Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Embrapa inicia projeto de ovinos e caprinos no MS

postado em 19/01/2007

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

O Ministério da Integração Nacional aprovou a liberação de 855 mil reais para a construção das instalações de recursos para a construção das instalações que darão suporte às atividades da Redecoc (Rede de Difusão Empresarial da Caprinocultura e Ovinocultura do Cerrado).

O Redecoc é um projeto da Embrapa Gado de Corte (Campo Grande - MS) em parceria com a Embrapa Caprinos (Sobral - CE) e tem o objetivo de desenvolver a criação de ovinos e caprinos na região central do Mato Grosso do Sul. Os recursos serão utilizados na construção de curral, galpões de reprodutores e matrizes, alojamento com salas de aula e uma casa. O prazo para a conclusão das obras é de 180 dias.


Figura 1. Rede de Difusão Empresarial da Caprinocultura e Ovinocultura do Cerrado


De acordo com o Anuário da Pecuária Brasileira (Anualpec 2006), a região Centro-Oeste apresentou um crescimento da ordem de 51,6 % no efetivo do rebanho ovino de 2000 a 2006. O Mato Grosso do Sul saltou de aproximadamente 380 mil para mais de 500 mil cabeças.

De acordo com o pesquisador da Embrapa Caprinos, sediado na Embrapa Gado de Corte, Fernando Reis, coordenador do projeto, "apesar do desenvolvimento da atividade, falta articular a organização do setor para que se tenha escala de produção, regularidade de oferta, preços competitivos, além de cortes e embalagens que atraiam e facilitem a vida dos consumidores. A Redecoc pretende desenvolver soluções para os diversos elos da cadeia produtiva", afirma Reis.


Figura 2. Fernando Reis, pesquisador da Embrapa Caprinos e coordenador do projeto


Ele enumera os principais desafios tecnológicos para a consolidação da atividade no MS: um sistema produtivo condizente com a realidade local desenvolvido a pasto, com animais rústicos e adaptados, que proporcione retorno econômico superior à tradicional atividade da bovinocultura de corte; inserção estratégica da ovinocultura na integração lavoura-pecuária; manejo e/ou formas consistentes de combate à verminose e um sólido programa de melhoramento genético animal. "O projeto Redecoc pretende ser um instrumento para fazer com que a tecnologia chegue mais rápido aos beneficiários", conclui Fernando Reis.

As informações são da Embrapa, publicadas no jornal eletrônico Midiamax news.

Avalie esse conteúdo: (5 estrelas)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe FarmPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2014 AgriPoint Consultoria Ltda. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade