Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

CFMV quer divulgação do princípio ativo de medicamentos veterinários registrados no Mapa

postado em 30/07/2014

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

O Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) enviou na semana passada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) um ofício solicitando que o órgão disponibilize, em seu portal, a lista atualizada de todos os medicamentos comercializados de uso veterinário com registro válido no Mapa; solicita também a divulgação de outras informações relevantes, como os princípios ativos e os nomes comerciais dos produtos.

No documento endereçado ao ministro da pasta, Neri Geller, o CFMV argumenta que os médicos veterinários precisam de um instrumento atualizado de consulta para orientá-los quanto à prescrição e ao uso seguro de medicamentos que tenham passado pelo processo de registro no Mapa.

O próprio Ministério da Agricultura enviou uma carta de alerta aos médicos veterinários, na qual ressalta a importância de os profissionais utilizarem somente produtos registrados no órgão. Contudo, no ofício, o CFMV aponta a dificuldade para o médico veterinário se informar sobre a legalidade ou não do medicamento, já que a lista atualmente disponível está desatualizada. Lá, estão relacionados, por exemplo, diversos medicamentos não mais comercializados no Brasil; é o caso do butorfanol (nome comercial Torbugesic), que deixou de ser produzido para cães e gatos. Além disso, a lista do Mapa não atende às necessidades dos profissionais, já que nela consta apenas o nome comercial do produto e do laboratório responsável por ele.

No ofício, o CFMV lembra que, atualmente, a única forma para o médico veterinário verificar a legalidade do registro de um produto é por meio do “Compêndio de Produtos Veterinários”, do Sindicado Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal (Sindam). Contudo, lá estão disponíveis apenas os medicamentos de empresas afiliadas ao Sindam, ficando de fora grande parte dos produtos veterinários com registro no Mapa.

Por fim, no documento, o Conselho Federal de Medicina Veterinária faz o seguinte alerta: “O uso de medicamentos ilegais, além de comprometer o nome e reputação do profissional médico veterinário, poderá ocasionar situações diversas, tais como intoxicações, subdosagem e, portanto, ineficácia no tratamento, bem como (e principalmente) riscos à saúde pública, devido a presença de resíduos de medicamentos em produtos de origem animal”.

As informações são da Assessoria de Comunicação do CFMV, adaptadas pela Equipe Nossa Matilha.
 

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2019 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade