em março o Banco Central (BC) comprou US$ 8,3 bilhões no mercado de câmbio e nos três primeiros meses do ano já adquiriu US$ 21,9 bilhões. O volume comprado no primeiro trimestre é maior do que os US$ 20,5 bilhões que o Brasil tinha em suas reservas internacionais, excluindo os recursos devidos ao Fundo Monetário Internacional (FMI), no fim de 2003.

No acumulado do ano, as compras do BC são quase três vezes superiores aos US$ 7,9 bilhões adquiridos no primeiro trimestre do ano passado.

Segundo fontes do mercado financeiro, até o último dia 20 o Banco Central já havia adquirido US$ 7,1 bilhões no mercado de câmbio. Para a economista Alessandra Ribeiro, da Tendências Consultoria, a agressividade do BC é uma resposta ao forte fluxo de divisas para o Brasil, que pressiona a cotação da moeda americana, perto de cair abaixo de R$ 2,00.

Segundo o BC, de janeiro a março o fluxo líquido de dólares para o Brasil foi de US$ 17,394 bilhões. Em abril, até o último dia 20, o fluxo positivo estava em US$ 7,5 bilhões, valor maior do que o de todo o mês de março (US$ 6,647 bilhões). Somente as operações ligadas à balança comercial geraram um fluxo positivo no primeiro trimestre de US$ 20,638 bilhões. Em abril, o ingresso de divisas relativo a essas operações já soma US$ 4,488 bilhões.

Também pressionam a moeda americana os juros altos, os investimentos diretos e as compras de ações na Bolsa de Valores de São Paulo, informou reportagem de Fábio Graner e Gustavo Freire, do jornal O Estado de São Paulo.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Comentários

Gabriel Padula

Cachoeira Alta - Goiás - Indústria frigorífica
postado em 25/04/2007

Sei que, o que vou comentar não tem muito haver com o texto, mas achei uma boa oportunidade.

Gostaria de saber do Presidente da República, se vai cumprir sua promessa de abaixar o preço da gasolina de acordo com a queda do dólar?

Sem Mais.

Paulo Augusto da Silva Santos

São Pedro dos Ferros - Minas Gerais - Produção de leite
postado em 04/05/2007

Uma opinião sobre a colocação do Gabriel no comentário anterior.

O Presidente Lula não é sério em seus compromissos, portanto não espere queda no valor dos combustíveis nem outras atitudes que viriam a trazer benefícios para a população.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2019 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade