Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Crédito rural caiu 49,7% segundo BNDES

postado em 31/08/2006

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Ao contrário do Produto Interno Bruto (PIB) do setor agrícola, que cresceu 3,6% ao ano nas duas últimas décadas, o volume de recursos liberados para o segmento caiu 49,7% entre 1986 e 2004, de R$ 81,4 bilhões para R$ 40,4 bilhões. Os dados são do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

A justificativa para os números contraditórios, na opinião dos técnicos André Sant'Anna e Francisco Marcelo Ferreira, é a mudança na estrutura do crédito, que deixou de ser um subsídio usado para especular com terras e no mercado financeiro para se destinar de fato à produção agrícola.

A partir dos anos 80, com a hiperinflação, o descontrole foi total. "Era um contexto de aceleração da inflação, a assunção de créditos a taxas de juros fixas baixas representava, na prática, um forte subsídio implícito aos tomadores. Estes, na prática, podiam aplicar recursos do crédito rural diretamente no mercado financeiro a taxas muito mais elevadas, realizando substanciais ganhos financeiros", mostra o estudo.

Por isso, a demanda por empréstimos rurais não condizia com a expansão efetiva da agropecuária. Só a partir dos anos 90, quando o crédito passou a ser vinculado à produção, houve retomada do crescimento agropecuário.

Ferreira ressaltou que não apenas a estrutura de crédito mudou, mas também o próprio comportamento dos ruralistas. "Temos hoje uma nova safra de empresários agrícolas. O padrão é muito diferente. Passaram a ser realmente empresários", disse o economista em reportagem de Irany Teresa para O Estado de S.Paulo.

Avalie esse conteúdo: (4 estrelas)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade