Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Congresso confirma criação de CPI mista do MST

postado em 22/10/2009

5 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

A criação da CPI mista do MST foi oficializada nesta quinta-feira (22) no Congresso. A comissão pretende investigar o repasse de verbas públicas ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

A CPI mista foi criada com 210 assinaturas de deputados e 36 de senadores. Faltando apenas um minuto para a meia noite de quarta-feira, as lideranças da base aliada e da oposição chegaram à Secretaria-Geral do Congresso com os requerimentos para retiradas e adesões. Os governistas conseguiram convencer 23 deputados a desistirem da criação da comissão. No entanto, a oposição apresentou mais de 50 novos nomes e conseguiu levar adiante a CPI mista.

O líder do DEM na Câmara, Ronaldo Caiado (GO) comemorou a vitória. "Eles conseguiram derrubar o laranjal mas não conseguiram derrubar a CPI mista", afirmou. Agora, a disputa se dará em torno do comando da CPI mista. Com a maioria, o governo promete fazer valer essa posição. "Agora prevalece a norma de proporção. O regimento e a prática do Congresso Nacional. O tamanho das bancadas, governo e oposição, faz com que a composição seja proporcional a essas bancadas", disse o vice-líder do governo na Câmara, Maurício Rands (PT-PE).

Esta é a segunda tentativa para a criação da CPI. Na primeira, há cerca de um mês, houve retirada de assinaturas. De acordo com a oposição, que recolheu as adesões, recursos federais são dirigidos a organizações não-governamentais (ONGs) que repassam o dinheiro para o MST.

O pedido foi apresentado na manhã dessa quarta-feira (21) em sessão do Congresso, com 188 assinaturas de deputados e 35 de senadores. Por temer a retirada em massa de assinaturas, como ocorreu da primeira vez, a oposição só protocolou o requerimento depois de ouvir do presidente do Senado José Sarney (PMDB-AP) um compromisso de que haveria sessão do Congresso impreterivelmente na quarta-feira.

As informações da Agência Brasil, adaptadas e resumidas pela Equipe AgriPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Comentários

renato calixto saliba

Brasília - Distrito Federal - Produção de leite
postado em 22/10/2009

Fico impressionado como pode num País como o Brasil ter uma sei lá o que acima da LEI. Para com isso!!! essa CPI já vem tarde, e tem senador e deputado que tem a cara de pau de defender CRIMES, isso nunca foi e nunca será um movimento sério, pois, não tem coragem de assumir o que faz. Nem respeitam nada nem ninguém. Acham que podem fazer o que quiser, pois tem a certeza da impunidade. Destruiram 7.000 pés de laranja em produção e acham que não fizeram nada, roubaram, destruiram e quando são perguntados, aos seus líderes, dizem vergonhozamente que não fizeram nada. Temos que transformar esse País. Quem quer ser um Pais de primeiro mundo não pode ter um Movimento desse tipo.

Me pergunto se o MST não tem personalidade jurídica como eles recebem verbas das ONG, que por sua vez recebem dinheiro do Governo Federal, COMO AS ONGs PRESTAM CONTAS? Quando entregam o dinheiro para o MST como vão fazer para apresentar notas fiscais em nome do MST?

Euler Vilela

Goiânia - Goiás - Produção de leite
postado em 23/10/2009

vamos ver se agora nossos congressistas conseguem esclarecer para nossa sociedade que esse movimento nao passa de uma quadrilha de bandidos e bardeneiros que deveriam ser extintos da face da terra.
vitoria neles parabens

Paulo Luís Gonçalves Campelo

Belo Horizonte - Minas Gerais - Consultoria/extensão rural
postado em 23/10/2009

Qual será o sabor da pizza ?
Espero que não acabe em Pizza, mas como a Presidência e a Relatoria dessa CPMI vai acabar ficando nas mãos do Governo, que tem a maioria na Câmara e no Senado, dificilmente vamos conseguir trazer à tona os verdadeiros podres desse movimento criminoso, que tem o apoio desse Governo Criminoso.
Abraço a todos.

José Oton Prata de Castro

Divino das Laranjeiras - Minas Gerais - Produção de ovinos de corte
postado em 23/10/2009

Pouca vergonha é muito pouco para qualificar politicos que apoiam esse movimento e esses grupos de baderneiros...

Armando Gomes de Almeida

Tupi Paulista - São Paulo - Produção de gado de corte
postado em 26/10/2009

O MST e os que apoiam acham que o povo brasileiro são idiotas, se nos dependesse dos produtos produzidos pelo MST provalvemente morreriamos de fome, pois já presenciei essa classe adquirindo (LEGUMES) ou seja mandiocs, abobora, mamão, enfim todos os produtos facil de produzir, 80% dos membros do MST não tem vocação para agricultura, basta fazer um levantamento sério. esperamos que os governantes tomem agora atitudes sérias excluindo os vigaristas infiltrrados no MST, e ajudando os que realmente tem vocação agricola.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2022 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade