Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Câmara aprova renegociação das dívidas de produtores nordestinos atingidos pela seca

postado em 19/09/2013

2 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta quarta-feira (18/9) a Medida Provisória (MP) 618, que prevê, entre outros pontos, a renegociação de dívidas no valor total de R$ 5 bilhões de produtores rurais nordestinos que tiveram suas plantações e rebanhos dizimados pela longa estiagem. A questão referente aos débitos dos agricultores da região, em sua maioria pequenos e médios produtores, foi incluída na MP pelo relator da matéria, senador Valdir Raupp (PMDB-RO).

A proposta original da matéria, que segue para análise do Senado, trata do aporte de recursos na Engenharia Construções e Ferrovias S/A (Valec), estatal ligada ao setor ferroviário. As emendas foram aprovadas para socorrer produtores rurais de municípios da área de atuação da Sudene, onde foi decretado estado de calamidade pública em consequência da seca que assolou a região Nordeste entre dezembro de 2011 e junho de 2013.

De acordo com o texto aprovado, os produtores terão descontos de até 40% para passivos na faixa de R$ 35 mil até R$ 100 mil, e de 45% para dívidas entre R$ 15 mil e R$ 35 mil. O abate no saldo devedor pode chegar a até 65% do valor no caso dos agricultores que tomaram empréstimos no limite de R$ 15mil. As medidas contemplam pelo menos 500 mil contratos.

Outro dispositivo incluído na MP prevê melhores condições para liquidação ou renegociação de débitos inscritos na Dívida ativa da União (DAU) até este mês, também nos municípios da área de atuação da Sudene em que foi decretado estado de calamidade pública devido a seca que se abateu sobre a região entre dezembro de 2011 e junho de 2013. Entre as medidas previstas, estão descontos, que variam de 58% a 80%, para liquidação de débitos de até R$ 100 mil até 31 de dezembro de 2014.

No caso de renegociação dos passivos inscritos na Dívida Ativa da União (DAU), a MP estabelece prazo de 10 anos para o pagamento em parcelas semestrais ou anuais, conforme o fluxo de receita do usuário. O texto aprovado prevê, ainda, a suspensão de execução de cobranças judiciais de contratos inadimplentes até 31 de dezembro do próximo ano.

As informações são da Assessoria de Comunicação CNA. 

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Comentários

valdir goergen

Augusto Pestana - Rio Grande do Sul - Produção de leite
postado em 20/09/2013

No RS tambem tivemos a maior seca dos ultimos 50 anos, também somos pequenos produtores e foi feito o quê. Ou não somos brasileiros e o nosso voto não vale nada.

Marcelo Leite

Águas Belas - Pernambuco - Produção de leite
postado em 23/09/2013

ja é alguma coisa pra os nordestinos, melhor e se chegar até os pequenos se os gerentes influenciadores não conceder os descontos so para os amigos.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade