Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Embrapa apresenta ações para 2012 com foco na agricultura verde

postado em 15/03/2012

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 



Fortalecer e reconhecer as ações em benefício de uma agricultura mais sustentável. Essa é a proposta do "Ano Embrapa para uma Agricultura Mais Verde", plano de ação da empresa para 2012, que foi lançado ontem, dia 14, em Brasília. O evento contou com a presença do ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Mendes Ribeiro Filho. "A Embrapa terá mais importância para o país ser o maior produtor de alimentos do mundo", disse o ministro.

O foco do plano de ação está baseado em quatro pilares: "Fortalecendo a Gestão", "Fortalecendo a Pesquisa, o Desenvolvimento e a Inovação", "Fortalecendo e Consolidando a Transferência de Tecnologia" e "Fortalecendo a Transparência e a Eficiência na Gestão".

Segundo o diretor-presidente da Embrapa, Pedro Arraes, o momento é bastante propício para concentrar esforços em ações voltadas para uma agricultura mais verde. "Determinados acontecimentos e eventos previstos para este ano são bastante oportunos como a Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável, a Rio +20; a demanda internacional de conhecimentos e tecnologias agrícolas tropicais, fortalecida pela presença de um brasileiro na Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), José Graziano, que assumiu o posto de Diretor Geral da Organização, ano passado; e a demanda por conhecimentos e dados vinculados ao novo Código Florestal, que está em processo final de aprovação", ressalta.

Fortalecendo a gestão

Nesse pilar estão contempladas ações mais estratégicas para empresa como a criação do Programa Agropensa. A proposta é constituir um núcleo de inteligência estratégica da agricultura brasileira, coordenado pela Embrapa Estudos e Capacitação, para produzir e difundir conhecimentos e estratégias para a agricultura do futuro.

A criação da Secretaria de Negócios da Embrapa é uma outra ação prevista para este ano. O objetivo é aumentar a capacidade da empresa em negócios públicos e privados de interesse do governo brasileiro.

Também estão previstos para este ano os lançamentos da Embrapa Internacional, o que segundo Arraes, tornará mais flexíveis os mecanismos disponíveis para fortalecer a pesquisa, e do Projeto Embrapa Verde, que prevê ajustes na infraestrutura e processos das unidades que já desenvolvem pesquisas de alta relevância ambiental. "Essas mudanças e ajustes vão possibilitar colocar a Embrapa na vanguarda da implementação de ações sustentáveis, incluindo o cumprimento ao novo Código Florestal", explica.

A consolidação do Sistema de Avaliação das Unidades e a expansão do Sistema de Avaliação de Talentos são outros pontos fundamentais desse pilar. Os sistemas vão possibilitar maior qualidade às avaliações. No primeiro, serão levados em consideração critérios universais de avaliação. O segundo sistema, já adotado em algumas Unidades da empresa, tem como objetivo o desempenho individual por resultados, o que qualifica e alinha melhor os resultados às metas da empresa.

Fortalecendo a Pesquisa, o Desenvolvimento e a Inovação

O lançamento de novos portifólios de PD&I em temas de grande importância estratégica para a agropecuária brasileira é um dos focos desse pilar. A prioridade para 2012 são os temas "Inovações para o Setor Sucro-alcooleiro e Energético" e "Geotecnologias Aplicadas ao Monitoramento da Agricultura".

Outro grande lançamento é o do Programa Conserva Brasil, que terá como missão conservar a longo prazo a biodiversidade nacional. "Pretendemos fortalecer ainda mais a utilização da biodiversidade em prol da agricultura brasileira, focando nas coleções de espécies de interesse da agropecuária", explicou Arraes. Segundo ele, até 2020, o programa terá sob sua tutela a maior coleção brasileira de germoplasma para uso futuro pela agricultura.

Fortalecendo a Transferência de Tecnologia

Nesse pilar, as ações que dizem respeito a Transferência de Tecnologia (TT) serão intensificadas. A nova Política de TT, em processo final de elaboração, está em vistas de ser internalizada e implantada. A proposta é balizar as ações da empresa na área, refletindo as mudanças significativas do setor nos últimos anos.

Além disso, está previsto o lançamento do Programa de Intercâmbio de Conhecimentos e Transferência de Tecnologias, com foco especial na inclusão produtiva, em apoio ao Programa Brasil sem Miséria. A ideia, segundo o presidente, é organizar portfólios de tecnologias locais e regionais para consolidar as ações de intercâmbio de conhecimentos e TT desenvolvidas pelas unidades da empresa, visando beneficiar os públicos atendidos pelo programa.

Outra ação a ser intensificada é o estímulo às Alianças Estratégicas Regionais, em que o foco principal é o fortalecimento das parcerias locais e regionais.

Fortalecendo a Transparência e a Eficiência na Gestão

O portal da transparência é um dos principais pontos desse pilar. Ele será desenvolvido de acordo com o que o governo federal estabelece e contará com um sistema de resolução de conflitos entre a empresa e os públicos com que ela se relaciona.

O lançamento da formação de lideranças também está previsto. "Vamos criar um modelo de gestão capaz de identificar, desenvolver e preparar talentos para que oportunamente possam preencher vagas em cargos gerenciais, criando uma cultura em que a empresa saiba a liderança que deseja e o empregado os caminhos que devem seguir para alcançar os objetivos gerenciais", destaca Arraes.

Aumentar a eficiência na operação das unidades descentralizadas que estão localizadas no Parque Estação Biológica, em Brasília, também é uma das metas. Arraes explica que a proposta é criar um Parque Tecnológico com governança inovadora e participativa, visando a desburocratização dos processos para atender as demandas com maior rapidez e eficiência.

As informações são da Secretaria de Comunicação da Embrapa, adaptadas pela Equipe AgriPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2020 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade