Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

China eleva taxa para exportar fertilizantes

postado em 23/04/2008

1 comentário
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Para controlar a inflação e os custos agrícolas, a China aplicou tarifas pesadas sobre as exportações de fertilizantes. Além disso, o país quer garantir o cultivo de quantidade suficiente de grãos para alimentar 1,3 bilhão de chineses.

O Brasil será um dos mais afetados com a medida, pois as taxas sobre as exportações de fertilizantes terão um incremento de 100 pontos percentuais, variando entre 100% e 135%, de 20 de abril até 30 de setembro.

A decisão da China acompanha uma série de intervenções protecionistas executadas por diversos fornecedores globais de commodities que, ao invés de segurarem os preços, podem acabar levando a novas altas.

O governo chinês teme que os custos altos com fertilizantes, combustível e mão-de-obra desencorajem os produtores a semearem grãos, impulsionando os preços das rações utilizadas por criadores de animais e alimentando a inflação.

No primeiro trimestre, a inflação do país somou 8,3%, acréscimo superior à meta do governo para esse ano, informou a Reuters News.

Avalie esse conteúdo: (3 estrelas)

Comentários

Edimar Gonçalves Carvalho

Guaçuí - Espírito Santo - Insumos para indústria, distribuição e varejo
postado em 30/04/2008

E agora Lula? Até a China está preoculpada com seus produtores. O seu governo vai assistir os produtores irem à falência, os preços subirem e a inflação voltar?

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade