Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Como você está se preparando para a época da safra do cordeiro?

postado em 14/09/2012

5 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

É no mês de setembro que inicia a safra de cordeiros no Brasil. Com a maior proximidade do fim do ano e das consequentes festividades, a demanda pelo produto também cresce nessa época. Para exemplificar, no segundo semestre de 2011, o Brasil importou 91,45% a mais de carne ovina uruguaia quando comparado ao primeiro semestre do mesmo ano, o que comprova o aumento do consumo pelos brasileiros.

- Atualmente os preços do milho e da soja estão elevados e os produtores estão sentindo os custos da dieta dos seus animais pesarem no orçamento, fato que dificulta a terminação dos animais no confinamento.

- De acordo com a Emater/RS, o rebanho ovino gaúcho em geral continua perdendo peso corporal devido à reduzida oferta e à baixa qualidade das forrageiras, principalmente os animais mantidos exclusivamente em pastagens naturais. No entanto, os animais que estão em pastagem cultivada, especialmente nas áreas com pastagens anuais mais cultivadas no Estado, que são aveia e azevém, ou recebendo suplementação alimentar processadas, como fenos, rações ou concentrados, apresentam bom desenvolvimento corporal. Por outro lado, as condições sanitárias dos animais são muito boas, pois o inverno com pouca umidade dificultou a proliferação de parasitas e moléstias, porém, os produtores continuam mantendo o monitoramento e o controle das verminoses.

- Nesta época de final de inverno, o que preocupa os criadores do Rio Grande do Sul são as reduzidas condições nutricionais das matrizes, principalmente as com cordeiro ao pé, pois sua limitada capacidade de aleitamento pode comprometer o desenvolvimento dos cordeiros.

- Em contato com produtores do Centro-Oeste realizado Equipe FarmPoint, os produtores disseram que a oferta de animais está baixa devido o período de estiagem que assola a região. "A expectativa é de melhorias a partir do mês de outubro", disse um ovinocultor.

- Um informante cearense frisou que devido a seca, os produtores estão se desfazendo dos rebanhos e com isso, os preços estão de R$ 2,50 a R$ 3,50. "Mais uma vez a agricultura familiar desorganiza o mercado" completou ele.

E você produtor de ovinos? Como estão as expectativas para a safra de cordeiros que se aproxima? Como você se preparou para ofertar os seus animais para o mercado?

Participe deixando o seu comentário! O FarmPoint agradece desde já a sua participação!

Equipe FarmPoint

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Comentários

Jairo Bandeira

Amaral Ferrador - Rio Grande do Sul - Revenda de produtos agropecuários
postado em 17/09/2012

Bela iniciativa este espaço da Farmpoint. Com certeza colaborará significativamente para o desenvolvimento e organização da ovinocultura.

Importante trabalhar com fases. Alguém especializa-se em matrizes e outro com a terminação. Particularmente, tenho interesse em adquirir cordeiros no RS desmamados com 60 dias.

Igor Vaz

Pelotas - Rio Grande do Sul - Produção de ovinos
postado em 17/09/2012

Como diria meu avô, cada "causo" é um "causo". Em minha propriedade tive que me organziar e fazer o encarneiramento em abril para fugir dos partos no inverno e evitar o ataque de javalis. Ano passado meu tio perdeu 50% dos cordeiros para o javali e nós fugindo do inverno conseguimos salvar boa parte do rebanho mas em contra partida nao teremos cordeiros para o natal, teremos somente para a páscoa.

Regis Bernardes

Santa Maria - Rio Grande do Sul - Produção de ovinos
postado em 18/09/2012

Sou produtor de cordeiros em São Martinho da serra no RS, este assuto é de fundamental importância. Coloquei buchas (hormônios) nas ovelhas em novembro de 2011, conseguindo assim escapar do parto no inverno e desmamamos os cordeiros com 13Kg em confinamento com ração e aveia cortada fornecida verde e as ovelhas foram logo encarneiradas novamente com índice de 97,16% de prenhes com parto para novembro /dezembro conseguindo assim intensifcar a produção. Foi feito lotes do rebanho para o mesmo manejo, produzindo cordeiros no inverno e para dezembro bem como os refugos ficam para a Páscoa. Trabalhamos com Texel e Black Texel.

Jairo Bandeira

Amaral Ferrador - Rio Grande do Sul - Revenda de produtos agropecuários
postado em 18/09/2012

Regis Bernardes
Muito interessante tuas observações.
Como posso ter mais detalhes deste teu trabalho?

marcos zens

Castro - Paraná - Consultoria/extensão rural
postado em 19/09/2012

Ja entregamos trezentos cordeiros com media de idade de cem dias, com peso de quarenta e cinco quilos de media. nossos partos começaram em março, recebemos dois reais a mais na  entre safra que vai de junho ate setembro. entregamos para a cooperativa castrolanda. cordeiros ile, texel e meio sangue.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2019 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade