Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Defesa Agropecuária da Bahia recebe três milhões para investimento no setor

postado em 17/01/2014

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

A defesa agropecuária da Bahia recebeu um incremento de três milhões de reais para desenvolver as ações de defesa sanitária em todo o Estado e ainda este mês o recurso será aportado pelo Ministério da Agricultura, conforme Convênio Anual para 2014, celebrado entre o Mapa e o Governo do Estado, através da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab). A verba é destinada à estruturação e manutenção do Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agropecuária (Suasa), no controle, erradicação e prevenção das doenças dos animais e pragas dos vegetais, visando ainda ampliar o alcance e abrangência dos serviços no Estado.

Outras ações como a fiscalização do trânsito de animais e vegetais, em unidades fixas e volantes, vacinação contra aftosa, brucelose e raiva, além da aquisição de veículos, também estão contempladas no acordo. O secretário de Agricultura, Eduardo Salles, explica que no último ano a defesa agropecuária conviveu com a incerteza de repasse financeiro do Mapa para custeio da atividade. “Seria uma decisão arriscada diante dos gigantescos impactos econômicos causados com a introdução da Febre Aftosa, por exemplo. Por isso, fui incisivo e pertinente nas reivindicações enquanto presidente do Conselho Nacional de Secretários de Agricultura (Conseagri) para a retomada dos repasses”, disse o secretário, acrescentando que se sente agradecido pelo entendimento do Mapa.

Este recurso veio somar ao aporte do Governo do Estado diante do aumento significativo das ações de defesa sanitária, como a emergência fitossanitária no combate à lagarta Helicoverpa armígera, aliado ao crescimento e organização das cadeias produtivas. “Com o convênio do Mapa, a Adab poderá desenvolver atividades para manutenção do status sanitário alcançado, oferecendo ferramentas para as atividades de educação sanitária, fiscalização, monitoramento, cadastramento de propriedades e inspeções”, acrescenta a Superintendente Federal da Agricultura na Bahia (Mapa/SFA-BA), Virgínia Hagge.

“O recurso dará continuidade à qualificação do Sistema de Vigilância, tornando-o compatível com a grandeza do seu agronegócio, garantindo a segurança sanitária cada vez mais exigida no mercado nacional e internacional”, completa o diretor-geral da Adab, Paulo Emílio Torres, lembrando que a Adab tem desenvolvido ações importantes para a qualificação do negócio agropecuário no Estado da Bahia, principalmente no que se refere à agricultura familiar.

“Sem o apoio da Superintendência Federal do Mapa na Bahia, este convênio não teria acontecido, deixando a pecuária e a agricultura órfãs, sem a possibilidade de crescimento estrutural e organizacional do Serviço Estadual de Defesa Agropecuária”, finalizou Paulo Emílio.

Atualmente a Agência trabalha com os programas oficiais de defesa sanitária, normatizados pelo Mapa, na área animal, completando a relação dos já citados, o Programa de Sanidade Avícola; Sanidade dos Caprinos e Ovinos; Sanidade dos Equídeos; Sanidade dos Suídeos e Sanidade Apícola; na área vegetal, com destaque para o Programa Fitossanitário da Cultura dos Citros e Programa Fitossanitário do Algodão; e a inspeção de produtos de origem agropecuária.

As informações são da Assessoria de Comunicação Adab.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2019 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade