Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Brasil propõe novas pesquisas sobre bem-estar animal

postado em 14/10/2008

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

O desenvolvimento de pesquisas inéditas no Brasil sobre boas práticas agropecuárias e bem-estar para animais de produção é o foco do workshop que acontecerá, nesta quarta-feira (15), a partir das 9h, no auditório térreo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Estarão reunidos pesquisadores de universidades brasileiras e da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) de cinco estados (Ceará, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Santa Catarina), além de técnicos das secretarias de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo (SDC), Defesa Agropecuária (SDA) e Relações Internacionais do Agronegócio (SRI).

A chefe de divisão de Bovideocultura do Mapa, Andrea Parrilla, explicou que será formado um comitê científico, composto por técnicos da Embrapa, para o desenvolvimento das pesquisas. "A equipe da Embrapa apresentará o que já existe em termos de pesquisa para esses temas e o ministério demandará outras que são prioritárias, como as relativas ao transporte de animais vivos e sistemas de produção específicos no Brasil", declarou.

A atuação do comitê será fundamental para embasar cientificamente os estudos da Comissão Técnica Permanente de Bem-Estar Animal do Mapa, que trabalha, junto ao setor produtivo, nas recomendações nacionais ao bem-estar animal.

O Brasil já adota procedimentos de bem-estar animal desde a década de 30. Um decreto publicado em 1934 estabelece medidas de proteção aos animais, prevenindo maus tratos. Em 1950, foi criado o Serviço de Inspeção Federal (SIF), regulamentado pelo decreto 30.691/52, que traz normas para o processamento de produtos de origem animal em estabelecimentos inspecionados pelo governo federal. Em 2000, foi publicada a Instrução Normativa nº 3, com regulamentações técnicas sobre abate humanitário.

As informações são do Mapa, resumidas e adaptadas pela equipe AgriPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2019 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade